Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1969
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorPereira, Fernanda Freda-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3840287057145385por
dc.contributor.advisor1Vogt, Richard Carl-
dc.contributor.advisor-co1Rezende, Cleiton Fantin-
dc.date.accessioned2016-01-04T19:09:17Z-
dc.date.issued2015-03-20-
dc.identifier.citationPEREIRA, Fernanda Freda. Comportamento de desova e paternidade múltipla em ninhos de "Podocnemis sextuberculata" (Testudines:Podocnemididae) na reserva biológica do rio Trombetas, Pará, Brasil. Manaus: [s.n.], 2015. 64 f.. Dissertação (Biologia de Água Doce e Pesca Interior) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.por
dc.identifier.urihttp://localhost:8080/tede/handle/tede/1969-
dc.description.resumoPodocnemis sextuberculata, da família Podocnemididae, é listada como espécie vulnerável (União Internacional para a Conservação da Natureza – IUCN), em grande parte devido ao consumo de seus ovos e adultos pela população humana. A ocorrência de posturas múltiplas de quelônios do gênero Podocnemis, inclusive de P.sextuberculata está documentada. Entretanto, as verificações diretas (captura-marcação-recaptura) referentes a este fato são raras, sendo na maioria das vezes relatadas de forma indireta, como a partir da análise das gônadas das fêmeas. A desova múltipla em quelônios é importante para a sobrevivência da prole. O sistema de acasalamento poliândrico e paternidade múltipla em tartarugas também consistem em uma importante estratégia de sobrevivência para a população, pois contribui para o aumento da heterozigosidade genética nas proles e promove maior variabilidade genética na população. O presente trabalho teve como objetivo analisar, diretamente, o comportamento de nidificação e a ocorrência de desovas múltiplas durante uma estação de desova de P.sextuberculata e seus efeitos ecológicos e genéticos na prole. A área deste estudo localiza-se na Reserva Biológica do Rio Trombetas, no município de Oriximiná, Pará, Brasil. Os ninhos foram amostrados na praia do Farias (1º15’S e 56º50’O), entre outubro e novembro de 2013. Durante a estação de nidificação, a praia foi monitorada das 19h às 7h do dia seguinte, durante aproximadamente 60 noites. Após a desova 10 fêmeas foram capturadas, medidas e amostras de sangue foram coletadas. Rádios transmissores foram colocados na porção superior das carapaças para observação dos próximos locais de desovas. Os ninhos foram marcados e, após o nascimento dos filhotes, dados referentes aos aspectos reprodutivos e uma amostra de sangue da veia femoral foram coletados. Utilizou-se seis locos heterólogos à espécie, cinco locos de P. unifilis e um loco de P. expansa para realização das análises de PCR (Reação em cadeia da Polimerase) e genotipagem. Não houve registro de uma segunda desova para nenhuma das fêmeas monitoradas. O tamanho das fêmeas (largura do rastro) foi significativamente menor (ANOVA; d.f. = 2,15; F=4,22, p < 0,05; Tukey: p < 0,05) no início da estação de desova (média=110mm ±8,4) quando comparada ao meio da estação de desova (média = 148mm ± 19). Não houve diferenças significativas entre o sucesso de eclosão (ANOVA; d.f. = 2,35; F = 0,85; p = 0,44) e o tamanho da ninhada (ANOVA; d.f. = 2,31; F = 0,29; p = 0,75) com relação aos diferentes períodos da estação de desova (início, meio e fim). O período de incubação dos ovos de P.sextuberculata foi em média 55 dias (50 – 73). O período de tempo em que os filhotes permaneceram nos ninhos após a eclosão foi, em média, 6 dias (2-14). Observamos uma forte sincronia entre a descida e a subida do nível das águas do rio com o período de desovas e nascimento dos filhotes, respectivamente. Analisamos todos os filhotes de 23 ninhos de P.sextuberculata, dos quais foram verificados 100% de paternidade múltipla. Em média foram encontrados seis pais por ninho. Não houve diferença significativa entre o número de pais encontrados e o período da estação de desova (Kruskal-Wallis; d.f. = 2; H = 2,193; p = 0,33). Não houve diferenças significativas entre o tamanho das fêmeas (Correlação de Spearman; rho = -0,10; p = 0,76) e o sucesso de eclosão (Correlação de Spearman; rho = 0,04; p = 0,85) em relação ao número de pais encontrados nos ninhos. Contudo, o tamanho da ninhada apresentou significativamente correlação positiva com o número de pais encontrados (Correlação de Spearman; rho = 0,47; p < 0,05).por
