Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1651
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorWatzel, Stéphany-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0762007268223489por
dc.contributor.advisor1Anciães, Marina-
dc.contributor.advisor-co1Cohn-Haft, Mario-
dc.date.accessioned2015-05-29T17:20:13Z-
dc.date.issued2013-11-22-
dc.identifier.citationWATZEL, Stéphany. Variação espacial e temporal em ocupação de aves em floresta de terra firme da Amazônia Central. Manaus: [s.n.], 2013. vi, 46 f.. Dissertação (Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.por
dc.identifier.urihttp://localhost:8080/tede/handle/tede/1651-
dc.description.resumoA dinâmica populacional das espécies tem sido foco de estudos ecológicos durante muito tempo. Conhecer tal processo é relevante para descrever padrões naturais. Idealmente seria necessário conhecer todas as espécies, porém, a imensa diversidade amazônica torna isso inviável. Neste contexto, o conhecimento de padrões pode ser importante. Buscando responder se categorizações baseadas em características da história natural de aves podem ser usadas para entender padrões temporais e espaciais de ocupação, testamos hipóteses sobre diferenças em ocupação e turnover para 58 espécies classificadas a priori em quatro grupos funcionais (insetívoros de sub-bosque, insetívoros seguidores de formigas-de-correição, frugívoros, e frugívoros com sistema reprodutivo em lek). Os dados foram coletados entre 2005 e 2008 pelo Projeto TEAM (Tropical Ecology, Assessment and Monitoring) em três áreas de floresta primária de terra firme próximas a Manaus. Consideramos a heterogeneidade ambiental que pode existir em florestas primárias e verificamos que para algumas espécies a ocorrência foi diferenciada entre os locais estudados. Onze espécies mostram variação temporal. Nossos resultados apontaram que 11 espécies de insetívoros de sub-bosque são mais sensíveis às diferenças entre as áreas estudadas. Frugívoros e insetívoros seguidores de formigas-de-correição variaram amplamente quanto às estimativas de ocupação e a mudança temporal da proporção de pontos ocupados (turnover). Frugívoros com sistema reprodutivo em lek tiveram, em geral, as menores estimativas de ocupação. Apesar das tendências observadas, fortes padrões não foram revelados pelos grupos funcionais aqui adotados. Nossos resultados enfatizam a noção de que efeitos espaciais são preponderantes em relação a efeitos temporais na ocupação de espécies.por
dc.description.abstractVariation in occupancy of birds in a terra firme forest from Central Amazon. Population dynamics of species has been the focus of ecological studies for many years. Understanding this process is relevant to describe natural patterns. Ideally, it would be necessary to know all the species, but the immense biological diversity within Amazon makes it an unrealistic task. In this context, recognizing patterns can be helpful. Seeking to answer whether categorizations based on natural history characteristics of forest birds can be used to understand temporal and spatial patterns of occupancy, we tested hypotheses about differences in occupancy and turnover to 58 species classified a priori into four functional groups (frugivores, insectivores understory, insectivorous army ant-following and frugivores with the reproductive system in lek). Data were collected between 2005 and 2008 by the Project TEAM (Tropical Ecology, Assessment and Monitoring) in three areas of primary terra firme forest north of Manaus. We considered the heterogeneity that may occur in primary forests and found that for some species the occurrence was different among the studied areas. Eleven species showed significant temporal variation. Our results showed that 11 species of understory insectivores are more sensitive to local effects from the study areas. Frugivorous and army ant-following varied widely as the estimates of occupancy and turnover rate. Frugivores with lek, in general, had the lowest estimates of occupancy. Despite some observed trends, we did not find strong effects of the functional groups used in the study. The data reinforces the notion that spatial effects are more important than temporal effects for species occupancy.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Dominick Jesus (dominickdejesus@hotmail.com) on 2015-05-29T17:20:13Z No. of bitstreams: 1 Dissertação_Stéphany Watzel.pdf: 2459830 bytes, checksum: 12ff3280640e9da47c040e8e68269e32 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-05-29T17:20:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação_Stéphany Watzel.pdf: 2459830 bytes, checksum: 12ff3280640e9da47c040e8e68269e32 (MD5) Previous issue date: 2013-11-22eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPqpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazôniapor
dc.publisher.departmentCoordenação de Pós Graduação (COPG)por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsINPApor
dc.publisher.programBiologia (Ecologia)por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectAvespor
dc.subjectFloresta primáriapor
dc.subjectGuildaspor
dc.subject.cnpqECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMASpor
dc.titleVariação espacial e temporal em ocupação de aves em floresta de terra firme da Amazônia Centralpor
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Stéphany Watzel.pdf2,4 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.