Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1562
Tipo do documento: Tese
Título: Efeito de fatores ambientais e espaciais na dinâmica limnológica e na estrutura de comunidades de peixes em uma planície sazonalmente alagável
Título(s) alternativo(s): Environmental and spatial factors influencing the limnological dynamics and the fish community structure in a seasonal floodplain
Autor: Fernandes, Izaias Médice 
Primeiro orientador: Zuanon, Jansen Alfredo Sampaio
Primeiro coorientador: Penha, Jerry Magno Ferreira
Resumo: Planícies de inundação figuram entre os mais diversos e ameaçados sistemas naturais do mundo. Assim, compreender a dinâmicas espaço-temporal desses sistemas torna-se imprescindível afim de melhorar as práticas de manejo e conservação. Técnicas analíticas que permitem quantificar a contribuição de fatores local e regional têm permitido entender melhor como as comunidades locais são organizadas, assim como entender o papel da dispersão e colonização na montagem dessas comunidades. Apesar de muitos fatores ambientais locais contribuírem para explicar os padrões encontrados em comunidades locais, poucas são as informações da relação dessas variáveis com os locais onde elas foram medidas e qual a contribuição da paisagem, na qual elas estão inseridas. A influência de fatores locais (ambiente) e regionais (espacial) sobre a temperatura da água, oxigênio, condutividade e pH de uma área de 25km² de planície sazonalmente inundada do Pantanal foi avaliada durante o período de cheia 2006/2007. Fatores ambientais foram mais importantes no início e final da cheia, enquanto que fatores espaciais (regional) foram mais importantes do auge da cheia, quando todos os habitats aquáticos encontram-se conectados. A avaliação do efeito da conectividade, profundidade e cobertura vegetal em atributos da comunidade de peixes (biomassa, comprimento, densidade, diversidade e equitabilidade) utilizando dados de cinco períodos hidrológicos (2006, 2008, 2009, 2010 e 2011) demonstrou que a conectividade e a cobertura vegetal são fatores importantes para o tamanho, a biomassa e a diversidade de espécies de peixes acima de 50 mm, enquanto que a profundidade da coluna da água é importante para a diversidade de peixes de tamanho corporal abaixo de 50 mm que colonizam a planície sazonalmente alagada durante o período de cheia. Utilizando a abordagem de Elementos de Estrutura de Metacomunidades (EMS), a dinâmica espaço temporal das comunidades de peixes da planície sazonalmente inundada foi avaliada durante o período de cheia (janeiro a abril) de 2009. Os padrões encontrados mudaram ao longo da estação de cheia, com Nested e Quasi-Nested sendo encontrado no início da cheia (janeiro e fevereiro, respectivamente) quando o nível da água está subindo e os habitats aquáticos são menos conectados. Entretanto, esse padrão muda para Quasi-Clementsian nos dois meses seguintes, quando a planície encontra-se completamente inundada e os habitats estão mais conectados. O efeito de fatores ambientais, espacial e da conectividade foi avaliado utilizando o método de partição de variância e demonstrou que o efeito de fatores ambientais foi constante ao longo da cheia, porém a conectividade teve maior efeito no início da cheia enquanto fatores espacial tornam-se mais importantes a medida que o nível da água aumenta e a planície torna-se mais conectada
Abstract: Wetlands are among the most diverse and threatened natural systems worldwide. It is thus critical to understand their spatiotemporal dynamics in order to improve management and conservation practices regarding these habitats. Analytical frameworks that allow quantifying the relative contribution of local and regional factors have improved our understanding on how wetland fish communities are organized, however little is known regarding the limnological properties of temporary aquatic habitats. In the first chapter was evaluated the relative importance of these factors for water temperature, dissolved oxygen, conductivity and pH in the Pantanal floodplains during the wet seasons of the 2006/2007. Our results showed that local processes (e.g., depth and water temperature) were more important in the beginning of the rainy season whereas regional factors had a greater contribution during the flood peak, when all aquatic habitats were highly connected across the landscape. In a similar venue, was analyzed on the following chapter what was the most important factors accounting for several properties (biomass, standard length, density, diversity and evenness) of fish communities dwelling in the same habitats. Using data from these temporary aquatic habitats spanning five years (2006, 2008, 2009, 2010 and 2011), was reported that habitat connectivity and vegetation cover explained most of the variation in the diversity, biomass and standard length of large-bodied fishes (> 50 mm) while water depth was the most important factor accounting for the diversity of small-size fishes (< 50 mm). Finally, in the third chapter, was applied the Elements of Metacommunity Structure (EMS) framework in order to evaluate the spatiotemporal dynamics of these fish assemblages during four consecutive months of the 2009 rainy season. Significant changes in the distributional patterns along the season were detected. In the beginning of the flood, when habitat patches are less connected, the fish metacommunity structure followed a nested and a quasi-nested pattern (January and February, respectively). During the following two months, when the landscape is completely flooded and habitats are more connected, the fish distributional pattern changed for a quasi-Clementsian distribution. The relative contribution of environmental, spatial and connectivity factors was also evaluated, through variation partitioning analysis. This analysis showed that the environment explain a constant fraction of the variation in species distribution during the entire season, the connectivity factors are more important in the beginning of the wet season whereas spatial factors become significant only from the mid to the end of the rainy season.
Palavras-chave: Comunidades de peixes
Distribuição de espécies
Filtros ambientais
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: FERNANDES, Izaias Médice. Efeito de fatores ambientais e espaciais na dinâmica limnológica e na estrutura de comunidades de peixes em uma planície sazonalmente alagável. Manaus: [s.n.], 2013.xv, 122p. Tese( Biologia de Água Doce e Pesca Interior) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1562
Data de defesa: 24-Mai-2013
Aparece nas coleções:Doutorado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_ Izaias Médice Fernandes.pdf2,21 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.