Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1421
Tipo do documento: Dissertação
Título: FONTES AUTOTRÓFICAS DE ENERGIA E DIETA DE CHARACIFORMES JUVENIS EM HERBÁCEAS AQUÁTICAS DO RIO SOLIMÕES/AMAZONAS
Autor: Soares, Gilcideya Silva 
Primeiro orientador: Leite, Rosseval Galdino
Primeiro membro da banca: Ferreira, Efrem Jorge Gondim
Segundo membro da banca: Forsberg, Bruce Rider
Terceiro membro da banca: Zuanon, Jansen Alfredo Sampaio
Quarto membro da banca: Abelha, Milza Celi Fedatto
Quinto membro da banca: Amadio, Sidineia Aparecida
Resumo: Os bancos de herbáceas aquáticas constituem um ambiente importante nos ecossistemas aquáticos, por atuarem como grandes produtores de matéria orgânica vegetal e por serem indispensáveis ao desenvolvimento inicial dos peixes, principalmente dos Characiformes migradores. Foram analisados 1181 exemplares de peixes, variando de 15 a 60mm de comprimento padrão, das espécies Triportheus angulatus, Brycon amazonicus, Semaprochilodus insignis e Mylossoma duriventre capturados entre os bancos de herbáceas aquáticas. Foram feitas análises de conteúdo estomacal e de isótopos de carbono e nitrogênio com estes exemplares, para definir as suas principais presas, suas fontes de energia entre as herbáceas e o seu posicionamento trófico na cadeia alimentar. Nos menores jovens, os elos tróficos entre os produtores foram principalmente os insetos e o zooplâncton, mas, na medida em que cresceram, os jovens das quatro espécies incorporaram outros alimentos em sua dieta de forma diferenciada. Pela análise dos isótopos de carbono foi constatado que as plantas do grupo C3 são mais importantes para os juvenis. Foi observado, já nesta fase de desenvolvimento, que os Characiformes alternam suas fontes de energia entre as mais negativas e as menos negativas na medida em que crescem. A maior diferença na posição trófica foi observada nos juvenis de S. insignis cuja dieta foi constituída principalmente por detritos. As outras espécies ocuparam posições entre o primeiro e o segundo nível trófico. A combinação dos resultados obtidos mostrou que as herbáceas aquáticas na várzea do rio Solimões/Amazonas são essenciais para as espécies de peixes em seus primeiros estágios de vida.
Abstract: Aquatic macrophyte communities are important environments in aquatic ecosystems in that they produce a great quantity of organic material and are also indispensable for the initial development of many fish species particularly the migrating Characiforms. In order to evaluate this a total of 1181 Triportheus angulatus, Brycon amazonicus, Semaprochilodus insignis and Mylossoma duriventre specimens captured among the macrophyte stands were examined. They varied from 15 to 60mm standard length. Stomach contents and carbon and nitrogen isotopes of these specimens were analysed in order to determine their principle prey, their energy sources and their position in the food chain. In the smaller fish links between the producers were principally insects and zooplankton. As they grew the four species incorporated different items in their diet in different manners. Based on the carbon isotope analyses it was possible to confirm that the C3 plants are the most important plant group for these young fish. It was observed that in this development stage the Characiforms alternate their energy sources between more and less negative as they grow. The greatest difference in trophic position was observed in the juveniles of S. insignis whose diet consisted principally of detritus. The other species occupied positions between the first and second trophic level. A combination of the results obtained here shows that herbaceous aquatic macrophytes in the floodplain of the Solimões/Amazon River are essential for the development of fish species in the first stages of their lives.
Palavras-chave: Characiformes Solimões, rio (AM)
Herbáceas aquáticas
Cadeia alimentar
Peixes Alimentação
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Ecofisiologia, Ictiologia, Mamíferos aquáticos, Recursos pesqueiros, Aquacultura, Sistemática e Biol
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: SOARES, Gilcideya Silva. FONTES AUTOTRÓFICAS DE ENERGIA E DIETA DE CHARACIFORMES JUVENIS EM HERBÁCEAS AQUÁTICAS DO RIO SOLIMÕES/AMAZONAS. 2010. 41 f. Dissertação (Mestrado em Ecofisiologia, Ictiologia, Mamíferos aquáticos, Recursos pesqueiros, Aquacultura, Sistemática e Biol) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1421
Data de defesa: 4-Ago-2010
Aparece nas coleções:Mestrado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Gilcideya_Soares.pdf826,96 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.