Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/1995
Tipo do documento: Dissertação
Título: Simulação da dinâmica espacial do desmatamento na área dos municípios sob influência direta da ponte do Rio Negro, Amazonas
Autor: Ramos, Camila Julia Pacheco 
Primeiro orientador: Fearnside, Philip Martin
Primeiro coorientador: Graça, Paulo Maurício Lima de Alencastro
Resumo: A região do “Arco do Desmatamento” tem sua configuração associada à facilidade de acesso via terrestre dos grandes mercados consumidores do Sudeste e do Sul do Brasil. Na ausência deste acesso, a Amazônia Ocidental, e mais especificamente o Estado do Amazonas, ainda apresenta grandes áreas de floresta amazônica. Todavia, a construção da Ponte do Rio Negro, entre Manaus e Iranduba, pode abrir novas fronteiras para o desmatamento. Essa é uma obra que interliga Manaus, maior centro econômico da Amazônia brasileira, a uma região com grandes áreas de floresta. Esse trabalho buscou avaliar a influência direta da Ponte do Rio Negro de infraestrutura em relação à evolução da dinâmica espacial de desmatamento na área da margem direita do rio Negro, nos municípios de Iranduba, Manacapuru e Novo Airão. Através da simulação do cenário Sem Ponte (SP) e do cenário Ponte do Rio Negro (PRN), com o modelo AGROECO, simulou-se a mudança de cobertura da terra do período de 2014 a 2025. As taxas históricas de desmatamento foram consideradas como premissa para cada cenário. Para o cenário PRN considerou-se o histórico de desmatamento do período de início da construção da ponte (2008) até 2012, e para o cenário SP o período de 2003 até 2007. O resultado obtido quanto à quantidade de desmatamento entre 2013 e 2025 para o total da área de estudo foi 19.650 ha no cenário PRN e 15.393 ha no cenário SP, ou seja, 27,7% mais desmatamento poderá ocorrer nesse período no cenário com a ponte. Considerando somente os municípios de Iranduba e Manacapuru, que apresentaram aumento do desmatamento no cenário Ponte do Rio Negro, o acréscimo foi de 33,4% nesse cenário. A distribuição espacial em ambos cenários foi muito similar, entretanto uma diferença foi encontrada ao redor da rodovia AM-352, que recorta a região Oeste do município de Iranduba. Os cenários simulados demonstraram o potencial de mudança da distribuição do desmatamento na margem direita do rio Negro como efeito da ponte. A metrópole Manaus encontra-se em fase de expansão horizontal de sua mancha urbana, aumentando em muito o interesse nas terras do lado direito do rio Negro. Áreas antes de difícil acesso agora podem sofrer mais pressão e serem mais desmatadas.
Abstract: Brazil’s “Arc of Deforestation” has its configuration tied to ease of access to large consumer markets in the Southeast and South regions of the country. In the absence of such access, Western Amazonia, and more specifically Amazonas State, still retains large areas of Amazon forest. However, the construction of the Negro River Bridge, between Manaus and Iranduba, could open new frontiers for deforestation. This bridge connects Manaus (the largest economic center in the Brazilian Amazon) to a region with large areas of standing forest. The present study sought to assess the direct influence of this infrastructure on changes in the spatial dynamics of deforestation on the right bank of the Negro River in the municipalities of Iranduba, Manacapuru and Novo Airão. Using the AGROECO model, land-cover change was simulated from 2014 to 2025 in a No Bridge Scenario (NB) and a Negro River Bridge Scenario (NRB). Historical deforestation rates were used as the premise for each scenario. For the PRN scenario, the historical rates referred to the period from the beginning of bridge construction (2008) until 2012, and for the SP scenario the 2003 to 2007 period was used. The result obtained for the amount of deforestation between 2013 and 2025 in the total three-municipality study area was 19,650 ha in the NRB scenario and 15.393ha in the NB scenario, that is, 27.7% more deforestation occurred over this period in the scenario with the bridge. Considering only the municipalities of Iranduba and Manacapuru, where deforestation increased in the Negro River Bridge scenario, the increase was 33.4% in this scenario. The spatial distribution in both scenarios was very similar, but a difference was found along the AM-352 Highway that, cuts through the western side of the municipality of Iranduba. The simulated scenarios demonstrated the potential for changes in the distribution of deforestation on the right bank of the Negro River as a result of the bridge. The metropolis of Manaus is in a phase of rapid horizontal expansion, thus greatly increasing interest in the land on the other side of the Negro River. Areas that were previously difficult to access may now be exposed to more pressure and deforestation.
Palavras-chave: Desmatamento
urbanização
Área(s) do CNPq: ECOLOGIA::ECOLOGIA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: RAMOS, Camila Julia Pacheco. Simulação da dinâmica espacial do desmatamento na área dos municípios sob influência direta da ponte do Rio Negro, Amazonas. Manaus: [s.n.], 2015. viii, 41 f.. Dissertação (Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1995
Data de defesa: 14-Ago-2015
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Camila Julia Pacheco Ramos.pdf2,51 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons