Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1038
Tipo do documento: Tese
Título: Filogenia, Biogeografia e Taxonomia de Pradosia (Sapotaceae, Chrysophylloideae)
Autor: Araujo, Mário Henrique Terra 
Primeiro orientador: Faria, Aparecida Donisete de
Primeiro coorientador: Vicentini, Alberto
Primeiro membro da banca: Ribas, Camila Cherem
Segundo membro da banca: Clement, Charles Roland
Terceiro membro da banca: Hopkins, Michael John Gilbert
Quarto membro da banca: Fiaschi, Pedro
Quinto membro da banca: Hrbek, Tomas
Resumo: O gênero Pradosia (Sapotaceae, Chrysophylloideae) compreende 23 espécies com hábito variando de arbustos geófilos, arvoretas à árvores de dossel com altura superior a 35 m. O gênero é restrito à América do Sul, com apenas uma única espécie se estendendo até o Panamá e Costa Rica. As espécies podem ser encontradas em uma variedade de habitats, incluindo florestas úmidas e decíduas na Amazônia, costa Atlântica Brasileira e Andes. Estudos prévios, combinando dados moleculares e morfologia de poucas espécies de Pradosia indicaram que o gênero é monofilético, excluindo a espécie Africana P. spinosa. O presente trabalho apresenta os resultados de um estudo mais aprofundado de Pradosia, com uma maior amostragem das espécies e que teve como objetivos: (1) obter uma hipótese filogenética para Pradosia, com utilização de dados moleculares; (2) estimar o tempo de divergência dos clados e discutir a biogeografia histórica do grupo; (3) reconstruir a evolução de caracteres morfológicos selecionados, considerados úteis para o reconhecimento das espécies dentro do gênero; (4) investigar a evolução da preferência do habitat para as espécies do gênero; (5) atualizar a taxonomia do grupo com base nos resultados das análises moleculares, morfológicas, e de estudos de campo. Os resultados deste trabalho são apresentados em três capítulos. No primeiro capítulo é apresentada a filogenia molecular de Pradosia, reconstruída com utilização de dois marcadores moleculares, ITS e ETS. Esta filogenia é então utilizada como base para explorar a evolução de caracteres morfológicos e da preferência de habitat, bem como discutir o padrão biogeográfico do gênero. No segundo capítulo, são apresentadas as novas espécies para Pradosia. Por fim, no terceiro capítulo é apresentada uma sinopse taxonômica do gênero, com uma atualização da distribuição geográfica das espécies e uma chave de identificação, seguida por uma curta descrição morfológica de todas as espécies do grupo, além de informações obtidas em campo.
Abstract: The genus Pradosia (Sapotaceae, Chrysophylloideae) comprises 23 species that vary in habit from geoxylic shrubs to medium-sized and tall canopy trees up to 35 m. The genus is confined to South America, one of which also extends into Panama and Costa Rica. The species are distributed across a wide variety of habitats, including savannas and evergreen to deciduous forests in the Amazon region, the Brazilian Atlantic coast, and the Andes. Previous studies including a few species of Pradosia have indicated that the genus is monophyletic, provided that the African species P. spinosa, is excluded. This work presents the results of a new phylogenetic study of Pradosia, with a broader species sampling and aimed to: (1) produce a phylogenetic hypothesis for the genus Pradosia using molecular data; (2) estimate species divergence times and biogeographical history; (3) reconstruct the evolution of some morphological traits that have been considered useful in distinguishing species within the genus; (4) investigate the evolution of habitat preference; (5) provide a taxonomic update to the species. These objectives correspond to the three chapters of the present thesis. The first chapter includes a molecular phylogeny of Pradosia based on the molecular markers ITS and ETS. The resulting phylogenetic hypothesis was used to infer the generic biogeographical history of the genus, explore the evolution of morphological characters, and habitat preferences. The second chapter presents the novelties in Pradosia, with description of new species. Lastly, the third chapter presents a synopsis of the species, a review of the species geographical distributions, and a new key followed by a short morphological description, as well as notes regarding species circumscriptions and information obtained in field.
Palavras-chave: Sapotaceae
Pradosia
Neotropics
Molecular dating
Biogeography
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Fisiologia vegetal, Fitogeografia, Sistemática e Taxonomia vegetal, Botânica aplicada, Biologia vege
Programa: Ciências Biológicas (Botânica)
Citação: ARAUJO, Mário Henrique Terra. Filogenia, Biogeografia e Taxonomia de Pradosia (Sapotaceae, Chrysophylloideae). 2013. 140 f. Tese (Doutorado em Fisiologia vegetal, Fitogeografia, Sistemática e Taxonomia vegetal, Botânica aplicada, Biologia vege) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1038
Data de defesa: 5-Abr-2013
Aparece nas coleções:Doutorado - BOT

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Mario Henrique Terra-Araujo.pdf7,91 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.