dc.description.abstractPodocnemis sextuberculata genus belongs to the family Podocnemididae is considered “Vulnerable” according to the International Union for Conservation of Nature - IUCN, largely due to the human harvest of their eggs and adults. Several studies reported the occurrence of multiple clutches of the turtles from the Podocnemis genus, including P. sextuberculata. However, direct observation (capture-mark-recapture) were not mad. Most studies report multiple clutches indirectly, through the analysis of gonads. Multiple clutches in turtles are considered important for the survival of the offspring. A polyandrous mating system and multiple paternity in turtles contributes to genetic heterozygosity in offspring and promotes greater genetic variability in the population. This study aims to analyze directly the nesting behavior and the occurrence of multiple clutches during a breeding season of P. sextuberculata as well as their ecological and genetic effects on the offspring. The study area is located in the Trombetas Biological Reserve, in the municipality of Oriximiná, Pará, Brazil. The nests were identified on the Farias Beach (1º15'S), from October to November 2013. During the nesting season, the beach was monitored from 1900h to 0700h for 60 nights. Females were captured, measured and blood samples collected after nesting. Radio transmitters were attached their carapaces to monitor their movements and potential nesting in nearby areas. The nests were marked. After the eclosion of the eggs, we collected data on reproductive characteristics. We also took a blood sample from the hatchling femoral vein. We used six primers from the studied species, five primers from P. unifilis and a primer from P. expansa to perform the PCR analysis (the Polymerase Chain Reaction) and genotyping. There were no reports of a second clutch for any of the females monitored in this study. Female size (track width) was significantly smaller (ANOVA; df = 2.15 F = 4.22, p < 0.05; Tukey: p <0.05) at the beginning of the breeding season (mean = 110mm ± 8.4) than in the middle of the breeding season (mean = 148mm ± 19). There were no significant differences between the hatching success (ANOVA; df = 2.35; F = 0.85; p = 0.44) and clutch size (ANOVA; df = 2.31; F = 0.29; p = 0.75) for the different periods of the breeding season (beginning, middle and end). Mean incubation time was 55 days (50 - 73). The hatchling remained in the nest after hatching for a mean of 6 days (2-14). We observed a strong synchronization between the descent and the ascent of the river water level with the nesting 11 and hatching period, respectively. We analyzed all hatchlings from 23 nests, and confirmed multiple paternity in 100% of the sample. There was a mean of six fathers per nest. There were no significant difference between the number of parents and the period of the nesting season (Kruskal-Wallis; df = 2, H = 2.193, p = 0.33). There were also no significant differences between the relative size of females (Correlation of Spearman; rho = -0.10; p = 0.76) and the hatching success (Correlation of Spearman; rho = 0.04; p = 0.85) compared with the number of males fathering the clutch. However, clutch size was significantly related to the number of father found (Correlation of Spearman; rho = 0.47; p < 0.05).eng
dc.description.provenanceSubmitted by Dominick Jesus (dominickdejesus@hotmail.com) on 2016-01-04T19:09:17Z No. of bitstreams: 2 Dissertação_Fernanda Freda Pereira.pdf: 1466064 bytes, checksum: 17d5801bfa02aff54729767620ca3a32 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-01-04T19:09:17Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação_Fernanda Freda Pereira.pdf: 1466064 bytes, checksum: 17d5801bfa02aff54729767620ca3a32 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Previous issue date: 2015-03-20eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPqpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazôniapor
dc.publisher.departmentCoordenação de Pós Graduação (COPG)por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsINPApor
dc.publisher.programBiologia de Água Doce e Pesca Interiorpor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/-
dc.subjectQuelôniospor
dc.subjectComportamento reprodutivopor
dc.subject.cnpqZOOLOGIA::COMPORTAMENTO ANIMALpor
dc.titleComportamento de desova e paternidade múltipla em ninhos de "Podocnemis sextuberculata" (Testudines:Podocnemididae) na reserva biológica do rio Trombetas, Pará, Brasilpor
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Mestrado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Fernanda Freda Pereira.pdf1,43 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons