Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1680
Tipo do documento: Dissertação
Título: Diretrizes para a sustentabilidade financeira do probuc (programa de monitoramento da biodiversidade e uso dos recursos naturais em unidades de conservação estaduais do Amazonas)
Autor: Bucheli, Maria Gabriela Albuja 
Primeiro orientador: Pereira, Henrique dos Santos
Primeiro coorientador: Marinelli, Carlos Eduardo
Segundo coorientador: Amend, Marcos
Resumo: Sistemas de monitoramento da biodiversidade, especialmente dentro de unidades de conservação, auxiliam o processo de tomada de decisão a favor da conservação. Em países em desenvolvimento, onde recursos financeiros para programas de monitoramento não são abundantes, vêm surgindo sistemas de monitoramento baseados em estratégias participativas. Porém, há pouca informação disponível sobre a execução financeira e estrutura de custos de programas participativos de monitoramento da biodiversidade, o que impede a elaboração de estratégias voltadas para a melhora do desempenho desses sistemas. Nesse sentido foi feita uma análise financeira do ProBUC de forma a contribuir para a redução desta lacuna e propor ações estratégicas que gerem subsídios para a sustentabilidade financeira deste programa. Se constatou que dentro dos macroprocessos do ProBUC, a fase que concentra a maior quantidade de custos (33%) é a manutenção do monitoramento. Ao mesmo tempo, a fase de análise de resultados representa menos de 4% dos custos totais. Visando otimizar os custos do ProBUC e melhorar seu desempenho, se sugere a automação da coleta de dados e descentralização da manutenção do monitoramento, ação que tem 80% de probabilidade de reduzir os custos da manutenção do monitoramento diminuindo 7% de custos correspondentes a um macroprocesso do ProBUC em um cenário médio. Ao mesmo tempo, para aumentar os investimentos destinados à gestão de dados, se sugere investir na implementação de um sistema web para gerenciar o banco de dados do ProBUC. Este investimento, que deverá começar no curto prazo terá um custo de aproximadamente R$77.600, o qual poderá ser, em parte financiado pelas despesas poupadas pela ação de automação e descentralização do ProBUC.
Abstract: Biodiversity monitoring systems, especially within protected areas, support the decision making process for conservation. In developing countries, where financial resources destined to monitoring programs are not abundant, participatory monitoring programs have emerged. Nevertheless, there is very little available information regarding the financial execution and cost structure of participatory biodiversity monitoring programs, which limits the possibility of strategy proposals to improve the programs’ performance. Therefore, the present study contributes to narrow this gap by providing a financial analysis of ProBUC in order to contribute with the program’s financial sustainability. It was observed that, within ProBUC’s macro processes, the phase that concentrates most costs (33%) is the “maintenance” phase. At the same time, the “results analysis” phase represents only 4% of the total costs. In order to optimize the use of resources of the most expensive phase, it is suggested that ProBUC automates the data collection and decentralizes the monitoring maintenance. The combination of automation and decentralization as a single strategic action has 80% probability of reducing ProBUC´s costs. In an average scenario, this strategy can reduce up to 7% of the total macro process costs. In order to increase the investments destined to the program´s data management, it is suggested that ProBUC implements a web based system to manage its database. This should begin as a short term investment that has a cost of approximately R$77.600, part of which can be financed by the saved costs obtained after the implementation of the automation and decentralization.
Palavras-chave: Biodiversidade
Monitoramento Participativo
Unidades de Conservação
Área(s) do CNPq: MANEJO FLORESTAL::ECONOMIA FLORESTAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Gestão de Áreas Protegidas da Amazônia (GAP)
Citação: BUCHELLI, Maria Gabriela Albuja. Diretrizes para a sustentabilidade financeira do probuc (programa de monitoramento da biodiversidade e uso dos recursos naturais em unidades de conservação estaduais do Amazonas). Manaus: [s.n.], 2013. xi, 91 f.. Dissertação (Gestão de Áreas Protegidas da Amazônia (GAP)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1680
Data de defesa: 20-Jun-2013
Aparece nas coleções:Mestrado - GAP

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Maria Gabriela Albíya Buchel.pdf3,38 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.