Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/778
Tipo do documento: Dissertação
Título: A vida comanda o rio: etnoecologia dos pescadores de três comunidades do rio Cuieiras, Baixo rio Negro, AM
Título(s) alternativo(s): Life commands river: ethnoecology of fishermen from three communities on Rio Cuieiras, lower Rio Negro, Amazonas
Autor: Dantas, Marcelino Soyinka Santos 
Primeiro orientador: Daniel, Victor Py
Primeiro coorientador: Santos, Gilton Mendes dos
Primeiro membro da banca: Mesquita, Rita de Cassia Guimaraes
Segundo membro da banca: Shepard Jr, Glenn Harvey
Terceiro membro da banca: Bruno, Ana Carla dos Santos
Resumo: As formas de uso e manejo dos recursos naturais por diferentes populações humanas são influenciadas não só pela disponibilidade e distribuição dos recursos, mas também por uma série de normas e relações sócio-culturais que regem seu uso. Assim, para um melhor entendimento da dinâmica de exploração são necessárias abordagens que incluam interação entre os sistemas ecológicos e sociais. Neste contexto, os estudos de etnoecologia surgem como uma ferramenta para analisar as relações entre populações humanas e o ambiente. A pesca, atividade importante em toda a bacia amazônica está extremamente vinculada à vida das populações que vivem às margens dos rios da região. Assim, o presente trabalho visou tratar do conhecimento ecológico sobre a ictiofauna mantido pelos moradores de três comunidades do Rio Cuieiras, baixo rio Negro-AM, suas representações acerca do ambiente aquático, e como estes conhecimentos se traduzem em práticas de interação com a ictiofauna. As informações foram obtidas por meio de entrevistas semi-estruturadas, acompanhamento de pescarias e observação participante, num total de 95 dias de permanência em área. Os moradores locais demonstraram conhecer em detalhes aspectos do comportamento alimentar, reprodutivo, localização e hábitos dos organismos aquáticos envolvidos na atividade pesqueira. Além disto, os resultados sugerem que aspectos culturais de preferência (ou tabus) alimentares influenciam na forma de escolha e exploração dos recursos pesqueiros, e também que estes aspectos podem ter relação com os locais e contexto cultural e ambiental de origem dos habitantes. Apesar de freqüentemente coincidir com o conhecimento científico, os saberes locais possuem interpretações distintas, resultando em divergências marcantes na maneira de encarar o universo aquático e os seres envolvidos na pesca. Entretanto, é com base nessas visões de mundo que estas populações interagem com os elementos do ambiente que as cerca, de maneira que tornam-se assim, formas igualmente válidas de ver o mundo. Finalmente, ao tentar este tipo de abordagem, o que está em questão é o direito reservado aos povos mantenedores destas formas distintas de ver o mundo, de estabelecer relações em que estejam igualmente aptos a tomarem decisões a respeito da forma de interação com o ambiente. Desta forma, ao se falar em abordagens ‗participativas para a gestão de recursos naturais, deve-se levar a sério o que todos os envolvidos na utilização deste recurso têm a dizer.
Abstract: The forms of land use and management of natural resources by different human populations are influenced not only by the availability and distribution of resources, but also by a series of standards and socio-cultural relations that govern their use. Thus, for a better understanding of the dynamics of exploration approaches are needed that include the interaction between ecological and social systems. In this context, studies of ethnoecology emerge as a tool for analyzing the relationships between human populations and the environment. Fishing, an important activity throughout the Amazon basin is highly linked to the life of people living along the rivers of the region. Thus, the present study intends to deal with the ecological knowledge on the ichthyofauna maintained by the residents of three communities of Cuieiras River, Rio Negro-AM, their representations about the aquatic environment, and how these translate into practical knowledge of interaction with the fish fauna. The information was obtained through semi-structured interviews, monitoring of fisheries and participant observation, a total of 95 days in the area. Locals knew about in detail aspects of feeding behavior, reproductive location and habits of aquatic organisms involved in fishing activity. Moreover, the results suggest that cultural aspects of preference (or taboo) influence on food choice and form of exploitation of fisheries resources, and also that these aspects can be related to local environmental and cultural context and origin of the inhabitants. Although frequently coincide with scientific knowledge, local knowledge have different interpretations, resulting in marked differences in approach to the aquatic universe and the beings involved in fishing. However, it is based on these worldviews that these populations interact with the elements of their surroundings, so that they become so, equally valid ways of seeing the world. Finally, in trying this approach, what is at stake is the right reserved to people maintainers of these ways of seeing the world, to establish relationships that are also able to make decisions about how to interact with the environment. Thus, when talking about approaches 'participatory' for the management of natural resources, one should take seriously what everyone involved in the use of water have to say.
Palavras-chave: Ecologia humana
Amazônia
Povos tradicionais
Pesca
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Capacidade de suporte, Ecologia animal, Ecologia vegetal, Ecossistemas, Interação inseto-planta, Lim
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: DANTAS, Marcelino Soyinka Santos. Life commands river: ethnoecology of fishermen from three communities on Rio Cuieiras, lower Rio Negro, Amazonas. 2011. 92 f. Dissertação (Mestrado em Capacidade de suporte, Ecologia animal, Ecologia vegetal, Ecossistemas, Interação inseto-planta, Lim) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/778
Data de defesa: 18-Fev-2011
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Marcelino_Dantas.pdf3,15 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.