Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/804
Tipo do documento: Dissertação
Título: Combinando filogeografia e genética da paisagem para compreender a evolução de Xenopipo atronitens (Aves; Pipridae), uma espécie característica das campinas Amazônicas
Título(s) alternativo(s): Combining phylogeography and landscape genetics to understand the evolution of Xenopipo atronitens (Aves; Pipridae), a species characteristic of the Amazonian white sand campinas
Autor: Capurucho, João Marcos Guimarães 
Primeiro orientador: Ribas, Camila Cherem
Primeiro coorientador: Frische, Cintia Cornelius
Primeiro membro da banca: Hrbek, Tomas
Segundo membro da banca: Borges, Sérgio Henrique
Terceiro membro da banca: Anciaes, Marina
Resumo: A família Pipridae (Aves: Passeriformes) é exclusivamente neotropical e suas espécies ocorrem relacionadas principalmente aos habitats florestais. Os Pipridae encontram-se filogeneticamente relacionados às superfamílias Tyrannoidae e Cotingoidae. Porém, algumas relações entre gêneros dentro da família ainda encontram-se sem resolução. Particularmente, o gênero Xenopipo encontra-se sem posicionamento definido na filogenia da família. Três espécies do gênero ocorrem na região andina: X. holochlora, X. flavicapilla e X. unicolor. Uma espécie, X. uniformis, ocorre nos Tepuis (Brasil, Guiana e Venezuela) e por fim, X. atronitens ocorre nas terras baixas da Amazônia de maneira disjunta, associada às áreas onde ocorrem solos de areia branca (campinas/campinaranas). Foi estudada a relação filogenética entre Xenopipo e os outros gêneros da família e entre algumas das espécies que compõem o gênero, a fim de propor hipóteses sobre a sua origem. Duas espécies, X. atronitens e X. uniformis, formam um clado bem suportado, confirmando a relação filogenética entre as mesmas. Porém, X. unicolor não apresentou relação definida com as demais espécies de Pipridae, nem com as outras espécies de Xenopipo. Assim, a hipótese de monofilia para gênero Xenopipo não pôde ser confirmada e sua relação com os outros gêneros de piprídeos permanece incerta. A separação entre X. atronitens e X. uniformis, ocorreu há aproximadamente 8,85 Ma antes do presente. O isolamento entre as regiões de maior altitude e as terras baixas nos Tepuis durante o Mioceno pode ter iniciado o processo de separação de X. atronitens nas campinas e campinaranas e X. uniformis nas maiores elevações, através de especiação alopátrica. As campinas são ambientes abertos estritamente associados aos solos de areia branca distribuídos de forma heterogênea por toda Amazônia. Xenopipo atronitens, uma espécie característica das campinas e campinaranas da Amazônia, foi estudada como um modelo para inferir os efeitos que mudanças climáticas no passado recente tiveram sobre espécies de aves que hoje têm hábito restrito a estas formações. Além disso, foi investigada a importância relativa das diferentes características e elementos da paisagem atual em explicar a variabilidade genética de X. atronitens. Assim, foi realizada a análise filogeográfica de X. atronitens e estudada a relação entre métricas da paisagem e a diversidade genética da espécie. Foi encontrada pouca variabilidade genética entre as populações de X. atronitens, porém é observada estruturação populacional. As principais separações ocorreram entre as margens dos rios Amazonas, Branco e Madeira. Este resultado evidenciou a importância das áreas de várzea como barreiras ao fluxo gênico entre populações. Inversamente, as áreas de terra-firme e igapó parecem ser barreiras mais permeáveis para X. atronitens. A distância geográfica também influenciou a distância genética entre populações. Xenopipo atronitens apresentou crescimento demográfico no passado recente (aprox. 25,000 anos antes do presente), o qual pode estar associado à gênese recente de áreas de areia branca, ou às variações climáticas durante o último máximo glacial. As análises da paisagem evidenciaram a importância de aspectos históricos e atuais em gerar a variabilidade genética da espécie. As populações da paisagem do Jaú foram influenciadas principalmente por fatores históricos. Enquanto que nas paisagens do Aracá e Uatumã, a variabilidade genética das populações de X. atronitens encontra-se relacionada à disponibilidade e proximidade dos habitats de campina.
Abstract: The family Pipridae (Aves: Passeriformes) is exclusively Neotropical and its species occur mainly in forested habitats. The Pipridae are phylogeneticaly related to the Tyrannoidea and the Cotingoidae superfamilies albeit some relationships among genera in this family are still unresolved. Particularly, the phylogenetic position of the genus Xenopipo remains undefined. Three species of the genus occur on the Andes: X. holochlora, X. flavicapilla, X. unicolor. Xenopipo uniformis occurs on the Tepuis (Brazil, Guiana and Venezuela) while X. atronitens occurs on the Amazonian lowlands, with a disjunct distribution associated with areas of white-sand stunted forest (campinas/campinaranas). The relationships between Xenopipo and other genera in this family as well as those among species within this genus were studied. In the phylogenetic analysis, X. atronitens and X. uniformis appear as a well supported clade, confirming their sister relationship. Xenopipo unicolor showed no defined relationship with any of the Pipridae taxa, even with the other Xenopipo species. Therefore, the monophily of the genus Xenopipo could not be confirmed and its relationship to the other Pipridae genera remains uncertain. The split between X. uniformis and X. atronitens ocurred at 8.85 My ago, approximately. The isolation between high elevation habitats in the Tepuis and the Amazonian lowlands during the Miocene could have triggered the separation between X. atronitens on the campinas and X. uniformis on the Tepuis highlands through allopatric speciation. The campinas are open vegetation habitats strictly associated to white-sand soils heterogeneously distributed throughout Amazonia. Xenopipo atronitens, a white-sand stunted forest specialist bird species, was studied as a model to infer the effects of climate changes in the recent past on birds restricted to white-sand vegetation areas. Furthermore, the relative importance of different landscape characteristics in explaining the genetic variability of X. atronitens was estimated. Thus, a phylogeographic analysis of X. atronitens was carried out and the relationship between landscape metrics and genetic diversity of the species was studied. Low genetic variability among populations was found, but some population structure was detected. The main phylogeographic breaks were across the Amazonas, Branco and Madeira Rivers. This result indicates the importance of várzea habitats as a barrier to gene flow between populations. Conversely, terra-firme and igapó areas appear to be more permeable barriers to X. atronitens. Geographic distance also influenced the genetic distance between populations. Xenopipo atronitens showed demographic growth in the recent past (25,000 years before present, aprox.) that may be related to a recent genesis of white-sand soil areas or to the climatic oscillations during the last glacial maximum. The landscape analysis showed the importance of historical and current aspects in generating genetic variability of the species. The genetic structure of Jaú populations were mostly influenced by historical factors, while genetic variability of populations in the Aracá and Uatumã landscapes are related to the availability and proximity of campina habitats.
Palavras-chave: Barreiras geográficas
Diversidade genética
Crescimento demográfico
Diversificação
Neotrópico
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Capacidade de suporte, Ecologia animal, Ecologia vegetal, Ecossistemas, Interação inseto-planta, Lim
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: CAPURUCHO, João Marcos Guimarães. Combining phylogeography and landscape genetics to understand the evolution of Xenopipo atronitens (Aves; Pipridae), a species characteristic of the Amazonian white sand campinas. 2012. 91 f. Dissertação (Mestrado em Capacidade de suporte, Ecologia animal, Ecologia vegetal, Ecossistemas, Interação inseto-planta, Lim) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/804
Data de defesa: 18-Set-2012
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Joao_Capurucho.pdf3,61 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.