Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1580
Tipo do documento: Dissertação
Título: Análise genética em variedades crioulas de pimenta murupi (capsicum chinense jacq.) da Amazônia
Autor: Araújo, Cecília Miranda Magno de 
Primeiro orientador: Silva Filho, Danilo Fernandes da
Resumo: A pimenta murupi (Capsicum chinense Jacq.) é a espécie condimentar pungente mais cultivada e consumida na Amazônia. Em virtude da grande necessidade de conservar este recurso genético, estudos sobre sua diversidade estão sendo fundamentais para o sucesso dos programas de melhoramento genético dessa espécie. Este trabalho teve o objetivo de analisar a variabilidade genética de 20 variedades crioulas de pimenta murupi, originárias de diferentes regiões da Amazônia. O experimento foi realizado na Estação Experimental de Hortaliças do INPA, em Manaus, AM, em solo do tipo Argissolo Vermelho-Amarelo álico, textura arenosa. Adotou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso com 20 tratamentos (as variedades de pimentas) e com três repetições. A unidade experimental foi constituída por cinco plantas úteis de cada parcela. Para a caracterização das variedades foram utilizados nove descritores quantitativos: diâmetro do caule (DC), Altura da planta (AP), largura da copa (LC), comprimento do fruto (CF), diâmetro do fruto (DF), espessura da parede do fruto (EPF), número de frutos/planta (NMF), massa média de frutos (MMF) e massa estimada dos frutos (MEF). Sobre os dados quantitativos procederam-se análises uni e multivariadas, estimativas das medidas de dissimilaridade, coeficientes de correlações fenotípica (rF), genotípica (rG) e de ambiente (rA), agrupamento entre as variedades crioulas de pimenta (VCPs), usando as Distâncias Generalizadas de Mahalanobis (D2) e o Método do Vizinho mais Próximo (VMP). As análises de variância detectaram diferenças significativas entre todos os caracteres avaliados. Com o número de 685,5g frutos por planta-1 e produção estimada de frutos de 1919,4 g planta-1, a VCP17 originária do município Amazonense de Manicoré se destacou entre as demais. As maiores e menores distâncias genéticas foram verificadas, respectivamente, entre a VCP17 e VCP5 (146136,02) e VCP4 e VCP8 (870,52), originárias de Manicoré e São Sebastião do Uatumã, e São Gabriel da Cachoeira e Putumayo. No dendrograma formado por meio de um corte no eixo x a 50% de distância relativa entre as VCPs, seis grupos foram identificados com base no método VMP. O grupo I se constituiu em um grande grupo, reunindo 50% das VCPS. Os grupos IV, V e VI, isolados foram representados, respectivamente, pelas VCP18, VCP27 e VCP22, procedentes de Carauari/AM, Yurimagua/Peru e Canutama/AM. A característica que mais diferenciou a VCP18 das outras foi o tamanho dos frutos, acima de 6 cm. Os 36 pares de caracteres associados apresentaram coeficientes de correlações fenotípica (rF) e genética (rG) com os mesmos sinais e níveis semelhantes de significâncias e superiores . Em 100% dos casos as correlações rG e rF foram superiores às correlações de ambiente. Entre os componentes de produtividade, uma correlação muito forte entre o número de frutos por planta (NFT) e massa estimada de frutos (MEF) (rG = 0,96**) foi significativa em nível de 1% de probabilidade. No geral os caracteres AP, LC, EP, e CF, foram responsáveis para o rendimento no número e produção estimada de frutos. Com esta base genética encontrada nessas VCPs, genótipos podem ser selecionados para o cultivo imediato pelos agricultores familiares do estado do Amazonas e para usá-los em programas de melhoramento genético da pimenta para a Amazônia.
Abstract: The Murupi pepper (Capsicum chinense Jacq.) is a pungent species more cultivated and consumed in the Amazon. Because of this great need to conserve genetic resources, studies of diversity are fundamental to the success of breeding programs of this species. This study aimed to analyze the genetic variability of 20 landraces Murupi pepper (Capsicum chinense Jaqc.) originating from different regions of the Amazon. The experiment was conducted at the Experimental Station of Vegetables INPA in Manaus, AM, on soil type Acrisol Alic, sandy texture. We adopted the experimental design of randomized blocks with 20 treatments (varieties of peppers) with three replications. The experimental unit consisted of five plants in each plot. For the characterization of varieties were nine quantitative descriptors: Shoot diameter (DC), plant height (PH), crown width (CW), fruit length (FL), fruit diameter (FD), thickness of the fruit wall (EPF), number of fruits / plant (MFN), average fruit weight (MMF) and the estimated mass of fruits (MEF). On quantitative data conducted univariate and multivariate estimates of dissimilarity measures, phenotypic correlation coefficients (rF), genotypic (rG) and environmental (rA), clustering between landraces pepper (VCPs), using the generalized Mahalanobis distances (D2) and the Nearest Neighbor method (VMP). The analysis of variance detected significant differences between all traits. With the number of 685.5 plant-1 and estimated production of fruits de1919, 4 g plant-1, the original VCP17 the Amazonian city of Manipur stood out among the others. The biggest and smallest genetic distances were found, respectively, between VCP17 and VCP5 (146,136.02) and VCP4 and VCP8 (870.52), originating in Manipur and Uatumã São Sebastião and São Gabriel da Cachoeira and Putumayo. In the dendrogram formed by a cut in the x-axis of 50% relative distance between the VCPs six groups were identified by the method VMP. Group I constituted a large group, meeting 50% of VCPS. Groups IV, V and VI isolates were represented respectively by VPC18, VCP27 and VPC22, coming from Carauari / AM, Yurimagua / Peru and Canutama / AM. The feature that most distinguished VCP18. The other was the size of the fruit, above 6 cm. The 36 sets of coefficients associated characters presented Phenotypic (RF) and genetic (rG) with the same signs and similar levels of significance and higher. In 100% of cases and rF rG correlations were higher than the correlations environment. Among yield components, a very strong correlation between the number of fruits per plant (NFT) and the estimated mass of fruits (MEF) (rG = 0.96 **) was significant at the 1% level of probability. Overall the characters AP, LC, EP, and CF were responsible for yield in number and estimated production of fruits. With this genetic basis found these VCPs, genotypes can be selected for immediate cultivation by farmers of the state of Amazonas and to use them in breeding programs pepper to Amazon.
Palavras-chave: Pimenta
Murupi
Variabilidade genética
Área(s) do CNPq: FISIOLOGIA VEGETAL::NUTRICAO E CRESCIMENTO VEGETAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Agricultura no Trópico Úmido (ATU)
Citação: ARAÚJO, Cecília Miranda Magno de. Análise genética em variedades crioulas de pimenta murupi (capsicum chinense jacq.) da Amazônia. Manaus: [s.n.], 2013. x, 60 f.. Dissertação (Agricultura no Trópico Úmido (ATU)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1580
Data de defesa: 17-Jun-2013
Aparece nas coleções:Mestrado - ATU

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FINAL.pdf1,1 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.