Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1471
Tipo do documento: Dissertação
Título: Farelo de soja e farelo de castanha da Amazônia como substituto da proteína animal na dieta de juvenis de matrinxã: aspectos zootécnicos, fisiológicos e econômicos
Autor: Lima, Mariana do Amaral Camara 
Primeiro orientador: Affonso, Elizabeth Gusmão
Primeiro membro da banca: Barros, Margarida Maria
Segundo membro da banca: Carneiro, Dalton José
Terceiro membro da banca: Cyrino, Jose Eurico Possebon
Quarto membro da banca: Logato, Priscila Vieira Rosa
Quinto membro da banca: Pezzato, Luiz Edivaldo
Resumo: O Matrinxã (Brycon amazonicus) é uma espécie nativa da Bacia Amazônica de hábito alimentar onívoro, que possui elevado valor comercial. O rápido crescimento, rusticidade e aceitabilidade de alimento artificial destacam esta espécie para criação em sistema intensivo. A alimentação pode corresponder a 70% dos custos de produção, sendo a proteína representada pela farinha de peixe o alimento mais oneroso. Com a finalidade de reduzir os custos da produção tem se buscado fontes vegetais alternativas para substituir a farinha de peixe na formulação de rações comerciais. Neste trabalho verificou-se a viabilidade da inclusão de níveis crescentes de farelo de soja (Glicine max) e farelo de castanha da Amazônia (Bertholletia excelsa) na ração de juvenis de matrinxã, avaliando parâmetros zootécnicos, fisiológicos e comparando os custos de cada ração experimental. Neste experimento 420 peixes foram distribuídos em 21 tanques de PVC, em um delineamento experimental inteiramente casualizado, com sete tratamentos, C0, C15, C30, C45, S15, S30 e S45, correspondendo ao controle e aos tratamentos com substituição da farinha de peixe por níveis crescentes (15, 30 e 45%) de substituição da farinha de peixe pelos farelos de castanha e soja, respectivamente. Para as variáveis analisadas, não houve diferença significativa entre tratamentos, indicando que é possível a inclusão de até 45% do farelo de castanha da Amazônia em rações para juvenis de matrinxã, sem prejudicar a performance dos peixes e sem alteração de seus parâmetros fisiológicos indicadores de estresse.
Abstract: Matrinxã (Brycon amazonicus) is a species native from the Amazon Basin whith omnivorous feeding habit, which has high commercial value. Features such as rapid growth, rusticity and acceptability of artificial food highlight this species for breeding in intensive cropping systems. The food may correspond to up to 70% of production costs, the protein represented by the fish meal the most expensive nutrient. In order to reduce costs of production plants has sought alternative sources to replace fish meal in the formulation of commercial diets. This work verified the feasibility of inclusion of increasing levels of soybean meal (Glicine max) meal and brown of the Amazon (Bertholletia excelsa) in the diet of juvenile matrinxã, evaluating parameters zootechnical, physiological and comparing the costs of each experimental diet . In this experiment 420 fish were distributed in 21 tanks of pvc in a completely randomized design with seven treatments, C0, C15, C30, C45, S15, S30 and S45, corresponding to the control and treatment with replacement of fishmeal by increasing levels (15, 30 and 45%) of replacement of fishmeal by soybean meal and brown respectively. For the variables analyzed, no significant difference between treatments, indicating that it is possible to include up to 45% of the Amazon nut meal in diets for juvenile matrinxã without harming the performance of fish, and no change in their physiological indicators of stress.
Palavras-chave: Matrinxã Alimentação e rações
Brycon amazonicus
Fisiologia
Aquicultura
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Ecofisiologia, Ictiologia, Mamíferos aquáticos, Recursos pesqueiros, Aquacultura, Sistemática e Biol
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: LIMA, Mariana do Amaral Camara. Farelo de soja e farelo de castanha da Amazônia como substituto da proteína animal na dieta de juvenis de matrinxã: aspectos zootécnicos, fisiológicos e econômicos. 2009. 53 f. Dissertação (Mestrado em Ecofisiologia, Ictiologia, Mamíferos aquáticos, Recursos pesqueiros, Aquacultura, Sistemática e Biol) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1471
Data de defesa: 15-Out-2009
Aparece nas coleções:Mestrado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Mariana_Lima.pdf243,84 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.