Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1442
Tipo do documento: Dissertação
Título: Diversidade cariotípica entre dez espécies do gênero Ancistrus (Siluriformes, Loricariidae) da Bacia Amazônica: estrutura e mecanismos de evolução cromossômica
Autor: Oliveira, Renildo Ribeiro de 
Primeiro orientador: Feldberg, Eliana
Primeiro coorientador: Zuanon, Jansen Alfredo Sampaio
Primeiro membro da banca: Moreira Filho, Orlando
Segundo membro da banca: Artoni, Roberto Ferreira
Terceiro membro da banca: Venere, Paulo Cesar
Quarto membro da banca: Nagamachi, Cleusa Yoshiko
Quinto membro da banca: Daniel, Lúcia Helena Rapp Py
Resumo: A tribo Ancistrini pertencente à subfamília Hypostominae (Siluriformes: Loricariidae), compõe um grupo de peixes cuja sistemática é ainda pouco conhecida e estudos filogenéticos são escassos. Ancistrus, gênero tipo da tribo Ancistrini, engloba 53 espécies válidas e pelo menos seis espécies amazônicas ainda não descritas. Com o objetivo de verificar os mecanismos de evolução cromossômica existentes em espécies pertencentes ao gênero Ancistrus, foram estudadas dez espécies provenientes de diversos pontos da bacia amazônica. As análises revelaram uma grande diversidade cariotípica, tanto na macroestrutura (número e fórmula cromossômica) como também nos padrões de regiões organizadoras de nucléolos e de heterocromatina cons titutiva. O número diplóide variou de 34 a 52 cromossomos e o número de braços de 68 a 82. A RON variou tanto na localização no cromossomo (terminal, intersticial, braço longo e braço curto) como na posição no cariótipo. Poucos cromossomos apresentaram heterocromatina constitutiva, as quais foram distribuídas em blocos discretos dispostos em posição centromérica, terminal ou intersticial. A ocorrência de números diplóides baixos (menor que 52) sugere a presença de fusões cêntricas na evolução cromossômica deste grupo. Além da diversidade cariotípica, sistemas de cromossomos sexuais foram registrados para sete das 10 espécies analisadas sendo: duas ZZ/ZW, três XX/XY e dois sistemas múltiplos XX/XY1Y2 e Z1Z1Z2Z2/Z1Z2W1W2. Peixes do gênero Ancistrus exibem baixa vagilidade, territorialismo e cuidado parental. Estas características etológicas podem criar uma barreira ao fluxo gênico entre populações, permitindo especiações micro-alopátricas e resultando na grande diversidade cariotípica encontrada nestas espécies.
Abstract: The tribe Ancistrini belongs to the subfamily Hypostominae (Siluriformes: Loricariidae). Phylogenetic studies of this group of fishes are few, leaving their systematics relatively unknown. Ancistrus, the type genus of the Ancistrini tribe, contains 53 valid species and at least six Amazonian species that have yet to be described. In order to explore mechanisms of chromosome evolution in the genus Ancistrus, we studied 10 species collected from locations across the Amazon basin. We found a large karyotypic diversity among the ten species, in both macrostructure (chromosome number and formula) and pattern of nucleolar organizer regions and constitutive heterochromatin. The diploid number varied between 34 and 52 chromosomes and the number of arms varied between 68 and 82. The RON varied in both chromosome location (terminal, interstitial, long arm, short arm) and karyotype position. Few chromosomes presented constitutive heterochromatin; when present, this heterochromatin was distributed in discrete blocks in the centromeric position, terminal or interstitial. The occurrence of low diploid numbers suggests the presence of centric fusions in the chromosomal evolution of this group. Besides documenting karyotypic diversity, we also studied the sex chromosome systems of seven of the 10 species. We found two cases of ZZ/ZW, three cases of XX/XY, and two multiple systems: XX/XY1Y2 and Z1Z1Z2Z2/Z1Z2W1W2. Fish of the genus Ancistrus exhibit low vagility, territoriality and parental care. These ethological characteristics may create a gene flow barrier among populations, allowing microallopatric speciation and resulting in the large karyotypic diversity found in these species.
Palavras-chave: Amazônia
Peixes
Hypostominae
Citogenética
Cromossomos sexuais
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA::GENETICA ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Ecofisiologia, Ictiologia, Mamíferos aquáticos, Recursos pesqueiros, Aquacultura, Sistemática e Biol
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: OLIVEIRA, Renildo Ribeiro de. Diversidade cariotípica entre dez espécies do gênero Ancistrus (Siluriformes, Loricariidae) da Bacia Amazônica: estrutura e mecanismos de evolução cromossômica. 2006. 96 f. Dissertação (Mestrado em Ecofisiologia, Ictiologia, Mamíferos aquáticos, Recursos pesqueiros, Aquacultura, Sistemática e Biol) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1442
Data de defesa: 20-Fev-2006
Aparece nas coleções:Mestrado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Renildo_Oliveira.pdf3,93 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.