Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/676
Tipo do documento: Dissertação
Título: ANÁLISE DA VARIABILIDADE GENÉTICA DO PEIXE ORNAMENTAL Carnegiella strigata (CHARACIFORMES, GASTEROPELECIDAE) DE TRÊS RIOS DE ÁGUA PRETA DA AMAZÔNIA CENTRAL
Autor: Schneider, Carlos Henrique 
Primeiro orientador: Porto, Jorge Ivan Rebelo
Primeiro membro da banca: Hrbek, Tomas
Resumo: Os peixes ornamentais do gênero Carnegiella são conhecidos vulgarmente como peixe-borboleta, sendo que Carnegiella strigata é conhecido como peixeborboleta rajado. Esta espécie pode ser encontrada na Guiana, Suriname, Colômbia, Bolívia, Peru e Brasil (bacia Amazônica) e aparentemente tem sua distribuição limitada a rios de água preta. Este trabalho apresenta preliminarmente a variabilidade genética de C. strigata, provenientes de três rios de água preta da Amazônia central. Foram genotipados 69 indivíduos de C. strigata utililizando seqüencias nucleotídicas dos genes ATPase 8/6 do DNA mitocondrial (646 pb) sendo que os espécimes foram coletados na bacia do rio Negro (cinco localidades), na bacia do rio Urubu (uma localidade) e bacia do Uatumã (duas localidades). Os dados mitocondriais evidenciaram altos níveis de variação genética que sugerem a presença de mais de uma unidade evolutiva. Um grupo foi formado por espécimens provenientes de Mauá, Urubaxi, Pixirituba e Tarumã (bacia do rio Negro) e Urubu (bacia do rio Urubu) e o outro grupo foi formado por espécimes provenientes do rio Uatumã e Barretinho (bacia do rio Uatumã) e Cajarizinho (bacia do rio Negro). As árvores gênicas mitocondriais (máxima parcimônia, máxima verossimilhança e distância genética) e análises de genética populacional (polimorfismo de DNA, AMOVA, Teste de Mantel) permitiram a identificação de 13 haplótipos agrupados em dois grupos monofiléticos segregantes. Cada uma das unidades evolutivas de C. strigata apresentou uma variação da distância genética distinta uma da outra, sendo que a distância genética entre as duas unidades evolutivas foi de 11,50%. Ambas unidades diferiram em 19,70% em relação à espécie irmã, C. marthae. Com base nos dados moleculares sugere-se uma antiga conexão entre as cabeceiras de alguns tributários do rio Negro e do rio Uatumã. Se assumirmos que cada uma das unidades evolutivas encontrada em C. strigata corresponde a uma espécie então muito provavelmente C. strigata engloba um complexo de espécies. Por outro lado, se assumirmos que cada uma das unidades evolutivas corresponda a uma população ou um grupo de populações divergentes geneticamente e eventualmente isolada reprodutivamente de outras unidades populacionais relacionadas, então se deve aplicar o conceito de Unidades Evolutivas Significativas (ESU Evolutionary Significat Units).
Abstract: Ornamental fish species of the genus Carnegiella are commonly known as hatchetfish and in particular, Carnegiella strigata is known as the marbled hatchetfish. It is found in Guiana, Suriname, Colombia, Bolivia, Peru and Brazil (Amazon basin) and apparently is limited to black waters rivers. The present study is a preliminary assessment of the genetic variability of C. strigata from three black waters rivers in the Central Amazon. Sixty-nine specimens from five localities in the Negro river basin, one locality in the Urubu river basin and two localities in the Uatumã river basin were genotyped using the nucleotide sequence of mitochondrial ATPase 6/8 genes (646 bp). The mtDNA data resulted in unexpected high levels of variation that suggest the presence of more than only one evolutionary unit. Specimens from Mauá, Urubaxi, Pixirituba, Tarumã (Negro basin) and Urubu (Urubu basin) formed one evolutionary unit, and specimens from Barretinho and Uatumã (Uatumã basin) and Cajarizinho (Negro basin) formed another unit. Analyses of mitochondrial gene trees (maximum parsimony, maximum likelihood and genetic distance) and population genetics (DNA polymorphism, AMOVA, Mantel Test) allowed the identification of 13 haplotypes assembled in two monophyletic groups, with genetic segregation between them. The range of the genetic distance found in each evolutionary unit of the so-called C. strigata were distinct, and the average genetic distance between the evolutionary units was 11.50%. When compared to C. marthae, the sister species of C. strigata, both units showed an average genetic distance of 19.70%. Based on molecular data we suggest a past connection between the headwaters of some tributaries from the Negro and the Uatumã river basins. If we assume that each evolutionary unit detected corresponds to a valid species, then today, what is known as C. strigata in fact corresponds to a widespread species complex. If we assume that each evolutionary unit corresponds to a group of specimens which are genetically divergent and reproductively isolated from other groups of the same species, then the concept of an evolutionary significant unit (ESU) must be evoked.
Palavras-chave: AT Pase
rio Negro
peixe borboleta
unidades evolutivas
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Genética, Conservação e Biologia Evolutiva
Programa: Genética, Conservação e Biologia Evolutiva
Citação: SCHNEIDER, Carlos Henrique. ANÁLISE DA VARIABILIDADE GENÉTICA DO PEIXE ORNAMENTAL Carnegiella strigata (CHARACIFORMES, GASTEROPELECIDAE) DE TRÊS RIOS DE ÁGUA PRETA DA AMAZÔNIA CENTRAL. 2007. 88 f. Dissertação (Mestrado em Genética, Conservação e Biologia Evolutiva) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/676
Data de defesa: 18-Abr-2007
Aparece nas coleções:Mestrado - (GCBEv)

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_carlos.pdf839,69 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.