Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1855
Tipo do documento: Dissertação
Título: Doenças fúngicas em espécies florestais nativas na Amazônia Central
Autor: Assis , Luiz Alberto Guimarães de
Primeiro orientador: Barbosa, Antenor Pereira
Resumo: Pesquisas têm demonstrado que os plantios florestais podem acelerar os processos sucessionais e ecológicos da regeneração natural e recuperação de áreas degradadas, reabilitando o meio ambiente, conservando o solo e produzindo madeira, e assim, contribuindo para redução dos desmatamentos das florestas nativas. No entanto, pouco se conhece sobre os problemas fitossanitários que ocorrem nas espécies estabelecidas nesses plantios. Neste sentido, objetivando conhecer as doenças que possam afetar o desenvolvimento das plantas, em 2005 foi conduzido um levantamento pioneiro em plantios florestais demonstrativos nos municípios de Manaus e Presidente Figueiredo – AM, onde foram identificados dez fungos patogênicos causadores de manchas foliares distintas e quatro fungos causadores de fuligens, encontrados nas espécies florestais estudadas: Cylindrocladium sp. e Meliola sp. em andiroba; Sclerotium coffeicola, Colletotrichum gloeosporioides e Meliola sp. em mogno; Cercospora sp., Rhizoctonia sp., Pseudobeltrania cedrelae e Meliola sp. em cedro; Cercospora bertholletia e Yamamotoa sp. em castanheira-do-brasil; Erythrogloeum hymenaeae, Colletotrichum sp., Pestalotiopsis sp., Meliola sp., Amazonia sp. e Asterina sp. em jatobá e Rhizoctonia sp. em pau-de-balsa. Testes de patogenicidade e reisolamento dos patógenos foram conduzidos em casa de vegetação e laboratórios do INPA, cumprindo os Postulados de Koch. Nos plantios florestais a severidade das doenças encontradas foi de maneira geral baixa, no período em que foram observadas. Jatobá e cedro foram as espécies florestais que apresentaram maior incidência de doenças. Não foram encontrados registros anteriores sobre a ocorrência de Meliola sp. em mogno, Cercospora sp., Rhizoctonia sp. e Meliola sp.em cedro, Pestalotiopsis sp., Meliola sp., Amazonia sp. e Asterina sp. em jatobá e Rhizoctonia sp. em pau-de-balsa. Este é o primeiro registro destes patógenos atacando estas espécies.
Abstract: Researches has shown that Forest plantations could accelerate the successive and ecologic processes of natural regeneration and degraded reas recovering, reestablishing the environment, conserving the soil and producing timber, thus contributing for deforestation reduction of native forests. Nevertheless, very little is known about the phytosanitary problems that happen in the species already established on those plantations. On this sense, it is aiming at to know the diseases that could affect the developing of plants, in 2005, it was conducted a pioneer survey at demostrative forest plantations areas in Manaus and Presidente Figueiredo - AM counties, where there were identified ten patogenous fungus causative of diferent spot – leaf and four fungus causative of soots found in the studied forest species: Cylindrocladium sp. and Meliola sp. in crab - wood (Carapa guianensis); Colletotrichum gloeosporioides, Sclerotium coffeicola and Meliola sp. in mahogany (Swietenia macrophylla); Cercospora sp., Rhizoctonia sp. Pseudobeltrania cedrelae and Meliola sp. in Cedar (Cedrela odorata); Cercospora bertholletia and Yamamotoa sp. in brazilian nut tree (Bertholletia excelsa); Erythrogloeum hymenaeae, Colletotrichum sp. Pestalotiopsis sp., Meliola sp., Asterina sp. and Amazonia sp. in stinking - toe (Hymenaea courbaril) and Rhizoctonia sp. in cork – wood (Ochroma piramidale). Tests of pathogenicity and reisolation of pathogenous were conducted at Inpa's green house and laboratories as well, following the Koch Postulate. In forest plantations, the illness severity found in a general approach was low quite. During the observing period, stinking - toe and cedar were the forest species that has shown the greatest illness incidence. It hasn't been found former registers about occurrences on Meliola sp. em mahogany, Cercospora sp., Rhizoctonia sp. e Meliola sp. in Cedar, Pestalotiopsis sp., Meliola sp., Amazonia sp. e Asterina sp. in stinking – toe and Rhizoctonia sp. in cork – wood. This is the very first register of these pathogenous attaching these species. x
Palavras-chave: Patógenos fúngicos
Manchas foliares
Áreas degradadas
Plantios florestais
Amazônia Central
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências de Florestas Tropicais (CFT)
Citação: ASSIS , Luiz Alberto Guimarães de. Doenças fúngicas em espécies florestais nativas na Amazônia Central. 2006. 46 f. Dissertação( Ciências de Florestas Tropicais (CFT)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1855
Data de defesa: 14-Set-2006
Aparece nas coleções:Mestrado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação-Luiz Alberto Guimarães de Assis-CFT.pdf1,9 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons