Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1943
Tipo do documento: Dissertação
Título: Densidade populacional de hospedeiros e sua relação com prevalência e diversidade de parasitas causadores da malária aviária entre aves de sub-bosque na floresta amazônica
Autor: Oliveira, Carolina Schuch de 
Primeiro orientador: Ferraz, Gonçalo
Resumo: Este trabalho testou duas predições de correlação positiva entre densidade populacional de aves e duas métricas de infecção para malária aviária: prevalência e número de linhagens de parasitas. A prevalência mensura a proporção de indivíduos infectados na população de hospedeiros, enquanto o número de linhagens mensura a diversidade de parasitas. Para tal, nós estimamos a densidade populacional de doze espécies de aves de sub-bosque (sete Thamnophilidae e cinco Furnariidae) usando um modelo de marcação-recaptura espacialmente explícito, ajustado para dados de cinco meses de amostragem em uma floresta de terra firme próxima a Manaus (Amazonas, Brasil). Esta abordagem leva em consideração as movimentações dos indivíduos e a imperfeição do processo de amostragem, nos permitindo obter estimativas do número de indivíduos por unidade de área (densidade) com incertezas associadas, proporcionando uma visão mais acurada do sistema parasita-hospedeiro através da redução do viés amostral. Para estimar a prevalência e número de linhagens para cada espécie hospedeira, coletamos e analisamos amostras de sangue de indivíduos hospedeiros com ensaios de PCR (Polymerase Chain Reaction) e sequenciamento do DNA mitocondrial dos parasitas. Estas amostras são provenientes das mesmas aves capturadas para estimar a densidade de espécies. Nossos resultados não apoiaram as predições de relação positiva entre densidade do hospedeiro e as duas métricas de infecção. A ausência de relação entre abundância e prevalência reforça a ideia de que a transmissão indireta por vetores artrópodes evita que a raridade de hospedeiros e limita a prevalência. Por outro lado, a ausência de uma relação entre densidade e número de linhagens sugere que uma comunidade de parasitas em sua maioria generalistas é compartilhada com um amplo grupo de espécies.
Abstract: This work tested two predictions of positive correlation between birds population density and two metrics of avian malaria infection: prevalence and number of parasites lineages. Prevalence measures the proportion of infected individuals in the host population, while number of lineages measures the parasite diversity. For this, we estimated the population density of twelve Amazonian understory bird species (seven Thamnophilidae and five Furnariidae) using a spatially explicit mark-recapture model, fitted to five months of banding data in a upland forest site near Manaus (Amazonas, Brazil). This approach takes into account the individual moviments and the imperfection of sampling process, allowing us to obtain estimates of number of individuals per unit area (density) with associated uncertainties, providing a more accurate picture of a parasite-host system by reducing the sample bias. To estimate prevalence and number of lineages for each host species, we collected and analysed blood samples from host individuals with PCR assays and sequencing of the parasites’ mitochondrial DNA. These samples were taken from the same birds that appear in the mark-recapture data used for estimate species density. Our results didn’t support predictions of a positive relation between host abundance and the two metrics of infection. The absence of relation between abundance and prevalence reinforces the idea that indirect transmission by arthropod vectors prevents host rarity from limiting prevalence. On the other hand, the absence of a relation between density and number of lineages suggests that a community of mostly generalist parasites is shared by a wide group of species.
Palavras-chave: Aves de sub-bosque
Parasitas
Malária aviária
Área(s) do CNPq: ECOLOGIA::ECOLOGIA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: OLIVEIRA, Carolina Schuch de. Densidade populacional de hospedeiros e sua relação com prevalência e diversidade de parasitas causadores da malária aviária entre aves de sub-bosque na floresta amazônica. Manaus: [s.n.], 2015. 42 f.. Dissertação (Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1943
Data de defesa: 24-Ago-2015
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Carolina Schuch de Oliveira.pdf1,79 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons