Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2082
Tipo do documento: Dissertação
Título: Modelos para estimar o volume de madeira da reserva extrativista Auatí- Paraná, na região do Alto Solimões, Fonte Boa (AM)
Autor: Gomes, Juvenal Martins 
Primeiro orientador: Higuchi, Niro
Primeiro coorientador: Santos, Joaquim dos
Resumo: O Manejo Florestal Sustentável depende de estimativas quali-quantitativas precisas e consistentes do volume de madeira para regiões, sítios e espécies florestais. Por isso as equações de volume são ferramentas imprescindíveis na execução do Manejo Florestal, para ordenar e avaliar o estoque em potencial e a produtividade do sítio. Este estudo foi desenvolvido na área da Reserva Extrativista Auatí-Paraná localizada no município de Fonte Boa, região do Alto Solimões, AM. Foram testados 18 modelos volumétricos (seis equações de simples entrada e doze de dupla entrada) com base na cubagem rigorosa de 206 árvores recém-caídas. Com relação aos modelos gerais, entre as equações de dupla entrada, o modelo de Schumacher-Hall original obteve os melhores ajustes, com R 2aj =0,95, erro de 5,18% e boa distribuição dos erros, sendo superior aos modelos de única entrada. Entre os modelos de simples entrada, o modelo logarítmico de Husch foi o que melhor se ajustou aos dados, no conjunto dos indicadores, com R 2 aj =0,95, S yx =11,5% e boa distribuição dos resíduos. No ajuste de equações para as árvores na classe diamétrica 10 < DAP < 50 cm, obtiveram-se equações mais precisas que as equações gerais. O modelo de dupla entrada logarítmico, ln V = a + b lnDAP 2 HC, com a varíavel combinada de Spurr foi o melhor ajustado (R 2 aj = 0,97 e S yx = 4,18%). Entre as equações de simples entrada nesta classe de diâmetro o modelo ln V = a + b lnDAP apresentou bons indicadores (R 2 aj = 0,92 e S yx = 6,46% ). Já o ajuste de equações para a classe de diâmetro DAP > 50 cm não resultou em equações melhor ajustadas que os modelos gerais. Ainda ajustaram-se equações para três espécies: tauari (Cariniana sp . ), castanha-sucupira (Curupira tefeensis) e anoerá (Beilschmiedia brasiliensis), tendo um bom ajuste a equação não linear exponencial para as duas primeiras espécies. Recomendam-se a equação de simples entrada de Husch para uso local no manejo da floresta na Resex e a equação de Schumacher-Hall para uso regional em outros sítios de florestas similares. O uso de árvores recém-caídas como conjunto de dados geradores dos modelos é viável e consistente. É de fácil obtenção e operacionalização a cubagem de árvores caídas que estejam em boas condições, em florestas tropicais.
Abstract: Sustainable Forest Management relies on precise and consistent qualitative and quantitative wood volume estimation for regions, sites and forest species. Therefore volume equations are indispensable for the forest manager to plan and evaluate the stand’s potential stock and yield. This study was carried out in the area of the Reserva Extrativista Auatí-Paraná, located on the Fonte Boa municipality, Upper Solimões region, Amazonas State. 18 volumetric models (six single- and twelve double-entry equations) were tested based on cubing 206 newly fallen trees. With regards to general models, among the double entry equations, Schumacher-Hall original model attained the best fit, with a R 2aj = 0,95; S yx = 5,18% and good residues distribution, superior to the single-entry models. Husch’s logarithmic model was the better fit among the single-entry models, attaining a R 2 aj =0,95, S yx =11,5% and a good residue distribution. Fitting the equations for the trees in the 10 < DAP < 50 cm diametric class resulted in more precision than the through general equations. The logarithmic double-entry model, ln V = a + b lnDAP 2 HC, with Spurr’s combined variable fitted best (R 2 aj = 0,97 e S yx = 4,18%). Among the single entry equations in this diametric class the model ln V = a + b ln DAP achieved a good performance (R 2 aj = 0,92 e S yx = 6,46%). Fitting equations to the diametric class DAP > 50 cm however, resulted in no improvements from the general models. Also three species had equations fitted to them: tauari (Cariniana sp . ), castanha-sucupira (Curupira tefeensis) and anoerá (Beilschmiedia brasiliensis). The first two species had good non-linear exponential fit. Husch’s single-entry equation is recommended for local use in the forest management at the Resex and the is recommended for regional use in other sites of similar forests. The use of newly fallen trees as a data record to generate models is viable and consistent. Cubing the fallen trees in good condition is easy to obtain and execute in tropical forests.
Palavras-chave: Madeira caída
Manejo florestal
Florestas tropicais
Área(s) do CNPq: MANEJO FLORESTAL::ORDENAMENTO FLORESTAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências de Florestas Tropicais (CFT)
Citação: GOMES, Juvenal Martins. Modelos para estimar o volume de madeira da reserva extrativista Auatí- Paraná, na região do Alto Solimões, Fonte Boa (AM). Manaus: [s.n.], 2008. xi, 69 f.. Dissertação (Ciências de Florestas Tropicais (CFT)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2082
Data de defesa: 9-Dez-2008
Aparece nas coleções:Mestrado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Juvenal Martins Gomes.pdf3,54 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons