Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/790
Tipo do documento: Dissertação
Título: PADRÕES DE MOVIMENTO, USO DE MICROHÁBITAT E DIETA DO JACARÉ- PAGUÁ, PALEOSUCHUS PALPEBROSUS(CROCODILIA: ALLIGATORIDAE), EM UMA FLORESTA DE PALEOVÁRZEA AO SUL DO RIO SOLIMÕES, AMAZÔNIA CENTRAL, BRASIL
Autor: Botero-arias, Robinson 
Primeiro orientador: Magnusson, William Ernest
Primeiro coorientador: Lima, Albertina Pimentel
Primeiro membro da banca: Silveira, Ronis da
Segundo membro da banca: Campos, Zilca Maria da Silva
Terceiro membro da banca: Verdade, Luciano Martins
Quarto membro da banca: Abe, Augusto Shinya
Quinto membro da banca: Sanaiotti, Tânia Margarete
Resumo: Foram realizados levantamentos de Paleosuchus palpebrosus (dwarf caiman), com contagens noturnas nas estações seca e cheia, para a determinação de padrões de movimento, uso de microhábitat e dieta da espécie em áreas de floresta alagada, riachos e poças na borda da rodovia BR-319, Kilômetro 80, aproximadamente 100 km ao sul da cidade de Manaus no município de Castanho - Amazônia Central. P. palpebrosus foi encontrado nas áreas de floresta alagada, em poças, em áreas de pastagens, e em baixo número, nos igarapés. O número de P. palpebrosus encontrados variou entre períodos hídricos, mas não foi identificada tendência de migrações entre os hábitats. A estrutura de tamanhos de P. palpebrosus foi estimada com base no número médio de jacarés avistados em cada mês e a estimativa visual do tamanho de suas cabeças. A estrutura foi dominada por indivíduos de porte médio. A disponibilidade de microhábitat foi quantificada nas áreas alagadas e nas poças, na época de cheia e seca. Nas áreas alagadas e nas poças, os indivíduos de P. palpebrosus que usaram água aberta foram menor que o esperado. Nas áreas alagadas, na época da seca, P. palpebrosus usou os bancos de folhiços, galhos e madeira acumulada com maior freqüência do que foi esperado. Não se encontrou relação entre as variáveis físicas e químicas e a ocorrência de P. palpebrosus em 16 poças. O movimento de seis indivíduos de jacaré-paguá (três fêmeas e três machos) foi monitorado com a técnica do carretel de rastreamento, por um período de 24 horas, e a maioria dos indivíduos usou áreas pequenas perto do corpo d água. Foram feitas lavagens estomacais em 42 indivíduos capturados de P. palpebrosus; o conteúdo estomacal foi agrupado em cinco categorias: vertebrados terrestres (mamíferos, aves, répteis e anuros), peixes, invertebrados terrestres (aranhas e insetos), crustáceos (caranguejos e camarões) e moluscos. A dieta de P. palpebrosus estava composta principalmente de invertebrados terrestres, com uma ocorrência de 79%. Os vertebrados terrestres representaram 19% das ocorrências. Os moluscos foram encontrados com maior proporção em indivíduos pequenos, enquanto os peixes e vertebrados terrestres foram consumidos por indivíduos de quase todos os tamanhos. Os tamanhos das presas não digeridas foram estimados pelo índice target-size , e a dieta dos indivíduos investigados foi composta principalmente por presas de tamanho pequeno. O tamanho das presas ingeridas não estava relacionado com o tamanho do jacaré. A presença de outras três espécies de crocodilianos (P. trigonatus, Melanosuchus niger e Caiman crocodilus) Foi também registrada. M. niger foi registrado nas áreas de floresta alagada na época da cheia. Poucos P. trigonatus foram vistos na época da seca, usando os microhábitats de P. palpebrosus. C. crocodilus foi encontrado durante todos os levantamentos nas poças. Na época de cheia, esta espécie foi registrada nas áreas alagadas dividindo o hábitat com P. palpebrosus. Foi encontrada evidência de tendência de migrações sazonais entre hábitats por C. crocodilus.
Abstract: Survey based on nocturnal counts of Paleosuchus palpebrosus along dry and rainy season were made in flooded forest areas, streams and pounds in the edge of the highway BR-319, kilometer 80, approximately 100 km south of Manaus in the municipal district of Castanho - Central Amazon, for determination of movement patterns, microhabitat use and diet of the species. P. palpebrosus was registered in flooded forest areas, ponds, pastures, and at low numbers, in the streams. The number of P. palpebrosus found varied between hidric periods, but trend of migrations between habitats were not identified. The size structure of P. palpebrosus was estimated based on the average number of caimans registered every month and the estimated size of their heads. The structure was dominated by median-sized individuals. The microhabitat availability was quantified in the flooded areas and ponds, in the wet and dry seasons. In flooded areas and ponds, the number of individuals of P. palpebrosus that used open water were less than expected. In the flooded areas, in the dry season, P. palpebrosus used litter banks, branches and wood debris with higher frequency than expected, based in the microhabitat availability. There was no relation between physical and chemical variables and the occurrence of P. paleosuchus in 16 pounds. The movement of six individuals of dwarf caiman (three females and three males) was monitored with tracking reel, for 24-hour period, and most of the individuals used small areas close to the water body. Stomach flushing was done in 42 captured individuals of P. palpebrosus. Stomach contents were grouped into five categories: terrestrial vertebrates (mammals, birds, reptiles and frogs), fish, terrestrial invertebrates (spiders and insects), crustaceans (crabs and shrimps) and snails. The diet of P. palpebrosus was composed mainly by terrestrial invertebrates, with a 79% occurrence. Terrestrial vertebrates represented 19% of records. Snails had been found with bigger ratio in small individuals, while terrestrial fish and vertebrates had been consumed by individuals of almost all sizes. The sizes of the undigested prey were estimated by the target-size index, and the diet of the investigated individuals was composed mainly of small sized prey, the size of the ingested prey was not related with the caiman size. The presence of another three caiman species was registered (P. trigonatus, Melanosuchus niger e Caiman crocodilus). M. niger was registered in flooded forest areas in the rainy season. Few P. trigonatus have been recorded in the dry season using microhabitats of P. palpebrosus. C. crocodilus was found during all the surveys in pounds. In the rainy season, it was recorded in flooded areas sharing habitat with P. palpebrosus. Evidences of trends on seasonal migrations between habitats for C. crocodilus were found.
Palavras-chave: densidade relativa
uso de microhábitat
estrutura de tamanhos
padrões de movimento
composição da dieta
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Capacidade de suporte, Ecologia animal, Ecologia vegetal, Ecossistemas, Interação inseto-planta, Lim
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: BOTERO-ARIAS, Robinson. PADRÕES DE MOVIMENTO, USO DE MICROHÁBITAT E DIETA DO JACARÉ- PAGUÁ, PALEOSUCHUS PALPEBROSUS(CROCODILIA: ALLIGATORIDAE), EM UMA FLORESTA DE PALEOVÁRZEA AO SUL DO RIO SOLIMÕES, AMAZÔNIA CENTRAL, BRASIL. 2007. 59 f. Dissertação (Mestrado em Capacidade de suporte, Ecologia animal, Ecologia vegetal, Ecossistemas, Interação inseto-planta, Lim) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/790
Data de defesa: 21-Mai-2007
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Tese_Botero-Arias_Robinson.pdf735,09 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.