Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1723
Tipo do documento: Tese
Título: Autoecologia em carapa vasquezii kenfack (meliaceae) de ocorrência natural na Amazônia central
Autor: Zidko, Alexsandro 
Primeiro orientador: Sampaio, Paulo de Tarso Barbosa
Primeiro coorientador: Morais, José Wellington de
Resumo: Conhecida como andiroba, sua madeira valiosa é denominada crabwood no mercado internacional e suas sementes fornecem um dos óleos medicinais mais utilizados na Amazônia. O comportamento de uma espécie é diferenciado pelos hábitos e acomodações às condições do ambiente? Durante 36 meses o estudo fenológico de 20 árvores nativas de Carapa vasquezii na Estação Experimental de Silvicultura Tropical – INPA, Manaus AM mostrou um padrão sub anual com floração nos meses de setembro e dezembro e formação dos frutos e deiscência nos 75 dias após a polinização. No estudo autoecológico realizado no mesmo período, três indivíduos tiveram acompanhamento “in loco”. Verificou-se que a planta é monóica, alógama de fecundação cruzada que requer um vetor de polinização. As abelhas Ptilotrigona lurida e Trigona pr. fulviventris (Apidae: Hymenoptera) e as borboletas Nymphidium azanoides amazonensis e Calospila apotheta (Riodinidae: Lepidoptera) foram consideradas polinizadoras legítimas. O resultado dos tratamentos estatísticos da morfologia polínica das três espécies de Carapa Aubl. (Meliaceae) da Amazônia brasileira apontou C. vasquezii como detentora de valores inferiores às demais em todos os quesitos, apenas com uma endoabertura sobrepujante às dimensões das outras espécies mensuradas. Não foram observados grãos de pólen nas flores pistiladas de ambas as espécies. O fruto de C. vasquezii pode conter até seis sementes por valva e sua dispersão foi barocórica. Antes da deiscência dos frutos, estes receberam a visita e a oviposição de mariposas da espécie Hypsipyla ferrealis (Pyralidae) que na fase larval danificaram a maioria das sementes, porém algumas mariposas foram parasitadas por Mesostenus sp. (Ichneumonidae). A espécie Leptostylus plautus (Cerambycidae: Coleoptera) realizou seu ciclo biológico no interior dos frutos. As sementes dispersas no solo serviram de alimento para cutias. As interações ecológicas de C. vasquezii mostraram uma simbiose com formigas protetoras dos nectários extraflorais que receberam intensa visitação de insetos.
Abstract: Known as andiroba, its valuable timber is called crabwood the international market and its seeds provide one of the most widely used medicinal oils in the Amazon. The behavior of a species is distinguished by the habits and accommodation to surrounding conditions? During 36 months the phenological study of 20 native tree Carapa vasquezii in Tropical Forestry Experiment Station - INPA, Manaus AM showed an annual sub standard with flowering in September and December and fruit formation and dehiscence in 75 days after pollination. In autoecological study in the same period, three individuals were followed "in loco". ". It was found that the plant is monoecious, outcrossing alógama which requires an array of pollination. The bees Ptilotrigona lurida and Trigona pr. fulviventris (Apidae: Hymenoptera) and butterflies Nymphidium azanoides amazonensis and Calospila apotheta (Riodinidae: Lepidoptera) were considered legitimate pollinators. The result of the statistical treatment of pollen morphology of three species of Carapa Aubl. (Meliaceae) in the Brazilian Amazon pointed C. vasquezii as having lower values than the others in all aspects, with only a endoaperture surpassing the size of the other measured species. Pollen grains were not observed in the pistillate flowers of both species. The fruit of C. vasquezii may contain up to six seeds per valve and its dispersion was barocórica. Before the fruit dehiscence, these were visited and oviposition of moths of the species Hypsipyla ferrealis (Pyralidae) that larval damaged most of the seeds, but some moths were parasitized by Mesostenus sp. (Ichneumonidae). The species Leptostylus plautus (Cerambycidae: Coleoptera) held its life cycle inside the fruit. The seeds scattered on the ground served as food for agoutis. The ecological interactions of C. vasquezii showed a symbiosis with protective ants of extrafloral nectaries receiving intense visitation of insects.
Palavras-chave: Ecologia reprodutiva
Carapa vasquezii
Andiroba
Área(s) do CNPq: SILVICULTURA::FISIOLOGIA FLORESTAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências de Florestas Tropicais (CFT)
Citação: ZIDKO, Alexsandro. Autoecologia em Carapa vasquezii Kenfack (meliaceae) de ocorrência natural na Amazônia central. Manaus: [s.n.], 2015. xii, 100 f.. Tese (Ciências de Florestas Tropicais (CFT)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.inpa.gov.br/tede/handle/tede/1723
Data de defesa: 27-Fev-2015
Aparece nas coleções:Doutorado - CFT

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons