Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1616
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorGomes, Lais Almeida-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2875765413058658por
dc.contributor.advisor1Carvalho-Zilse, Gislene Almeida-
dc.contributor.advisor-co1Moroni, Fábio Tonissi-
dc.date.accessioned2015-05-27T17:25:55Z-
dc.date.issued2014-03-28-
dc.identifier.citationGOMES, Lais Almeida. Investigação da isogenia de linhagens de camundongos Mus musculus alojados em dois biotérios da cidade de Manaus, Amazonas. Manaus: [s.n.], 2014. xiii, 66p. Dissertação( Genética, Conservação e Biologia Evolutiva (GCBEv)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.por
dc.identifier.urihttp://localhost:8080/tede/handle/tede/1616-
dc.description.resumoA proposta do presente estudo foi investigar o perfil genético de três linhagens isogênicas de camundongos Mus musculus (BALB/c, DBA/2 e C57BL/6) criados e mantidos em dois biotérios (A e B) da cidade de Manaus, utilizando marcadores microssatélites disponíveis em bancos de dados, para as linhagens em questão. De 23 locos testados, 10 foram utilizados: D1Mit17, D3Mit49, D3Mit86, D5Mit79, D6Mit201, D8Mit4, D9Mit26, D10Mit233, D11Mit41 e DXMit95. Observaram-se indivíduos heterozigotos para cinco locos (D1Mit17, D5Mit79, D8Mit4, D11Mit41, DXMit95), e em dois locos detectou-se alelos de tamanhos não correspondentes ao esperado (D3Mit49 e D3Mit86), em pelo menos uma das linhagens avaliadas. Apesar de não se esperar polimorfismo para as linhagens analisadas, os valores de heterozigosidade média variaram de 0,05 (linhagem BALB/c da Instituição B) a 0,166 (linhagem BALB/c da Instituição A). Portanto, a presença de heterozigotos e novos alelos em todas as linhagens estudadas demonstram que há variabilidade genética nestas linhagens. Tais polimorfismos podem ter se originado pela ocorrência de cruzamentos acidentais, mutações, heterozigosidade residual ou recombinações meióticas, resultando em diversidade genética nas linhagens. Com base nestes resultados, registra-se que, apesar de terem sido adquiridos como animais isogênicos, as colônias descendentes dos mesmos e mantidas nos Biotérios não estão imunes a processos de contaminação genética ao longo do tempo, evidenciando a importância do monitoramento genético contínuo das colônias mantidas nos Biotérios.por
dc.description.abstractThe purpose of this study was to investigate the genetic profile of three strains of mice Mus musculus (BALB/c, DBA/2 and C57BL/6) created and maintained in two animal facilities (A and B) from Manaus, using microsatellite markers available in databases, for the strains in question. Of 23 loci tested, 10 were used: D1Mit17, D3Mit49, D3Mit86, D5Mit79, D6Mit201, D8Mit4, D9Mit26, D10Mit233, D11Mit41 and DXMit95. It was observed animals with heterozygosity to five loci (D1Mit17, D5Mit79, D8Mit4, D11Mit41, DXMit95) and to two loci were detected alleles not corresponding to the expected sizes (D3Mit49 and D3Mit86), in at least one of the tested strains. Although not expect polymorphism to the strains analyzed, the values of average of the heterozygosity values ranged from 0.05 (strain BALB/c from Institution B) to 0.166 (strain BALB/c from Institution A). Therefore, the presence of heterozygous and new alleles in all searched strains demonstrates that there is genetic variability in these strains. Such polymorphisms may have originated by the accidental cross-overs, mutations, residual heterozygosity or meiotic recombination, resulting in genetic diversity within strains. Based on these results, it is recorded that, despite having been acquired as isogenic animals, the descendants of these colonies kept in animal facilities aren’t immune to processes of genetic contamination over time, highlighting the importance of continued genetic monitoring of colonies maintained in animal facilities.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Gisele Nagai (giselenagai@gmail.com) on 2015-05-27T17:25:55Z No. of bitstreams: 1 Dissertação_ Lais Almeida Gomes.pdf: 1120725 bytes, checksum: f1d76bc7aa9276f6e9e5c6d0bd508625 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-05-27T17:25:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação_ Lais Almeida Gomes.pdf: 1120725 bytes, checksum: f1d76bc7aa9276f6e9e5c6d0bd508625 (MD5) Previous issue date: 2014-03-28eng
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - FAPEAMpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazôniapor
dc.publisher.departmentCoordenação de Pós Graduação (COPG)por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsINPApor
dc.publisher.programGenética, Conservação e Biologia Evolutiva (GCBEv)por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectLinhagens Isogênicaspor
dc.subjectMonitoramento Genéticopor
dc.subjectMutaçõespor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERALpor
dc.titleInvestigação da isogenia de linhagens de camundongos Mus musculus alojados em dois biotérios da cidade de Manaus, Amazonaspor
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Mestrado - (GCBEv)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_ Lais Almeida Gomes.pdf1,09 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.