Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1260
Tipo do documento: Dissertação
Título: MACROINVERTEBRADOS ASSOCIADOS a Vriesea splitgerberi (MEZ) L.B. SM. & PITTEN. (1953) (BROMELIACEAE) EM UMA FLORESTA DE CAMPINARANA NA RESERVA FLORESTAL ADOLPHO DUCKE, AMAZÔNIA CENTRAL
Autor: Torreias, Sharlene Roberta da Silva 
Primeiro orientador: Ferreira, Ruth Leila Menezes
Primeiro coorientador: Hamada, Neusa
Primeiro membro da banca: Nessimian, Jorge Luiz
Segundo membro da banca: Silva, Ranyse Barbosa Querino da
Terceiro membro da banca: Barbosa, Maria das Graças Vale
Quarto membro da banca: Silva, Mario Antonio Navarro da
Resumo: Bromeliaceae está incluída em um grupo de plantas denominadas fitotelmatas conceituados como pequenos corpos de água retidos em estruturas vegetais. Esses ambientes possuem grande capacidade de armazenamento d água e fornecimento de nutrientes servindo como criadouro para uma diversificada de macroinvertebrados terrestres e aquáticos, onde as formas imaturas são dominantes, principalmente os representantes da ordem Diptera. Estudos envolvendo fitotelmata de bromélias ainda são pouco estudados na região amazônica. Assim, com o objetivo de identificar a entomofauna presente, determinando os grupos funcionais dos táxons e avaliando a influência dos fatores abióticos (volume, pH, temperatura, condutividade elétrica e altura da planta em relação ao solo), morfométricos da planta (altura, diâmetro, volume, número de folhas) além do peso seco da matéria orgânica contida na água sobre a comunidade associada às axilas de Vriesea splitgerberi foi estudada. Foi realizada a coleta de 80 bromélias epífitas situadas entre 10 e 15m do solo, no início e final do período chuvoso equivalente aos meses de dezembro/2006 e maio/2007 respectivamente, em área de floresta de campinarana, na Reserva Florestal Adolpho Ducke, Manaus, Amazonas. Os resultados apontaram 2.563 indivíduos, distribuídos em 42 táxons. Destes, os maiores índices na abundância e riqueza de organismos foram registrados para maio/2007 (t-teste; t= -4,89, p= 0,000005; t-teste, t= -4,36, p= 0,000039 respectivamente). As famílias mais abundantes foram Chironomidae (47,7%), Culicidae (16,4%), seguida por Formicidae (11,1%), Scirtidae (5,46%) e Ceratopogonidae com 4,68%. Dentre os invertebrados aquáticos a freqüência de ocorrência foi maior em Polypedilum spp. (32,7%) 838 indivíduos, em seguida Larsia sp. (61,25%), Scirtidae (58,75%), Culex (Microculex) stonei Lane & Whitman, 1943 (53,75%) e Culicoides sp. com 51,25%. O estudo de regressões múltiplas empregadas para abundância de macroinvertebrados com as variáveis abióticas foi significativo (F4,75= 5,002, p= 0,001) porém, com os fatores morfométricos não foi significativo (p= 0,144). Para riqueza de organismos, o modelo de regressão múltipla foi significativo (F3,56= 3,568, p= 0,0101) com os fatores abióticos, cuja variável peso seco da matéria orgânica contida na água, foi relacionada positivamente (p= 0,04), no entanto, com as variáveis morfométricas não foi significativo (F4,75= 1,85, p= 0,128). As regressões simples realizadas para altura da planta em relação ao solo, não demonstraram significância para abundância (r2= 0, 018, p= 0,225) e riqueza de macroinvertebrados coletados (r2= 0, 001, p= 0,745), em virtude da pouca amplitude de variação. A variável peso seco da matéria orgânica na água foi a única a influenciar positivamente na relação de abundância de Ceratopogonidae (p= 0,026), Culicidae (p= 0,0003) e Polypedilum spp. (p= 0,049) apresentadas nos modelos de regressões múltiplas. Foram considerados três níveis tróficos, sendo Bromeliagrion rehni Garrison, 2005 o predador de topo neste sistema, e 10 (dez) a quantidade de categorias funcionais, onde a mais abundante foi a dos coletores-filtradores representados pelos culicídeos e quironomídeos, provavelmente explicada pela grande carga de sedimentos em suspensão na água dos tanques bromelícolas. Assim, a disponibilidade de recurso alimentar é o fator que determina e estabelece a comunidade de macroinvertebrados associados ao fitotelma bromelícola V. splitgerberi.
