Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1592
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSousa, Thaise Emilio Lopes de-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6523487758493731por
dc.contributor.advisor1Costa, Flávia Regina Capellotto-
dc.date.accessioned2015-05-26T14:48:58Z-
dc.date.issued2013-11-14-
dc.identifier.citationSOUSA, Thaise Emilio Lopes de. Dominância, distribuição e diversidade de palmeiras ao longo de gradientes ambientais na Amazônia. Manaus: [s.n.], 2013. xv, 130p. Tese( Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.por
dc.identifier.urihttp://localhost:8080/tede/handle/tede/1592-
dc.description.resumoO objetivo desta tese foi estudar os padrões de dominância, diversidade e distribuição de palmeiras na Amazônia. No primeiro capítulo, exploramos os padrões continentais de variação na dominância de palmeiras relacionando a área basal de palmeiras e árvores com propriedades físicas do solo. Neste capitulo, mostramos que a área basal de árvores e palmeiras é limitada pelas condições físicas do solo e que a direção desta relação varia entre os grupos. Quanto maior a resistência dos solos a penetração de raízes, menor a área basal de árvores e maior a de palmeiras. Este mecanismo de partição da floresta por árvores e palmeiras está relacionado com a estrutura da floresta em escala local e com a fisionomia da floresta na escala da bacia. No segundo capitulo, exploramos os padrões regionais de variação da abundância das espécies de palmeiras em relação a gradientes ambientais e seus efeitos sobre os padrões de dominância e composição florística. Neste capítulo, evidenciamos que tanto diferenças sutis, quanto diferenças abruptas na composição florística podem ser causadas por variações na abundância das espécies em resposta a condições ambientais. Mostramos ainda que os padrões de dominância estão relacionados com os padrões de variação florística e sugerimos um possível mecanismo para explicar a ocorrência de dominância em florestas tropicais. No terceiro capítulo, testamos a hipótese de que a segregação de espécies em gradientes ambientais sutis poderia explicar a coexistência de espécies em escala local e regional. Neste capítulo, mostramos que espécies de palmeiras estão segregadas em eixos hidrológicos de saturação e seca do solo, que a afiliação das espécies a nichos hidrológicos é um caractere lábil ao longo da evolução das palmeiras e que a segregação de espécies nestes eixos de nichopor
dc.description.abstractThe aim of this thesis was to study the patterns of dominance, diversity and species distribution in Amazonian palms. In the first chapter we explored the continental patterns of variation in palm species dominance by relating palm and tree basal area with soil physical properties. In this chapter, we showed that soil physical properties establish the upper limit for palm and tree basal area and that the direction of this relationship differs between them. As soil resistance to root penetration heightens, tree basal area decreases and palm basal area increases. The mechanism of forest partitioning by palms as trees is related to forest structure at the local scale and with forest physiognomy at the basin scale. In the second chapter we explored the regional patterns of palm species abundance variation in relation to environmental gradients and their effect on dominance and floristic composition patterns. In this chapter we demonstrate that subtle and abrupt differences in floristic composition may be caused by changes in species abundance in relation to environmental conditions. We also showed that dominance patterns are linked with the patterns of floristic variation and suggest a mechanism to explain the occurrence of dominance in tropical forests. In the third chapter, we tested the hypothesis that species segregation along subtle environmental gradients will explain species coexistence in local and regional scale. In this chapter, we showed that palm species are segregated along a hydrological axis of soil moisture and that the hydrological niche affiliation of the species is a character that evolved through palm evolution andpor
dc.description.provenanceSubmitted by Gisele Nagai (giselenagai@gmail.com) on 2015-05-26T14:48:58Z No. of bitstreams: 1 Tese_Thaise Emilio Lopes de Souza.pdf: 2306784 bytes, checksum: 781a1928763f0b9b37267ee58e203dc2 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-05-26T14:48:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese_Thaise Emilio Lopes de Souza.pdf: 2306784 bytes, checksum: 781a1928763f0b9b37267ee58e203dc2 (MD5) Previous issue date: 2013-11-14eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPqpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazôniapor
dc.publisher.departmentCoordenação de Pós Graduação (COPG)por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsINPApor
dc.publisher.programBiologia (Ecologia)por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectArecaceaepor
dc.subjectComposição florísticapor
dc.subjectHidrologiapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIApor
dc.titleDominância, distribuição e diversidade de palmeiras ao longo de gradientes ambientais na Amazôniapor
dc.typeTesepor
Aparece nas coleções:Doutorado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_Thaise Emilio Lopes de Souza.pdf2,25 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.