Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1089
Tipo do documento: Dissertação
Título: CRESCIMENTO INICIAL DE ESPÉCIES PIONEIRAS E CLÍMAX EM RESPOSTA A APLICAÇÃO DE CALCÁRIO E FORMULAÇÕES DE NPK EM PLANTIOS PARA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS NA REGIÃO DO RIO URUCU, COARI - AM
Autor: Macedo, Sheron Torres de 
Primeiro orientador: Ferraz, Isolde Dorothea Kossmann
Primeiro coorientador: Leal Filho, Niwton
Primeiro membro da banca: Lima, Hedinaldo Narciso
Segundo membro da banca: Barbosa, Antenor Pereira
Terceiro membro da banca: Vieira, Gil
Quarto membro da banca: Falcão, Newton Paulo de Souza
Quinto membro da banca: Dias, Luiz Eduardo
Resumo: Na região do rio Urucu, Coari (AM), a PETROBRAS desenvolve a prospecção e produção de gás natural e petróleo. Nestas atividades, áreas florestais são desmatadas para diversas finalidades, em seguida, abandonadas e a recuperação ambiental segue com espécies florestais nativas da região. Geralmente, antes do plantio é feito o preparo do solo que envolve, além da aração e gradagem, a aplicação de 2 t/ha de calcário dolomítico e adubação em cova com 200 g NPK (10-30-10) e 50 g MgSO4. O objetivo deste trabalho foi procurar alternativas para este método, sem prejudicar o desempenho no plantio de quatro espécies florestais: duas pioneiras (Bellucia grossularioides Triana e Vismia japurensis Reich.) e duas clímax (Copaifera multijuga Hayne e Virola surinamensis (Roland) Warb). Em três áreas com cerca de 0,5 ha, foram testadas três doses de calcário (0, 1, e 2 t/ha) e duas formulações de adubação mineral (NPK 10-10-10 e NPK 10-30-10). O plantio foi realizado 90 dias após a aplicação do calcário, num espaçamento de 1 x 1 m entre as plantas, com uma adubação em cova de 200 g de NPK e 50 g de MgSO4. Um mês após o plantio, foi feito o replantio, para a substituição das plantas mortas, e forma iniciadas as medições de altura, diâmetro e contagem das sobreviventes. As avaliações foram repetidas após cinco e dez meses. Foram coletadas amostras de solo da área (três meses antes e cinco e dez meses após o plantio) e de folhas (antes e dez meses após o plantio) para análise química em laboratório. O pH e o teor de Ca2+ não variaram entre as doses de calcário (P>0,15). A maior disponibilidade de Mg2+ ocorreu nos tratamentos com calagem (P<0,01). A aplicação de NPK 10-30-10 forneceu quantidade significativamente maior de P no solo do que o NPK 10-10-10 (P<0,01). Apenas B. grossularioides teve sua concentração de Ca reduzida no tratamento sem calagem, comparada à dose de 2 t/ha (P=0,02). Quanto às formulações de adubo, apenas B. grossularioides apresentou maior teor de P quando plantada sob a aplicação de NPK 10-30-10 (P<0,01). No geral, a sobrevivência nos plantios foi bastante reduzida (média de todas as espécies: 58%). A sobrevivência foi independente dos tratamentos (P>0,30). C. multijuga apresentou menor sobrevivência (28%), seguida por B. grossularioides (30%), V. japurensis (44%) e V. surinamensis (50%). O crescimento de três espécies foi independente da calagem e das formulações de NPK utilizados. Ao contrário, V. surinamensis apresentou crescimento significativamente maior em altura e diâmetro quando adubada com NPK 10-30-10 (P<0,01). A calagem reduziu significativamente o crescimento relativo em diâmetro de C. multijuga na dose de 2t/ha de calcário (P<0,02). Não foram detectadas diferenças em resposta aos tratamentos, comparando as duas espécies de pioneiras com as duas espécies clímax. Aparentemente, neste estádio do desenvolvimento, condições físicas do solo e fatores climáticos foram mais decisivos para sobrevivência e crescimento inicial. A insuficiência de respostas à calagem sugere a possibilidade de utilizar uma dosagem inferior a de 2 t/ha de calcário dolomítico para reduzir os custos na recuperação de áreas com mesmo histórico de uso. Para avaliar o efeito das duas formulações de NPK, há necessidade de um período de observação maior, para verificar se outras adequações podem ser recomendadas.
Abstract: In the region of the Urucu river, Coari (AM), PETROBRAS is in search of and already producing natural gas and petroleum. Due to these activities, forests are cut down for various reasons and are afterwards abandoned. Environmental recovery is done with native forest species of the area. Generally the soil is ploughed through before planting, and apply two tons of dolomitic lime per hectare, each planting hole is then fertilized with 200 g of NPK (10-30-10) and 50 g of MgSO4. The objective of this study was to look for alternatives to this method without affecting the performance of four tree species planted: two pioneers (Bellucia grossularioides Triana and Vismia japurensis Reich.) and two climax (Copaifera multijuga Hayne and Virola surinamensis (Roland) Warb). In three sites about 0.5ha, three lime dosages were tested (0, 1, and 2 t/ha) and two compositions of mineral fertilizers (NPK 10-10-10 and NPK 10-30-10). Tree planting, in a spacing of 1 x 1 m, was done 90 days after liming, adding 200 g of NPK and 50 g of MgSO4 in each planting hole. One month after the planting, dead seedlings were substituted and the first measurements were taken of plant height, diameter and number of surviors. The measurementes were repeated after five and ten months. Samples of soil of the area were collected (three months before, five and ten months after the planting) and of leaves (before and ten months after the planting) for chemical analysis in laboratory. The pH and the concentration of Ca didn't vary among the lime dosages (P>0,15). Avaliability of Mg increased with the liming (P<0,01). A significant increase of P was detected in the soils using NPK 10-30-10 in stead of NPK 10-10-10 (P<0,01). With no lime, a reduction in Ca content was detected only in the leaves of B. grossularioides, in comparison with 2 t/ha (P=0,02). Comparing the two mineral fertilizers, just B. grossularioides showed higher concentrations of P with NPK 10-30-10 (P<0,01). In general survival in the plantations was very low (average of all species: 58%). The survival was independent of the treatments (P>0,30). The lowest survival was assessed to C. multijuga (28%), followed by B. grossularioides (30%), V. japurensis (44%) and V. Surinamensis (50%). The growth of three species was not affected by the liming and composition of the two fertilizers. However V. surinamensis, showed a significant increase in height and diameter if fertilized with NPK 10-30-10 (P<0,01). And liming (2 t/ha) reduced significantly the relative growth in diameter of C. multijuga (P<0,02). There were not general differences in response to the treatments, comparing the two pioneer with the two climax species. Aparently, at this stage of development physical conditions of the soil and climatic factors were more decisive for survival and initial growth than fertilizing and liming. The lack of evidence for the benefits of liming, may offer the possibility to reduce the costs by using a lower concentration than 2 t/ha of lime in recovering degraded areas with the same historic use. A longer period of observation is needed before any further recomendation on the two compositions of mineral fertilizations on plant growth.
Palavras-chave: Áreas degradadas Recuperação Coari (AM)
Calagem
Calcário
Adubos e fertilizantes
Reflorestamento
Solos
Nutrientes
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Manejo florestal, Silvicultura
Programa: Ciências de Florestas Tropicais
Citação: MACEDO, Sheron Torres de. CRESCIMENTO INICIAL DE ESPÉCIES PIONEIRAS E CLÍMAX EM RESPOSTA A APLICAÇÃO DE CALCÁRIO E FORMULAÇÕES DE NPK EM PLANTIOS PARA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS NA REGIÃO DO RIO URUCU, COARI - AM. 2008. 67 f. Dissertação (Mestrado em Manejo florestal, Silvicultura) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1089
Data de defesa: 20-Out-2008
Aparece nas coleções:Mestrado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Sheron.pdf335,79 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.