Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1579
Tipo do documento: Dissertação
Título: Activity of an Amazonian aerial insectivorous bat depends more of food resources than vegetation structural complexity
Autor: Oliveira, Leonardo Queiroz de 
Primeiro orientador: Bobrowiec, Paulo Estéfano Dineli
Resumo: 1 - Muitos estudos têm mostrado que os morcegos insetívoros utilizam frequentemente zonas ripárias em torno de riachos, mas não é totalmente claro se os morcegos estão usando essas áreas para alimentação ou apenas para comutar entre ambientes usando os corredores de vegetação sobre os riachos. Nenhum estudo de morcegos neotropicais investigou o uso relativo de zonas ripárias e áreas distantes dos rios para forrageio dos morcegos. 2 – Estudei quais são os efeitos da estrutura da vegetação e disponibilidade de alimentos sobre a atividade do morcego insetívoro aéreo Pteronotus parnellii perto e longe de riachos na floresta tropical na Reserva Ducke, Manaus, Amazônia Central. 3 - Utilizei fotografias horizontais de vegetação rasteira entre 0 e 3m de altura para quantificar o grau de obstrução ( desordem ) provocado por folhas e ramos . A disponibilidade de alimentos foi avaliada com pequenas armadilhas luminosas projetadas para capturar insetos noturnos. A atividade dos morcegos foi monitorada com aparelhos de gravação de sons de alta frequência que operaram continuamente por 60 horas em cada unidade amostral. 4 - Em contraste com estudos anteriores, a maioria dos quais utilizaram redes de neblina, meus resultados sugerem que P. parnellii é mais ativo em locais com vegetação rasteira densa, mais comum fora das zonas ripárias. A disponibilidade de alimentos também foi maior em locais com vegetação mais obstruída. 5 - Generalizações na literatura sobre a morfologia indicam que P. parnellii deve ser mais ativo em locais com pouca obstrução da vegetação. No entanto, encontramos maior atividade em locais altamente obstruídos, indicando que a disponibilidade de alimentos pode ser mais importante do que a complexidade da vegetação para determinar onde os morcegos forrageiam.
Abstract: 1 – Many studies have shown that insectivorous bats frequently use riparian zones around streams, but it is often unclear whether the bats are using those areas for feeding or are just making use of the uncluttered areas over streams as movement corridors. No study of Neotropical bats has investigated the relative use of riparian zones and areas far from streams for foraging. 2 – We studied the effects of vegetation structure and food availability on the activity of the aerial insectivorous bat Pteronotus parnellii near and far from streams in tropical rainforest in Reserva Ducke, Central Amazonia. 3- We used horizontal photographs of understory vegetation to quantify the degree of obstruction (clutter) by leaves and branches. Food availability was evaluated with small light traps designed to catch nocturnal insects. Bat activity was monitored with high-frequency sound recorders that operated continually for 60 hours at each site. 4 – In contrast to previous studies, most of which used mist nets, we found P. parnellii to be more active in places with dense understory vegetation, which were more common outside riparian zones. Food availability was also higher in places with more vegetation clutter. 5 – Generalizations in the literature, based on morphology, indicate that P. parnellii should be more active in sites with little vegetation clutter. However, we found the species to be more active in cluttered sites, indicating that food availability may be more important than clutter in determining where the bats foraged.
Palavras-chave: Insetos
Morcegos
Zonas ripárias
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: OLIVEIRA, Leonardo Queiroz de. Activity of an Amazonian aerial insectivorous bat depends more of food resources than vegetation structural complexity. Manaus: [s.n.], 2014. viii, 39p. Dissertação( Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1579
Data de defesa: 17-Mar-2014
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_ Leonardo Queiroz de Oliveira.pdf1,2 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.