Abstract: Bromeliaceae is included in a group of plants called phytotelmata regarded as small water bodies retained in plant structures. These environments have a great capacity for water storage and supply of nutrients serving as breeding for a range of terrestrial and aquatic macroinvertebrates, where the immature forms are dominant, particularly the representatives of the order Diptera. Studies involving phytotelmata of bromeliads are still little studied in the Amazon region. Thus, in order to identify the entomofauna this, determining the functional groups of taxa and evaluating the influence of abiotic factors (volume, pH, temperature, electrical conductivity and height of the plant from the ground), morphometrics of plant (height, diameter, volume, number of leaves) over there the dry weight of organic matter in the water on the community associated with axils of Vriesea splitgerberi was studied. Was colected 80 epiphytic bromeliads located between 10 and 15m of soil, at the beginning and the end of the rainy season equivalent to the months of December/2006 and May/2007 respectively, in the area of campinarana forest in Reserva Florestal Adolpho Ducke, Manaus, Amazonas. The results showed 2,563 individuals, distributed in 42 taxa. Of these, the highest rates in richness and abundance of organisms were recorded for May/2007 (t-teste; t= -4.89, p= 0.000005; t-teste, t= -4.36; p= 0.000039 respectively). The families more abundant were Chironomidae (47.7%), Culicidae (16.4%), followed by Formicidae (11.1%), Scirtidae (5.46%) and Ceratopogonidae with 4.68%. Between the aquatic invertebrates the frequency of occurrence was higher in Polypedilum spp. (32.7%) 838 individuals, then Larsia sp. (61.25%), Scirtidae (58.75%), Culex (Microculex) stonei Lane & Whitman, 1943 (53.75%) and Culicoides sp. with 51.25%. The study used multiple regression to the abundance of macroinvertebrates with abiotic variables was significant (F4,75= 5.002; p= 0.001) but with the morphometric factors was not significant (p= 0.144). For richness of organisms, the multiple regression model was significant (F3,56=3. 568; p= 0.0101) with the abiotic factors, whose variable dry weight of organic matter in the water, was positively related (p= 0.04 ). However, with the morphometric variables was not significant (F4,75= 1.85; p= 0.128). The simple regressions performed for the plant height from the ground, showed no significance for abundance (r2= 0. 018; p= 0.225) and richness of macroinvertebrates collected (r2=0. 001; p=0.745), because to the small range of variation. The variable dry weight of organic matter in water was the only positively influencing the relationship of abundance of Ceratopogonidae (p= 0.026), Culicidae (p= 0.0003) and Polypedilum spp. (p= 0.049) presented in multiple regression models. We considered three trophic levels, and Bromeliagrion rehni Garrison, 2005, the top predator in this system, and 10 (ten) the amount of categories functional, which was the most abundant of collectors-filterings represented by culicids and chironomid, probably explained by heavy suspension of sediment in the water tank of bromeliads. Thus, the availability of food resources is the factor that determines and provides the community of macroinvertebrates associated with phytotelma bromeliads V. splitgerberi.
Palavras-chave: Insetos aquáticos
Vriesea splitgerberi
Fitotelmata
Comunidade
Floresta de Campinarana
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Entomologia
Programa: Ciências Biológicas (Entomologia)
Citação: TORREIAS, Sharlene Roberta da Silva. MACROINVERTEBRADOS ASSOCIADOS a Vriesea splitgerberi (MEZ) L.B. SM. & PITTEN. (1953) (BROMELIACEAE) EM UMA FLORESTA DE CAMPINARANA NA RESERVA FLORESTAL ADOLPHO DUCKE, AMAZÔNIA CENTRAL. 2007. 92 f. Dissertação (Mestrado em Entomologia) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1260
Data de defesa: 4-Mai-2007
Aparece nas coleções:Mestrado - ENT

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Sharlene.pdf1,38 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.