Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1569
Tipo do documento: Tese
Título: Conhecimento, uso e conservação da diversidade vegetal em quatro comunidades ribeirinhas no município Manacapuru, Amazonas
Autor: Vásquez, Silvia Patricia Flores 
Primeiro orientador: Mendonça, Maria Sílvia de
Primeiro coorientador: Noda, Sandra do Nascimento
Resumo: O Brasil é o país de maior biodiversidade que, associada a uma rica diversidade étnica e cultural, detém um valioso conhecimento tradicional associado ao uso de plantas. O município de Manacapuru alberga na zona rural, comunidades ribeirinhas formadas por agricultores que ainda estão em contato com a diversidade natural para suprir suas necessidades: saúde, alimentação, construção, etc. O objetivo deste estudo foi caracterizar sob o enfoque etnobotânico, quatro comunidades ribeirinhas do município de Manacapuru, Amazonas, Brasil, quanto à composição e as formas de uso das espécies vegetais úteis. Foram coletadas informações de 164 moradores locais, selecionados aleatoriamente, por meio de entrevistas semiestruturadas, observação participante e visitas guiadas. As espécies foram agrupadas em categorias de uso. Os problemas de saúde citados foram classificados de acordo com a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-10) e índices de concordância foi utilizado para identificar os principais usos de cada espécie. Utilizou-se o Índice de Shannon-Wiener para análise da diversidade de espécies, compararam-se as comunidades através do Quociente de Similaridade de Jaccard (J’) e estimou-se o valor de uso das espécies. No uso medicinal, identificaram-se 170 plantas medicinais, pertencentes a 65 famílias. Lamiaceae (14 espécies), Asteraceae (9 espécies), Fabaceae e Euphorbiaceae (8 espécies) foram as famílias mais comuns. As espécies mais citadas foram Mentha arvensis (hortelã), Ruta graveolens (arruda) e Citrus sinensis (laranja). As folhas foram as partes das plantas mais utilizadas e a decocção da folha o procedimento mais comum usado para preparar remédios. Os problemas mais comuns citados foram doenças do aparelho digestivo, doenças do aparelho respiratório e problemas com sintomas não classificados. Plantas com índices de concordância maior que 25 % foram Plectranthus amboinicus, Chenopodium ambrosioides, Citrus aurantiifolia, Acmella oleracea, Plectranthus barbatus, Mentha arvensis, Citrus sinensis, Lippia origanoides, Lippia alba, Cymbopogon citratus e Ruta graveolens. Nos demais usos, foram identificados 175 espécies vegetais úteis pertencentes a 59 famílias botânicas. A maioria das plantas é usada para fins alimentícios com 66% das espécies, seguida de comercio com 31%, ornamental com 17% e construção com 16%. Entre as espécies indicadas como alimentícias, as frutíferas sobressaíram de forma expressiva, representando 62%. O índice de Shannon-Wiener encontrado para as quatro comunidades variou de 4,1 a 4,3, o que mostra haver uma considerável diversidade de espécies presentes nas comunidades estudadas. O índice de similaridade de Jaccard encontrado para as comunidades foi considerado alto, demonstrando que as comunidades utilizam muitas espécies em comum. O valor de uso (VU) para bananeira (Musa paradisiaca), mandioca/macaxeira (Manihot esculenta), cupuaçu (Theobroma grandiflorum), tucumã (Astrocaryum aculeatum), manga (Mangifera indica) e laranja (Citrus sinensis) aponta como as espécies mais importantes para as comunidades estudadas. Os cultivos agrícolas conduzidos por agricultores das comunidades estudadas possuem uma ampla rede de sistemas produtivos, dentre os quais se destacam alguns subsistemas como os sítios, os quintais, as capoeiras, as roças e as florestas manejadas. Estes sistemas são definidos como tradicionais caracterizados pela alta diversidade de espécies cultivadas, cuja manutenção é feita através da mão de obra familiar, aproveitamento de insumos locais e desenvolvimento de tecnologia simples. Essa diversidade proporciona ao agricultor e sua família uma série de produtos alimentícios que oferece grande potencial para a geração de renda por meio da comercialização dos produtos agrícolas. O conhecimento sobre as plantas e seus usos é transmitido principalmente pelos pais de forma oral mantendo esta forma de transmissão para seus filhos.
