Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1915
Tipo do documento: Tese
Título: Diferenciação genética em espécies de Anopheles do Subgênero Nyssorhynchus e Anopheles da Amazônia brasileira, Com base em dados isoenzimáticos e do DNA mitocondrial
Autor: Borges , Raquel
Primeiro orientador: Santos , Joselita Maria Mendes dos
Resumo: Foram analisadas nove espécies de Anopheles dos subgêneros Nyssorhynchus e Anopheles, utilizando-se marcadores isoenzimático e a região controle do DNA mitocondrial para verificar as diferenças genéticas intra e interespecífica que possam estar relacionadas à capacidade vetorial de cada espécie, e tentar compreender as relações de parentescos entre elas. Para a análise isoenzimática foram empregados oito sistemas (EST, LAP, IDH, MDH, HK, ME, PGM e PGI), em gel de amido e amido-agarose com tampões e colorações específicas. Os resultados revelaram que dos 13 locos analisados, nove mostraram-se polimórficos (EST1, EST5, LAP1, LAP2, IDH1, MDH1, HK3, ME1, PGM). Das nove espécies estudadas, A. albitarsis de Maruanum-AP apresentou o maior polimorfismo (P = 53.8%). No entanto, A. darlingi de Macapá-AP mostrou maior heterozigosidade (Ho = 0,167 ± 0,071 e He = 0,173 ± 0,061). A análise da estrutura genética, com base nas estatísticas de Wright para as populações de A. albitarsis, A. darlingi e A. benarrochi mostraram que os locos apresentaram elevada estruturação genética (Fst = 0,082, Fst = 0,110 e Fst = 0,016, respectivamente). No entanto, a distância genética nas populações de A. darlingi, A. albitarsis e A. benarrochi mostrou grande similaridade. Considerando todas as populações das espécies analisadas, a distância genética foi maior, variando de 0,003 a 1,144. Os dados da região controle do DNA mitocondrial mostraram pouca diferença sendo observada variação na composição nucleotídica quanto ao conteúdo de adenina (A) e timina (T) nas espécies dos dois subgêneros. O subgênero Nyssorhynchus foi o que apresentou maior composição de A e T indicando maior polimorfismo, decorrente, possivelmente de uma maior taxa de mutação. A distância nucleotidica interespecífica variou de 0,6 a 44,2%, indicando maior divergência genética quando comparada aos dados isoenzimáticos. Os dados isoenzimáticos e do DNA mitocondrial das espécies estudadas mostraram que A. oswaldoi e A. rangeli foram as mais similares geneticamente.
Abstract: Nine species of Anopheles of the subgenera Nyssorhynchus and Anopheles were analysed using isoenzymatic markers and the DNA mitochondrial control region in order to ascertain the intra e inter-specific genetic differences that may be related to each species vectoring ability, and to try to understand the parental relationships among them. Eight systems (EST, LAP, IDH, MDH, HK, ME, PGM and PGI), in starch and starch-agarose gel with specific buffers and staining were employed for the isoenzymatic analysis. The findings revealed that of the 13 analysed loci, nine were polymorphic (EST1, EST5, LAP1, LAP2, IDH1, MDH1, HK3, ME1, PGM). Of the nine studied species, A. albitarsis from Maruanum presented the highest polymorphism (P = 53.8%). Nevertheless, A. darlingi from Macapá showed higher heterosygosity (Ho = 0.167 ± 0.071 and He = 0.173 ± 0.061). The genetic structure analysis, based on the Wright statistics for the populations of A. albitarsis, A. darlingi and A. benarrochi showed that the loci presented high genetic structuring (Fst = 0.082, Fst = 0.110 and Fst = 0.016, respectively). Nonetheless, the genetic distance in populations of A. darlingi, A. albitarsis and A. benarrochi showed great similarity. Considering all analysed species populations, the genetic distance was greater, ranging from 0.003 to 1.144. Mitochondrial DNA control region data showed little difference being variation observed on the nucleotidic composition as to the adenine (A) and timine (T) content in the species of the two subgenera. Subgenus Nyssorhynchus was the one presenting higher A and T composition indicating higher polymorphism, due possibly to a higher mutation rate. Inter-specifics nucleotidic distance ranged from 0.6 to 44.2%, indicating higher genetic divergence when compared with the isoenzymatic data. Mitochondrial DNA and isoenzymatic data from the studied species showed that A. oswaldoi and A. rangeli were the most genetically similar.
Palavras-chave: Anofelinos
Diferenciação genética
Isoenzimas
DNA mitocondrial
Amazônia
Área(s) do CNPq: PARASITOLOGIA::ENTOMOLOGIA E MALACOLOGIA DE PARASITOS E VETORES
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências Biológicas (Entomologia)
Citação: BORGES , Raquel. Diferenciação genética em espécies de Anopheles do Subgênero Nyssorhynchus e Anopheles da Amazônia brasileira, Com base em dados isoenzimáticos e do DNA mitocondrial. 2005. 145 f. Tese( Ciências Biológicas (Entomologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus 2005 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1915
Data de defesa: 20-Out-2005
Aparece nas coleções:Doutorado - ENT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Raquel Borges.pdf2,28 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons