Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1526
Tipo do documento: Dissertação
Título: Composição, conhecimento e uso de plantas de campinarana por moradores da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé – Amazônia Central
Título(s) alternativo(s): Composition, knowledge and use of white sand vegetation plants by locals of the Sustainable Development Reserve Tupé - Central Amazon
Autor: Demarchi, Layon Oreste 
Primeiro orientador: Piedade, Maria Tereza Fernandez
Primeiro coorientador: Scudeller, Veridiana Vizoni
Resumo: As Campinaranas amazônicas apresentam um conjunto de características únicas, como a dominância de poucas espécies, alto grau de endemismo e baixa riqueza de espécies que as diferenciam de outras formações florestais amazônicas, como as matas de terra firme e matas periodicamente alagáveis. Além da maior diversidade biológica do planeta a Amazônia apresenta uma grande diversidade étnica e cultural, onde muitas populações humanas detêm uma gama de conhecimentos sobre o meio em que vivem, este conhecimento relacionado com a flora é um componente cultural importante para estas populações e pode variar muito dependendo do tipo de vegetação. A presente dissertação foi dividida em dois capítulos, no primeiro foi investigada a composição florística, estrutura, similaridade, diversidade e a influência dos parâmetros granulométricos e nutricionais do solo sobre a distribuição e abundância das espécies arbóreas em três manchas de Campinarana na Amazônia Central. Em cada área foram alocadas três parcelas de 50 x 50 m, totalizando 2,25 ha. Foram amostrados 3956 indivíduos divididos em 140 espécies e 40 famílias. O porte dos indíviduos foi baixo, com poucos emergentes, e mais da metade dos indivíduos contidos na primeira classe de diâmetro (5 a 10 cm). A similaridade entre as áreas foi relativamente alta, principalmente quando retiradas as espécies raras da análise, contudo, algumas parcelas de diferentes áreas apresentaram valores de similaridade muito baixos entre si. Os índices de diversidade analisados mostraram considerável variação de diversidade entre as parcelas, porém pouca variação entre as áreas, onde encontrou-se grande dominância de poucas espécies. A variação do gradiente granulométrico e nutricional foi significativamente relacionada com a composição florística, porém o fator nutricional foi preponderante nesta relação. Postula-se que mesmo pequenas variações dos parâmetros do solo podem mudar significativamente a abundância e distribuição das espécies, fazendo com que determinadas espécies dominantes em uma área, passem a ser pouco frequentes em outras. No segundo capítulo buscou-se analisar padrões de uso das plantas de Campinarana bem como características socias dos comunitários relacionadas ao conhecimento e uso das plantas. Foram entrevistados ao todo 69 moradores pertencentes a duas comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé. Para avaliar o conhecimento e o uso das plantas pelos moradores foi utilizado o VU (Valor de Uso) e o índice de Saliência Cognitiva (S) para as espécies consideradas as mais importantes (Si), e também para as espécies consideradas em risco pelos moradores (Sr). A hipótese da aparência ecológica foi testada através da correlação entre os parâmetros estruturais da vegetação e os índices etnobotânicos citados. Os moradores citaram a categoria Construção, seguida da Alimentícia como as mais usadas, sendo a madeira a parte da planta mais utilizada pelos moradores. A variável que mais explicou o conhecimento dos moradores sobre as plantas foi o tempo de residência na comunidade, porém o poder de explicação da análise foi baixo, mostrando que outras variáveis não coletadas podem estar influenciando esta relação. A hipótese da aparência ecológica foi parcialmente comprovada, tendo sido demonstrada apenas quando feita análise da interação dos dois índices de mensuração do conhecimento etnobotânico utilizados (VU e S). O parâmetro fitossociológico que mais explicou o uso da vegetação arbórea pelos moradores foi a Dominância Relativa (DoR); o teste da hipótese da aparência por categoria de uso mostrou que Construção foi correlacionada com todos os parâmetros fitossociológicos, onde a DoR apresentou a maior correlação, já a categoria Tecnologia foi correlacionada com a Frequência Relativa (FrR) e o Valor de Importância (VI). Os dados obtidos são de grande importância para se entender padrões de uso das espécies vegetais de um ambiente frágil como as Campinaranas e para embasar estratégias de manejo da Unidade de Conservação de uso sustentável em questão.
Abstract: The Amazonian white sand vegetation present a set of unique features, such as the dominance of few species, high endemism level and low species richness which differentiate it from other Amazonian forest, as the upland forests and periodically flooded forests. Besides the greater biological diversity of the planet Amazon has a great ethnic and cultural diversity, where many human populations hold a range of knowledge about the environment they live in, this knowledge related to the flora is an important cultural component to these populations and may vary greatly depending on the type of vegetation. This work was divided in two chapters, the first was investigated the floristic composition, structure, similarity, diversity and the influence of the granulometric and nutritional parameters of the soil over the tree species distribution in three Central Amazonian white sand vegetation spots. In each area three plots of 50 x 50 m were allocated, totaling 2,25 ha. The number of individuals sampled was 3956, which were divided in 140 species and 40 families. The individuals’ size was small, with few emerging, and more than half of the individuals classified in the first diameter class (5 to 10 cm). The similarity between the areas was relatively high, especially when rare species were taken away from the analysis, however, some plots of different areas presented very low similarity values between each other. The analyzed diversity index showed considerable diversity variation between the plots, however little variation between the areas, where it was found great dominance of few species. The variation of the granulometric and nutritional gradient was significantly related to the floristic composition, however the nutritional factor was preponderant in this relation. It is postulated that even small soil parameters variations can change significantly the abundance and distribution of the species, causing certain dominant species in an area to be little frequent in others. In the second chapter aimed to analyze usage patterns of white sand vegetation plants and socials characteristics of the habitants related to knowledge and use of plants. Were interviewed a total of 69 residents belonging to two communities of Sustainable Development Reserve Tupé. To evaluate the knowledge and the use of plants by the residents was used the UV (Use Value) and the index of Cognitive Salience (S) for the species considered most important (Si), and also for species considered at risk by residents (Sr). The hypothesis of ecological appearance was tested by correlation between the structural parameters of vegetation and cited ethnobotanical indexes. The residents cited the Construction category, then from the Food as the most used, wood is the part of the plant most used by residents. The variable that best explained the knowledge of residents about the plants was the residence time in the community, but the power of analysis of the explanation was low, showing that other variables not collected may be influencing this relation. The hypothesis of ecological appearance was partially proven, having been demonstrated only when analyzing the interaction of the two ethnobotanical knowledge of measurement indices used (UV and S). The phytosociological parameter that best explained the use of trees by the residents was the Relative Dominance (RDo); the test of the hypothesis of appearance by category of use showed that Construction was correlated with all phytosociological parameters, where the RDo had the highest correlation, Technology category also was correlated with the Relative Frequency (RFr) and the Importance Value (IV). The data obtained are of great importance for understanding of plant species usage patterns of a fragile environment as the white sand vegetation and to support management strategies of sustainable use conservation unit area in question.
Palavras-chave: Aparência ecológica
Campinarana
Solo-vegetação
Área(s) do CNPq: ECOLOGIA::ECOLOGIA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: DEMARCHI, Layon Oreste. Composição, conhecimento e uso de plantas de campinarana por moradores da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé – Amazônia Central. Manaus: [s.n.], 2014.xi, 99p. Dissertação( Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1526
Data de defesa: 19-Ago-2014
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_ Layon O. Demarchi.pdf3,46 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.