Abstract: Brazil is the country with the largest biodiversity, coupled with a rich ethnic and cultural diversity that has valuable traditional knowledge associated with the use of plants. The Municipality of Manacapuru has rural riverside communities of farmers who are still in touch with the natural diversity to meet their needs: health, food, construction, etc. The aim of this study was to ethnobotanically characterize four riverside communities of the municipality of Manacapuru, Amazonas, Brazil, with respect to the composition and forms of use of the useful plant species. Information was collected from 164 randomly-selected local residents, through semi-structured interviews, participant observation and guided tours. The species were grouped into categories of use. The health problems reported were classified according to the International Statistical Classification of Diseases and Related Health Problems (CID-10) and levels of agreement were used to identify the main uses of each species. We used the Shannon index for analysis of species diversity, compared the communities through the Jaccard Similarity Quotient (J') and estimated the use value of eacg species. We identified 170 medicinal plants belonging to 65 families. Lamiaceae (14 species), Asteraceae (9 species), Fabaceae and Euphorbiaceae (8 species) were the most common families. The most cited species were Mentha arvensis (mint), Ruta graveolens (rue) and Citrus sinensis (orange). The leaves are the most used parts of the plants and leaf decoctions the most common procedure used to prepare medicaments. The most common problems cited were digestive diseases, respiratory diseases and problems with unclassified symptoms. Plants with agreement indices greater than 25% were Plectranthus amboinicus, Chenopodium ambrosioides, Citrus aurantiifolia, Acmella oleracea, Plectranthus barbatus, Mentha arvensis, Citrus sinensis, Lippia origanoides Lippia alba, Ruta graveolens and Cymbopogon citratus. In other uses, 175 plant species were identified in 59 botanical families. Most plants are used for food, with 66% of the species, followed by trade with 31%, with 17% ornamental and 16% construction. Among the edible species, the fruits represented 62%. The Shannon-Wiener found for the four communities varied from 4.1 to 4.3; shows that there is considerable diversity of species present in the studied communities. The Jaccard similarity index found for the communities was considered high, demonstrating that communities utilize many species in common. Use value (VU) for banana (Musa paradisiaca), mandioca/macaxeira (Manihot esculenta), cupuaçu (Theobroma grandiflorum), tucumã (Astrocaryum aculeatum), manga (Mangifera indica) e laranja (Citrus sinensis) points to these as the most important species for the communities. Agricultural crops conducted by farmers in the communities studied have a wide network of production systems, among which stand out as some subsystems sites, the yards, the barns, the fields and managed forests. These systems are defined as traditional characterized by high diversity of cultivated species, the maintenance is done by family labor, use of local inputs and development of simple technologies. This diversity provides the farmer and his family food for subsistence that also offers great potential for generating income through marketing of agricultural products. The knowledge about plants and their uses is mainly transmitted orally by parents keeping this form of transmission to their children.
Palavras-chave: Etnobônica
Plantas úteis
Área(s) do CNPq: BOTANICA::BOTANICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências Biológicas (Botânica)
Citação: VÁSQUEZ, Silvia Patricia Flores. Conhecimento, uso e conservação da diversidade vegetal em quatro comunidades ribeirinhas no município Manacapuru, Amazonas. Manaus: [s.n.], 2014. xiv, 87 f. Tese (Ciências Biológicas (Botânica)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1569
Data de defesa: 29-Ago-2014
Aparece nas coleções:Doutorado - BOT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_Silvia Patrícia Flores Vásquez.pdf1,22 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.