Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1625
Tipo do documento: Dissertação
Título: Desenvolvimento de colmeias de abelhas Melipona interrupta Latreille, 1811 (Hymenoptera: Meliponini) sob diferentes temperaturas em condições de laboratório
Título(s) alternativo(s): Colony development of the stingless bee Melipona interrupta Latreille, 1811 (Hymenoptera: Meliponini) under different temperatures in laboratory conditions
Autor: Becker, Tatiane 
Primeiro orientador: Carvalho-Zilse, Gislene Almeida
Resumo: As abelhas são importantes agentes polinizadores, em especial, as da tribo Meliponini, conhecidas como abelhas indígenas sem ferrão, que tem grande importância para a polinização da flora nativa. Elas são capazes de regular a temperatura interna dos ninhos. Esta regulação é essencial para o desenvolvimento da cria e proteção dos adultos a temperaturas externas extremas, e desta forma, para a sobrevivência da colônia. Na geração de novos indivíduos, as operárias são encarregadas de construir novas células e aprovisioná-las com alimento larval, e a rainha é responsável por realizar a postura dos ovos. Já foram registradas evidências da influência de fatores ambientais na produção de rainhas e machos ao longo do ano em diferentes espécies de Melipona. Alterações climáticas afetam os seres vivos, como as abelhas, de diversas formas, cada espécie possui tolerância diferente às condições ambientais. Assim, este trabalho se propôs a verificar a influência da temperatura no desenvolvimento de colmeias de Melipona interrupta, com ênfase na eficiência da termorregulação interna dos ninhos, quantidade de postura realizada pela rainha e na geração de machos e fêmeas, e de rainhas e operárias. Para cumprir com estes objetivos foram sorteadas 30 colônias do Meliponário do GPA/INPA em condições equivalentes de desenvolvimento e separadas em cinco grupos, com seis colmeias cada sendo um Grupo Controle cujas colmeias foram mantidas em Meliponário à temperatura ambiente natural e quatro Grupos Tratamento, em laboratório, sob diferentes faixas de temperatura (induzidas artificialmente) a fim de gerar um gradiente térmico. As temperaturas foram monitoradas por Termo-higrômetros, a postura foi foto documentada diariamente e a segregação de sexo e castas observada em discos amostrados ao longo do tempo. A temperatura média ótima para M. interrupta foi estimada em 30 ºC. Em relação à termorregulação, foi verificado que quanto mais altas as temperaturas a que as colônias são expostas (entre 31 ºC e 38 ºC) maior o esforço termorregulatório das abelhas. Porém, a medida que a temperatura externa se afasta de 30 ºC (para mais ou para menos), menor a eficiência dessa termorregulação, demonstrando pouca capacidade termorreguladora da espécie. Da mesma forma foi observado que o aumento da temperatura externa (entre 31 ºC e 38 ºC) causa proporcionalmente a diminuição da postura de ovos realizada pela rainha e aumento da mortalidade de imaturos. Em temperatura abaixo da ótima, entre 24 ºC e 26 ºC, as abelhas constroem maior número de lâminas fechadas de invólucro ao redor das crias, afim de termorregular. No entanto, também foi registrada redução do número de posturas diárias. A alta mortalidade de imaturos causada por temperaturas mais elevadas que a ótima de 30 ºC alteram o número de indivíduos gerados na colônia e, consequentemente, a proporção de rainhas, operárias e machos nascidos. Não sendo comprovado se esta afeta diretamente a segregação em sí. A redução do número de indivíduos nascidos, causada pelo aumento da temperatura, afeta negativamente a geração de descendência, e também sua força de trabalho, comprometendo o bom funcionamento e sobrevivência da colônia. Os resultados deste trabalho nos permitem deduzir que alterações naturais ou antrópicas que modifiquem a temperatura a que as colônias são expostas, podem comprometer sua sobrevivência.
Abstract: Bees are important pollinators, especially of the Meliponini tribe, known as indigenous stingless bees, which has great importance for the pollination of native flora. They are able to regulate the internal temperature of the nest. This regulation is essential for the development and protection of immature and adults from the extreme outside emperatures, enabling the survival of the colony. On the generation of new individuals, the workers are tasked to build new cells and provision them with larval food, and the queen is responsible for laying eggs. Evidences of the influence of environmental factors in the production of queens and males throughout the year in different species of Melipona have been recorded. Climate change affect living beings, like bees, in different ways, each species has a different tolerance to environmental conditions. This study aimed to verify the influence of temperature on the development of hives of Melipona interrupta, with emphasis on the efficiency of the nests thermoregulation, amount of posture realized by the queen and the generation of males and females, queens and workers. To fulfill these objectives the 30 colonies from the Meliponary of GPA/INPA with equivalent development conditions were separated into five groups, with six hives each. The hives of the control group were kept at the Meliponary exposed to natural temperature. The four treatment groups were kept in laboratory under different temperature ranges (artificially induced) to generate a thermal gradient. Temperatures were monitored by thermo-hygrometers, the posture was daily photo documented and segregation of gender and caste observed in disks sampled through time. The optimum average temperature was estimate in 30 ºC for M. interrupta. Relative to the thermoregulation, it was found that as higher the temperatures at which the colonies are exposed (between 31 ºC and 38 ºC) the thermoregulatory effort of the bees increased. However, as the external temperature deviates from 30 ºC (for more or less), the efficiency of this thermoregulation is lower, showing little thermoregulatory capacity of the species. Likewise it was observed that increasing the external temperature (between 31 ºC and 38 ºC) causes proportionally decreased egg laying by the queen and increased mortality of immature. At temperatures below the optimum, between 24 ºC and 26 ºC, the bees build larger number of closed involucrum blades to regulate the temperature. Also there is a reduction in the number of daily posture. The high mortality of immature caused by higher temperatures than the optimum 30 ºC modify the number of the generated individuals in the colony, and therefore, the proportion of queens, workers and males born. Not being established whether if the temperature affects directly the segregation itself. The reduction in the number of births, caused by increasing of the temperature, affects negatively the generation of offspring, and also its workforce, jeopardizing the proper functioning and survival of the colony. The results of this study allow us to conclude that natural or anthropogenic changes that modify the temperature the colonies are exposed, may compromise their survival.
Palavras-chave: Abelhas sem ferrão.
Oviposição
Termorregulação
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências Biológicas (Entomologia)
Citação: BECKER, Tatiane. Desenvolvimento de colmeias de abelhas Melipona interrupta Latreille, 1811 (Hymenoptera: Meliponini) sob diferentes temperaturas em condições de laboratório. Manaus: [s.n.], 2014. xvi, 82p. Dissertação( Ciências Biológicas (Entomologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1625
Data de defesa: 20-Mar-2014
Aparece nas coleções:Mestrado - ENT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_ Tatiane Becker.pdf11,26 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.