Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1582
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSouza, Danilo Boanerges-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1336303973665740por
dc.contributor.advisor1Nascimento, Henrique Eduardo Mendonça-
dc.contributor.advisor2Toledo, José Júlio de-
dc.date.accessioned2015-05-25T17:58:32Z-
dc.date.issued2014-04-07-
dc.identifier.citationSOUZA, Danilo Boanerges. Efeitos do solo e nível do lençol freático sobre a variação da gravidade específica da madeira em mesoescala no norte da Amazônia. Manaus: [s.n.], 2014. vii, 47 f.. Dissertação (Ciências de Florestas Tropicais (CFT)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.por
dc.identifier.urihttp://localhost:8080/tede/handle/tede/1582-
dc.description.resumoAs áreas de contato entre as florestas ombrófilas densas de terra-firme e campinaranas ao norte da Amazônia apresentam um amplo gradiente edáfico e de inundação periódica, porém os efeitos desses gradientes sobre a variação da gravidade específica da madeira (WSG) em mesoescala ainda não foram totalmente elucidados. Para tal, foram utilizadas 20 parcelas permanentes de 0,25 ha de tamanho (10 × 250 m) distribuídas ao longo de uma escala espacial de 25 km2 dentro do Parque Nacional do Viruá, estado de Roraima, Brasil, dentro das quais indivíduos arbóreos 10 cm ≤ DAP ≤ 30 cm foram amostrados. Modelos de regressão múltipla mostraram que a fertilidade do solo (SB – soma de bases), a textura (teor de argila) e o nível de inundação explicaram 27-38% da variação da WSG entre parcelas, porém apenas a SB apresentou relação significativa e negativa com a WSG, indicando que solos mais férteis apresentaram menor WSG. Através de uma análise de caminhos foi mostrado que a WSG foi afetada diretamente pela fertilidade do solo, não sendo associada com diferenças na composição florística baseada em dados de abundância. Por outro lado, houve efeito indireto da fertilidade do solo sobre a WSG através da composição florística baseada em dados de presença e ausência. Os resultados deste estudo destacam que as diferenças na composição florística associadas às espécies mais abundantes são muito pequenas ao longo dos gradientes ambientais, contribuindo muito pouco para a variação espacial da WSG no nível de comunidade. Isto sugere que a fertilidade do solo influencia a variação intraespecífica da WSG das espécies mais abundantes. Ao contrário, o efeito indireto da fertilidade do solo sobre a WSG através da composição florística baseada em dados de presença e ausência indica que as espécies com baixa densidade demográfica, que representam a maior parte dos indivíduos nas florestas tropicais, governam as diferenças da WSG associadas à variação filogenética. Desta forma, a plasticidade fenotípica e a variação filogenética são importantes para explicar as variações na WSG associada principalmente ao gradiente ambiental de fertilidade do solo. Modelos de biomassa que utilizam estimativas da WSG baseados em dados taxonômicos podem levar à estimativas enviesadas, devido à variação intraespecífica das espécies mais abundantes em mesoescala. Sugere-se, portanto um maior esforço para obtenção de medidas de WSG para as espécies mais abundantes com o objetivo de captar tal variação intraespecífica.por
dc.description.abstractContact areas between upland tropical rain forests and white-sand vegetation (termed Campinaranas) in the north of Amazonia may exhibit a wide edaphic and waterlogging variation, but the effects of such gradients on the wood specific gravity (WSG) at mesoscale have not yet been assessed. To do this, we used 20 0.25-ha (10 × 250 m) permanent plots distributed across a 25 km2 landscape within the Viruá National Park, State of Roraima, Brazil, in which all trees 10 cm ≤ DBH ≤ 30 cm were sampled. Multiple regression models showed that soil fertility (SB), texture (clay content), and flooding level explained 27-38% of the variation in WSG among plots, but only SB was significantly and negatively related to WGS, indicating that more fertile soils had lower WGS. Path analysis showed that WGS was directly affected by soil fertility, but it was not associated with differences in floristic composition based on abundance data. On the other hand, there was an indirect effect of soil fertility on the WGS through floristic composition based on presence and absence data. Our results demonstrate that the differences in floristic composition associated with the most abundant species are very small along the environmental gradients, contributing very little to the spatial variation of WSG at community level. This suggests that soil fertility influences intraspecific variation of the WSG for the most abundant tree species. In contrast, the indirect effect of soil fertility on WSG based on presence and absence data indicates that species of low density of stems per area, which represent the majority of the species in tropical forests, drives the differences of the WSG associated with phylogenetic variation. Thus, phenotypic plasticity and phylogenetic variation are both important to explain the variations in WSG mainly associated to environmental gradient of soil fertility. The implication of this study is that biomass models that incorporate WSG estimated by taxonomic data may lead to biased biomass estimates due to intraspecific variation of the most abundant species. Therefore, we suggest an effort to obtain more data on WSG for the most abundant species in order to taking into account such intraspecific variation at mesoscale.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Dominick Jesus (dominickdejesus@hotmail.com) on 2015-05-25T17:58:32Z No. of bitstreams: 1 Dissertação_Danilo Boanerges Souza.pdf: 1357448 bytes, checksum: aac5552f1d1a7621677359e0d23fb587 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-05-25T17:58:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação_Danilo Boanerges Souza.pdf: 1357448 bytes, checksum: aac5552f1d1a7621677359e0d23fb587 (MD5) Previous issue date: 2014-04-07eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazôniapor
dc.publisher.departmentCoordenação de Pós Graduação (COPG)por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsINPApor
dc.publisher.programCiências de Florestas Tropicais (CFT)por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPlasticidade fenotípicapor
dc.subjectDensidade da madeirapor
dc.subjectMesoescalapor
dc.subject.cnpqCIENCIA DO SOLO::FISICA DO SOLOpor
dc.titleEfeitos do solo e nível do lençol freático sobre a variação da gravidade específica da madeira em mesoescala no norte da Amazôniapor
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Mestrado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Danilo Boanerges Souza.pdf1,33 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.