Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1455
Tipo do documento: Dissertação
Título: Demanda protéica de juvenis de tambaqui (Colossoma macropomum) após privação alimentar
Autor: Santos, Luciana dos 
Primeiro orientador: Pereira Filho, Manoel
Primeiro membro da banca: Pezzato, Luiz Edivaldo
Segundo membro da banca: Barros, Margarida Maria
Terceiro membro da banca: Logato, Priscila Vieira Rosa
Quarto membro da banca: Verreschi, Denise Cerávolo
Quinto membro da banca: Inoue, Luís Antonio Kioshi Aoki
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da relação energia/proteína no desempenho, composição corporal e duração da hiperfagia de juvenis de tambaqui (Colossoma macropomum), após privação alimentar. Foi utilizado um delineamento inteiramente casualizado, sendo que 384 juvenis com peso médio e desvio padrão de 50,32 ± 0,26g foram distribuídos em 24 tanques de 310L e sorteados entre oito tratamentos com três repetições cada. Foi adotado um esquema fatorial (4x2), resultante da combinação de quatro rações isoenergéticas, com diferentes concentrações de proteínas (28,0% 32,0%, 36,0% e 40,0%PB) e dois regimes alimentares (com privação e sem privação). Metade dos peixes foi submetida ao período de privação de 14 dias seguidos com 46 dias de realimentação e o restante foi alimentado durante todo o experimento. O desempenho zootécnico dos peixes foi avaliado nos dois períodos experimentais. Ao final do período de privação alimentar houve redução na taxa de crescimento e no peso dos peixes que estavam sob o regime de restrição e aumento desses parâmetros nos peixes alimentados com as diferentes rações fornecidas. No período de realimentação também foi avaliada a hiperfagia, e a ração com 36,0%PB e 3.407 kcal/kg com relação energia digestível/proteína bruta de 9,5: 1,0 foi a mais eficiente, pois os peixes alcançaram os melhores desempenhos produtivos em termos de eficiência alimentar, ganho de peso relativo, taxa de crescimento específico e maior duração hiperfágica. As diferentes relações energia/proteína das rações tiveram como efeito a sobrecompensação de peso dos peixes do regime de restrição, que alcançou o maior peso médio final de 102,05g, próximo dos peixes que foram continuamente alimentados. A composição corporal dos peixes foi avaliada ao final do período experimental com maior deposição de proteína corporal e incremento de gordura nos peixes submetidos ao regime de restrição, quando alimentados com a ração de 36,0%PB. Desta forma, este estudo conclui que juvenis de tambaqui não aumentam suas exigências em proteína para suportar o maior crescimento durante a compensação do ganho de peso.
Abstract: This study evaluated the effect of energy/protein ratios in the performance, corporal composition and hyperphagia duration of tambaqui juveniles (Colossoma macropomum), after feed privation. Using a complete randomized design, 384 juvenile with average weight and standard deviation of 50,32 ± 0,26g were distributed in 24 tanks of 310L and draftes among eight treatments with three repetitions each. A factorial project was adopted (4x2), resulting from the combination of four isocaloric fish feed with different concentrations of proteins (28,0%, 32,0%, 36,0% and 40,0% CP) and two feeding regimemts (with privation and without privation). Half of the fish were submitted to a period of privation of 14 days followed by 46 days of re-feeding and the remaining fish were fed during ther whole experiment. The zootechnical performance of the fish was evaluated in both experimental periods. At the end of the privation period there was a reduction in the growth rate and weight of the fish under the restriction regime and an increase of those parameters in the feeding regime supplied with the different feed. In the re-feeding period hyperphagia was also evaluated and the feed with 36,0% CP, 3.407 Kcal/Kg digestible energy/crude protein of 9,5:1 was the most efficient, because the fish reached the best productive performance in terms of feed efficiency, profit of relative weight, specific growth rate and longer hyperphagic feeding duration. The different energy/protein ratios of the feed compensated the weight gain of the fish of the restriction regime, which reached the medium weight of 102,05g at the end of the experiment, similar to the fish continually fed. The corporal composition of the fish was evaluated at the end of the experiment with the highest deposition of corporal protein and fat on fish submitted to the restriction regime when fed with 36,0 % CP feed. Therefore, this study showed that juvenile of tambaqui do not increase their demands for protein to support the largest growth during the compensation of the weight profit.
Palavras-chave: Tambaqui Nutrição
Nutrição de peixes
Crescimento compensatório
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Ecofisiologia, Ictiologia, Mamíferos aquáticos, Recursos pesqueiros, Aquacultura, Sistemática e Biol
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: SANTOS, Luciana dos. Demanda protéica de juvenis de tambaqui (Colossoma macropomum) após privação alimentar. 2006. 68 f. Dissertação (Mestrado em Ecofisiologia, Ictiologia, Mamíferos aquáticos, Recursos pesqueiros, Aquacultura, Sistemática e Biol) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1455
Data de defesa: 19-Mai-2006
Aparece nas coleções:Mestrado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Luciana_Santos.pdf421,55 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.