Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1825
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação De Progênies De Feijão-Macuco (Pachyrhizus TUBEROSUS (Lam.) Spreng.), Fabaceae, Com Base Na Nodulação Natural, Caracteres Associados E Processamento De Raízes Tuberosas
Título(s) alternativo(s): Yam Bean Progenies Assessment (Pachyrhizus Tuberosus (lam.) Spreng.), Fabaceae Based on Natural Nodulation, Associated Characters and Roots Processing Tuberous
Autor: Silva, Edinei Santos Da 
Primeiro orientador: Silva Filho, Danilo Fernandes da
Primeiro coorientador: Gomes de Souza, Luiz Augusto
Resumo: O feijão-macuco é uma leguminosa que produz raízes tuberosas alimentícias, de considerável valor nutricional, com potencial de cultivo para produção em larga escala. O presente trabalho teve o objetivo de avaliar o desenvolvimento da nodulação natural, os caracteres associados e o processamento de raízes tuberosas de progênies procedentes de diferentes regiões brasileiras, mantidas no Banco de Germoplasma do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia-INPA, em Manaus. O experimento foi realizado em Argissolo Vermelho-Amarelo, na Estação Experimental de Hortaliças Alejo Von der Pahlen, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia–INPA, localizada no km 14 da rodovia AM-010, município de Manaus, AM, no período de janeiro a julho de 2014. Adotou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com 64 tratamentos (progênies de feijão-macuco), com cinco repetições (cinco plantas competitivas). As variáveis biomassas da parte aérea (fresca), e da parte aérea, caule, folhas, raízes, nódulos (secos), e biomassa total, número de nódulos, peso específico dos nódulos, referentes ao desenvolvimento e nodulação natural foram avaliadas quando 50% das plantas atingiram o estádio de floração, aos 100 dias após o transplante. Para estimar a magnitude das divergências genéticas foram usados os seguintes caracteres: altura da planta, número de ramificações secundárias, biomassa da parte aérea fresca, diâmetro do caule, biomassa da raiz tuberosa, número de raízes tuberosas, largura da raiz tuberosa, comprimento da raiz tuberosa, relação comprimento/largura da raiz tuberosa e forma da raiz tuberosa. O processamento das raízes foi realizado com 86 kg de raízes tuberosas de feijão-macuco, em casa de farinha de agricultor familiar, no assentamento Iporá-AM, adotando-se a mesma técnica de produção de farinha de mandioca praticada pelos agricultores tradicionais do Amazonas. Sobre os dados quantitativos procederam-se análises de variância, pelo teste F, comparação de médias pelo teste de Duncan, estimativas de correlações fenotípica, genotípica e ambiente, análise de agrupamento usando como medidas de dissimilaridade as distâncias generalizadas de Mahalanobis (D²). Verificou-se que 98,4% das progênies de feijão-macuco nodularam naturalmente com rizóbios nativos. As progênies P6, P10, P11 e P13 se destacaram na produção de biomassa total seca e no número de nódulos estabelecidos naturalmente em seus sistemas radiculares. Nos componentes de produtividade, número e massa de raízes tuberosas, as progênies que mais se destacaram foram a P52 com 4,53 raízes e a P22, com massa de 5,38 kg de raízes por planta. As correlações ambientais, geralmente, foram superiores às genotípicas e fenotípicas, mostrando maior contribuição dos fatores ambientais na expressão desses caracteres em relação às demais correlações. Com 86 kg de raízes tuberosas de feijão-macuco in natura conseguiu-se um rendimento 8,6 kg de amido, 7 kg de farinha, 16 kg de casca e 54,31 kg de líquido residual. O amido gerado com a matéria-prima das raízes tem o processo de decantação lento, semelhante ao amido da araruta. Em geral, as 64 progênies de feijão-macuco estudadas apresentaram várias características de importância agronômica para uso imediato pelos agricultores familiares do Estado do Amazonas, e em estudos futuros para o melhoramento genético dessa espécie.
Abstract: The yam bean is a legume that produces edible tuberous roots of considerable nutritional value, with potential for cultivation for large-scale production. This study aimed to evaluate the development of natural nodulation, the associated characters and the processing of roots progenies from different Brazilian regions, kept in the Germplasm Bank of the National Institute of Amazonian Research-INPA, in Manaus. The experiment was conducted on Red Yellow Argisol in Horticulture Experimental Station Alejo Von der Pahlen, the National Institute of Amazonian Research-INPA, located at km 14 of the AM-010 highway, city of Manaus, AM, from January to July 2014. We adopted the experimental design of randomized blocks, with 64 treatments (the yam bean progenies) with five replicates (five competitive plants). The biomass variables of fresh shoots, and shoot dry, stem, leaves, roots, nodules, and total biomass, number of nodes, specific weight of nodules, relating to development and natural nodulation were evaluated when 50% of plants reached the flowering stage, at 100 days after transplantation. The magnitude of genetic differences were used the following characters: plant height, number of secondary branches, biomass fresh shoot, stem diameter, biomass tuberous root, number of roots, width of the tuberous root, root length tuberose, length width ratio of tuberous root and form of the tuberous root. The processing of the roots was carried out with 86 kg of roots of bean-macuco in family farmer flour home in Iporá-AM settlement, adopting the same cassava flour production technique practiced by traditional farmers of the Amazon. About quantitative data proceeded to analysis of variance by F test, mean comparison by Duncan test, estimates of phenotypic, genotypic and environment, cluster analysis using as dissimilarity measures the generalized Mahalanobis distances (d²). It was found that 98.4% of yam bean progenies nodulated naturally with indigenous rhizobia. The progenies P6, P10, P11 and P13 stood out in dry total biomass and the number of nodes established naturally in their root systems. In productivity components number and mass of roots, the progenies that stood out were the P52 with 4.53 roots and the P22, with mass of 5.38 kg of roots per plant. The genotypic correlations generally were higher than the phenotypic and environmental, showing greater contribution of genetic factors on the expression of these traits in relation to other correlations. Since the genetic correlations involve a combination of inheritable nature, may be used in future yam bean breeding programs for the State of Amazonas. 86 kg of bean-macuco fresh root yield, after processing, adopting the same technology used in the production of cassava flour was achieved by a 8.6 kg of starch yield, 7 kg of flour, 16 kg of bark and 54.31 kg of waste liquid. Starch generated from the raw roots have slow settling process similar to arrowroot starch. In general, the 64 studied yam bean progenies showed several characteristics of agronomic importance for immediate use by farmers of Amazonas state, and future studies for the genetic improvement of this species.
Palavras-chave: Raízes
Hortalização
Proteínas
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Agricultura no Trópico Úmido (ATU)
Citação: SILVA, Edinei Santos da. Avaliação de Progênies de Feijão-Macuco (Pachyrhizus TUBEROSUS (Lam.) Spreng.), Fabaceae, com base na nodulação natural, caracteres associados e processamento de raízes tuberosas. Manaus: [s.n.], 2015. xii, 82 f.. Dissertação (Agricultura no Trópico Úmido (ATU)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1825
Data de defesa: 23-Fev-2015
Aparece nas coleções:Mestrado - ATU

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Edinei Santos da Silva.pdf1,66 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons