Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1728
Tipo do documento: Tese
Título: Padrões de distribuição e abundância de anuros em 64 km2 de floresta de terra-firme na Amazônia Central
Autor: Menin, Marcelo 
Primeiro orientador: Lima, Albertina Pimentel
Resumo: Este trabalho teve por objetivos avaliar a distribuição de espécies de anuros e suas relações com variáveis bióticas e abióticas em 72 parcelas distribuídas em uma área de 64 km2 na Reserva Florestal Adolpho Ducke, Manaus, AM. Os anuros foram agrupados em assembléias de acordo com o período de atividade (diurno ou noturno) ou com o tipo de desenvolvimento dos girinos (terrestre ou aquática). A abundância de cada espécie e o número de espécies por parcela foram determinadas por três amostragens diurnas (amostragens visuais com revolvimento da liteira) e cinco amostragens noturnas (amostragens visuais e auditivas) abrangendo duas estações chuvosas. As variáveis analisadas foram inclinação do terreno em graus, fatores edáficos (proporção de argila e pH), número de árvores, volume de liteira e bacia de drenagem. Foram registradas oito espécies diurnas de liteira, das quais sete foram encontradas nas três amostragens, e 24 espécies de hábitos noturnos. As espécies de hábitos noturnos encontradas nas amostragens representam 72 % do número total de espécies noturnas da RFAD. Oito dessas espécies foram raras nas amostragens, sendo registradas entre uma e cinco parcelas (Epipedobates femoralis, Hypsiboas geographicus, H. lanciformis, Phyllomedusa bicolor, P. tarsius, P. tomopterna, Leptodactylus mystaceus e Lithodytes lineatus). De forma geral, o maior número de espécies foi encontrado no meio da estação chuvosa, enquanto que a maior abundância de indivíduos foi encontrada no início das estações chuvosas. A distribuição de espécies com reprodução independente de corpos d’água foi influenciada pela textura do solo (proporção de argila), inclinação e pH. A maioria dessas espécies ocorreu ao longo de todo o gradiente e, apesar de relações com a textura do solo terem sido encontradas, essas relações foram sutis, indicando que estas espécies ocupam a maioria dos ambientes da RFAD. As relações mais fortes foram encontradas para as espécies pequenas Colostethus stepheni, Adenomera andreae e as três espécies de Eleutherodactylus. Não houve efeito da bacia de drenagem na ocorrência e abundância das espécies com reprodução terrestre. As espécies que dependem de corpos d’água para reprodução também apresentaram relações com a textura do solo. A textura do solo possivelmente não é o fator causal que produz a variação na abundância das espécies, pois a proporção de argila diminui em direção aos locais mais baixos, mais arenosos, que estão localizados próximos aos riachos, indicando que as espécies foram encontradas principalmente nas áreas próximas aos riachos e poças temporárias. Houve efeito da bacia de drenagem na distribuição de três espécies que foram restritas a uma das bacias (Atelopus spumarius, Colostethus sp. e Leptodactylus rhodomystax) e na abundância de Cochranella oyampiensis. Os modelos preditivos com características edáficas e de estrutura do habitat são importantes preditores das relações de habitat em uma escala espacial ampla e provavelmente podem interagir influenciando o habitat em escalas espaciais mais finas. O uso de dados edáficos e topográficos podem ser apropriados para identificar áreas com altos valores de conservação na Amazônia Central.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the distribution of anuran species and their relationships with biotic and abiotic variables in 72 permanent plots, located across 64 km2 in the Adolpho Ducke forest reserve, Manaus, AM. In each plot, I determined species richness and individual species’ abundances using three diurnal samples (visual sampling with litter removal) and five nocturnal samples (visual and auditory samplings) during two rainy seasons (between 2002 and 2004). I examined the relationship of the anuran species to five biotic and abiotic variables: slope, edaphic factors (clay proportion and pH), number of trees, leaf-litter volume, and drainage basin. In order to facilitate interpretation of my results, I classified the anuran species into assemblages according to activity period (diurnal or nocturnal) or tadpole development (terrestrial or aquatic). During my study, I found a total of eight diurnal frog species across the study plots, of which seven were detected during the three diurnal samples. I registered a total of 24 nocturnal species across the study plots, all during the nocturnal samples. These 24 nocturnal species represent 72 % of the nocturnal anurans known to occur in the reserve. I found eight nocturnal species to be rare, or detected in only 1-5 study plots (Epipedobates femoralis, Hypsiboas geographicus, H. lanciformis, Phyllomedusa bicolor, P. tarsius, P. tomopterna, Leptodactylus mystaceus, and Lithodytes lineatus). Overall, plots had greater species richness during the middle of the rainy season and higher species’ abundances during the beginning of the rainy season. Soil texture, slope and pH influenced the distribution of the terrestrial anurans. However, these relationships were subtle and I found that the majority of these species occurred across the entire gradient of soil texture, found on our study sites. I found stronger relationships between these three abiotic variables and the distribution of the smaller species of terrestrial anurans, Colostethus stepheni, Adenomera andreae and Eleutherodactylus spp. Drainage basin did not affect the distributions of the terrestrial species. I found a relationship between soil texture and the distributions of aquatically-reproducing species. However, in the study area, soil texture is correlated with stream location; clay content decreases in low-lying areas, such as near stream beds. So this result suggests that I detected more aquatic species in areas near streams or temporary ponds. Drainage basin influenced the distributions of four aquatically-reproducing species. Three species, Atelopus spumarius, Colostethus sp., and Leptodactylus rhodomystax, were restricted to one of the two drainage basins in our study area and the abundance of one species, Cochranella oyampiensis, was significantly different between basins. Predictive models including edaphic factors and habitat structure variables are important predictors of habitat relationships at a large scale and may interact to influence habitat at smaller spatial scales. Edaphic and topographic data can be used to identify areas of high conservation value in central Amazonia.
Palavras-chave: Ecologia de anuros
Floresta de terra-firme
Topografia
Área(s) do CNPq: CIENCIA DO SOLO::MANEJO E CONSERVACAO DO SOLO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: MENIN, Marcelo. Padrões de distribuição e abundância de anuros em 64 km2 de floresta de terra-firme na Amazônia Central. Manaus: [s.n.], 2005. xii, 103 f.. Tese (Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1728
Data de defesa: 16-Dez-2005
Aparece nas coleções:Doutorado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_Marcelo Menin.pdf774,22 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons