Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1907
Tipo do documento: Dissertação
Título: O papel da serrapilheira na emergência de plântulas herbáceas de terra firme, Amazônia central, Brasil
Autor: Rodrigues, Flávio Rogério de Oliveira 
Primeiro orientador: Costa, Flávia Regina Capelloto
Resumo: As relações entre variáveis topográficas e distribuição de ervas são amplamente reconhecidas, porém poucas hipóteses têm sido levantadas para explicar resultados obtidos. Uma das hipóteses levantadas a respeito da distribuição de pteridófitas na Amazônia Central é que a serrapilheira seria um mediador que explicaria a maior riqueza de espécies e maior densidade de tais espécies em áreas inclinadas. Conduzimos um estudo na Reserva Ducke, em Manaus, Brasil, para testar tal hipótese para todas as ervas de subbosque, manipulando experimentalmente a quantidade de serrapilheira no campo. Utilizamos 30 parcelas, distribuídas em uma área de 25 Km2 de uma floresta tropical úmida, com 5 blocos de manipulação por parcela. Cada bloco foi composto por sub-parcelas de adição de serrapilheira, controle e exclusão de serrapilheira. Medimos a profundidade (abril e setembro/ 2010) e massa seca (março/ 2010) de serrapilheira, além de quantificar os indivíduos reprodutivos nas parcelas. Conduzimos a observação de emergência de plântulas herbáceas durante 10 meses (dezembro/2009 a setembro/2010). A medida de profundidade da serrapilheira na estação chuvosa foi negativamente relacionada à inclinação do terreno, mas não diferiu em relação ao teor de argila no solo. As medidas de massa seca, na estação chuvosa, e profundidade da serrapilheira na estação seca não foram correlacionadas com a inclinação do terreno nem com o teor de argila. Observamos que emergência de plântulas foi maior nos tratamentos de exclusão de serrapilheira, tanto na emergência absoluta de plântulas quanto na emergência oriunda de propágulos pequenos, não sendo significativamente diferente dos tratamentos controle e de adição de serrapilheira, em relação a emergência de plântulas oriunda de propágulos médios e grandes. A argila esteve relacionada com a emergência de todos os grupos de propágulos e na emergência absoluta de plântulas, porém a direção da resposta em relação ao teor de argila variou entre os grupos de propágulos. A presença de indivíduos frutificando na parcela foi o melhor preditor para emergência de plântulas oriundas tanto de propágulos médios quanto grandes. Os resultados estão de acordo com a idéia que propágulos muito pequenos são mais afetados pela barreira física imposta pela serrapilheira e que ervas aparentemente dispersas por formigas apresentam dispersão espacialmente limitada. Além disso, um sistema de circulação de ar direcional associado com a menor acumulação de serrapilheira em áreas inclinadas são aparentemente os maiores responsáveis pelo padrão de maior riqueza e densidade de pteridófitas nestes ambientes. Estudos experimentais em campo que abordem a dispersão de esporos e ligados a adição de sementes são necessários para testar as hipóteses alicerçadas no presente estudo.
Abstract: The relationships between topographic variables and distribution of herbs are widely recognized, but few hypotheses have been raised to explain the results. One of the hypotheses regarding the distribution of ferns in Central Amazonia is that the litter would be a mediator that would explain the greater species richness and higher density of such species in slope areas. We conducted a study in the Ducke Reserve, Manaus, Brazil, to test this hypothesis for all of understory herbs, manipulating experimentally the amount of litter in the field. We used 30 plots, covering an area of 25 km2 of tropical rainforest, with 5 blocks per plot manipulation. Each block was composed of sub-plots of the litter addition, control and litter exclusion. We measured the depth (in April and September/2010) and dry mass (May/2010) of litter, in addition to quantifying the reproductive individuals in the plots. We conducted observation of emergence grass for 10 months (December/2009 to September 2010). The measure of depth of litter in the wet season was negatively related to slope, but did not differ in relation to clay content in soil. The measures of dry mass, in the rainy season, and depth of litter in the dry season were not correlated with the slope of the land or with clay content. We note that seedling emergence was higher in the litter exclusion treatments, both in absolute emergency and seedling emergence in seedlings originating from small, not significantly different from control treatments and the addition of leaf litter in relation to emergence of seedlings arising medium and large. The clay was related to the emergence of all groups of propagules and seedlings of absolute emergency, but the head of reply in relation to clay content varied between the groups of seedlings. The presence of fruiting individuals in the plot was the best predictor for the emergence of plantlets from both medium and large seedlings. The results are consistent with the idea that very small seedlings are most affected by the physical barrier imposed by litter and herbs that apparently dispersed by ants have spread geographically limited. Furthermore, a system of directional movement of air associated with lower accumulation of leaf litter in slopes areas to are apparently those most responsible for the pattern of highest richness and density of ferns in these environments. Experimental studies in the field to address the dispersal of spores and linked the addition of seeds are needed to test the hypothesis grounded in this study.
Palavras-chave: Plantas de sub-bosque
Serrapilheira
Plântulas
Área(s) do CNPq: BOTANICA::BOTANICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: Rodrigues, Flávio Rogério de Oliveira. O papel da serrapilheira na emergência de plântulas herbáceas de terra firme, Amazônia central, Brasil. Manaus: [s.n.], 2011. xii, 43 f.. Dissertação (Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1907
Data de defesa: 16-Mar-2011
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Flávio Rogério de Oliveira Rodrigues.pdf793,09 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons