Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/696
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação do Potencial Genotóxico de Dois Derivados Semi-Sintéticos do Fenilpropanóide Dilapiol Contra Núcleos de Aedes (Stegomyia) aegypti (Diptera: Culicidae), Manaus, Amazonas
Título(s) alternativo(s): Evaluation of genotoxic potential of two semi-synthetic derivatives of the phenylpropanoid dillapiol on Aedes (Stegomyia) aegypti (Diptera: Culicidae) nuclei, Manaus, Amazonas
Autor: Domingos, Pedro Rauel Cândido 
Primeiro orientador: Rafael, Míriam Silva
Primeiro coorientador: Tadei, Wanderli Pedro
Primeiro membro da banca: Passos, Ricardo Augusto dos
Segundo membro da banca: Pinto, Ana Cristina da Silva
Terceiro membro da banca: Schneider, Marielle Cristina
Resumo: O Aedes aegypti é o principal vetor da dengue no Mundo, e vem apresentando casos de resistência a inseticidas químicos nos últimos anos. O dilapiol, derivado encontrado em óleos essenciais de algumas plantas, tal como o Piper aduncum, da família Piperaceae, tem sido apontado como potencial bioinseticida contra A. aegypti. Neste estudo, o éter etil dilapiol (1KL39-B) e o éter n-butil dilapiol (1KL43-C), derivados semi-sintéticos do dilapiol, foram avaliados quanto a sua atividade ovicida, larvicida e genotóxica em A. aegypti. A partir de formas imaturas de A. aegypti coletadas no bairro de Puraquequara em Manaus, Estado do Amazonas, foram estabelecidas colônias em insetário após cruzamento de fêmeas e machos adultos. Os ovos obtidos desse cruzamento originaram a geração F1. Os ovos e larvas de 3º estádio da F1 foram expostos ao 1KL39-B (50, 70 e 80 &#956;g/mL) e 1KL43-C (20, 25 e 30 &#956;g/mL) por 4 horas, para avaliar a genotoxicidade desses compostos em larvas e fêmeas adultas de A. aegypti e, em seguida, expostas por mais 24 horas, para avaliar a atividade ovicida, larvicida e estabelecer a CL50 e CL90. Ovos expostos por 24 horas ao 1KL39-B e ao 1KL43-C, em todas as concentrações, tiveram mortalidade de 100%. As larvas de 3º estádio expostas a 80 &#956;g/mL de 1KL39-B e a 30 e 25 &#956;g/mL de 1KL43-C tiveram 100% de mortalidade, após 24 horas de exposição; a CL50 e CL90 para o 1KL39-B foi 61,76 ± 1,89 &#956;g/mL e 88,98 ± 1,73 &#956;g/mL, respectivamente, e para o 1KL43-C foi 18,63 ± 1,93 &#956;g/mL e 27,08 ± 2,27 &#956;g/mL, respectivamente, após 24 horas. A genotoxicidade de 1KL39-B e 1KL43-C foi analisada em preparações citológicas de cérebros de larvas e de ovários de fêmeas adultas, após exposição, por 4 horas. Machos e fêmeas cruzaram, para formar as gerações seguintes (F2, F3 e F4). No controle foi utilizado DMSO 0,05% em água potável. As preparações citológicas mostraram efeito genotóxico de ambos os semi-sintéticos, com significativa frequência de anomalias em núcleos interfásicos e metafásicos de larvas de 3º estádio e fêmeas adultas, em comparação ao controle. A frequência de anomalias aumentou quando a concentração dos semi-derivados foi aumentada, conforme ANOVA (p<0,05). Ainda, as frequências de núcleos anômalos aumentaram gradativamente, nas gerações posteriores. Os adultos que emergiram após o tratamento com o 1KL39-B e 1KL43-C, em estágio de larvas, sofreram uma diminuição significativa e progressiva na produção de ovos a cada geração, corroborando o aumento progressivo das anomalias nucleares. Esses resultados sugerem a suscetibilidade de A. aegypti a esses compostos e um efeito cumulativo de anomalias nucleares nele, que pode ter afetado a sua fertilidade. Os achados deste trabalho sugerem que os semi-sintéticos do dilapiol (1KL39-B e 1KL43-C) sejam potenciais alternativas ao controle do A. aegypti, se realizados testes posteriores para esclarecer o seu mecanismo de ação, resistência dos mosquitos tratados aos semi-sintéticos e seu potencial tóxico para humanos.
Abstract: Aedes aegypti is the main vector of dengue in the world, and has shown cases of resistance to chemical insecticides in recent years. The dillapiol, essential oils derivative found in some plants such as Piper aduncum, family Piperaceae, has been identified as a potential insecticide against A. aegypti. In this study, ethyl ether dillapiol (1KL39-B) and n-butyl ether dillapiol (1KL43-C), semi-synthetic derivatives of the dillapiol were evaluated for their ovicidal, larvicidal and genotoxic activity on A. aegypti. From immature forms of A. aegypti collected in the neighborhood of Puraquequara in Manaus, Amazonas State, colonies in insectary were established after a cross from adult males and females. The eggs obtained this cross originated the F1 generation. Eggs and larvae of 3rd instar from F1 were exposed to 1KL39-B (50, 70 and 80 &#956;g/mL) and 1KL43-C (20, 25 and 30 &#956;g/mL) for 4 hours to evaluate the genotoxic effects these compounds in larvae and adult females of A. aegypti, and then exposed for 24 hours to evaluate the ovicidal and larvicidal activity, and to establish the CL50 and CL90. Eggs exposed for 24 hours to 1KL39-B or 1KL43-C, in all concentrations, had 100% of mortality. The larvae of 3rd instar exposed to 80 &#956;g/mL of 1KL39-B or 30 and 25 &#956;g/mL of 1KL43-C had 100% of mortality after 24 hours of exposure; the LC50 and LC90 to 1KL39-B was 61.76 ± 1.89 &#956;g/mL and 88.98 ± 1.73 &#956;g/mL, respectively, and to the 1KL43-C was 18.63 ± 1.93 &#956;g/mL and 27.08 ± 2.27 mg / mL, respectively, after 24 hours. The genotoxicity of 1KL39-B and 1KL43-C was analyzed in cytologic preparations of larval brains and ovaries of adult females, after exposure for 4 hours. Males and females crossed to form the next generation (F2, F3 and F4). In the control was used 0.05% DMSO in potable water. The cytological preparations showed genotoxic effect of both semi-synthetic, with a significant frequency of abnormalities in metaphase and interphase nuclei of 3rd instar larvae and adult females compared to control. The frequency of abnormalities increased when the concentration of semi-synthetic was increased, analyzed by ANOVA. Also, the frequency of abnormal nuclei increased gradually in subsequent generations. The adults that emerged after treatment with 1KL39-B and 1KL43-C in larval stage, suffered a significant and progressive decrease in egg production in each generation, confirming the gradual increase in nuclear abnormalities. These results suggest the susceptibility of A. aegypti to these compounds and a cumulative effect of nuclear anomalies in it, which may have affected their fertility. Our findings suggest that the semi-synthetics of the dilapiol (1KL39-B and 1KL43-C) are potential alternatives to control A. aegypti, is performed further tests to clarify its mechanism of action, resistance of mosquitoes treated with semi-synthetic and its potential toxicity to humans.
Palavras-chave: Bioensaio
Bioinseticida
Dengue
Piper aduncum
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Genética, Conservação e Biologia Evolutiva
Programa: Genética, Conservação e Biologia Evolutiva
Citação: DOMINGOS, Pedro Rauel Cândido. Evaluation of genotoxic potential of two semi-synthetic derivatives of the phenylpropanoid dillapiol on Aedes (Stegomyia) aegypti (Diptera: Culicidae) nuclei, Manaus, Amazonas. 2012. 73 f. Dissertação (Mestrado em Genética, Conservação e Biologia Evolutiva) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Embargado
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/696
Data de defesa: 25-Mai-2012
Aparece nas coleções:Mestrado - (GCBEv)

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Pedro_Domingos.pdf1,54 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.