Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2036
Tipo do documento: Tese
Título: Cladóceros (Crustacea: Anomopoda e Ctenopoda) associados a diferentes hábitats de um lago de águas pretas da Amazônia Central (Lago Tupé, Amazonas, Brasil)
Autor: Ghidini, André Ricardo 
Primeiro orientador: Silva, Edinaldo Nelson dos Santos
Resumo: Nos últimos anos um grande número de estudos passaram a enfocar a região litorânea dos ambientes dulcícolas, especialmente porque o crescente conhecimento sobre esta região apontam para uma alta produtividade, complexidade de hábitats e nichos ecológicos e alta diversidade. Entre os cladóceros (Crustacea, Anomopoda e Ctenopoda) a maioria das espécies já descritas é exclusivamente bentônica habitando principalmente a região litorânea, porém os estudos enfocando este grupo foram tradicionalmente executados na região limnética, enfocando apenas os organismos planctônicos. Na Bacia Amazônica os registros de cladóceros bentônicos são escassos e poucos estudos deram destaque para este grupo de organismos. Em lagos de água preta, a região litorânea é bastante diferenciada, especialmente pela falta de macrófitas aquáticas flutuantes e pelo alagamento da floresta de igapó e da serapilheira de fundo, o que constitui hábitats diferenciados. No lago Tupé esta diferenciada zona litorânea não é permanente, estando presente apenas durante o período de águas altas, sendo que na seca as margens desse lago são predominantemente arenosas e o lago constitui um sistema tipicamente limnético. O objetivo deste estudo foi determinar a composição, riqueza de espécies e diversidade de cladóceros associados a diferentes hábitats do lago Tupé, e a variação destes atributos ao longo do ciclo hidrológico. Os hábitats examinados foram: região limnética e fundo do lago, bancos da macrófita aquática Utricularia foliosa e a zona litorânea, constituída pela zona da margem e zona da serapilheira. As amostragens foram realizadas nestes hábitats nos meses de abril, junho, setembro, outubro e novembro/08 e fevereiro/09, obtendo-se dados qualitativos e quantitativos. Um total de 76 espécies foram registradas, sendo a maioria (40 espécies) da família Chydoridae. As espécies mais frequentes deste estudo foram Bosminopsis deitersi, Ceriodaphnia cornuta, Ilyocryptus spinifer, Diaphanosoma polyspina, Alonella dadayi, Alonella clathratula, Ephemeroporus barroisi, Bosmina longirostris, Bosmina hagmanni e Alonella n.sp. As maiores riqueza de espécies foram observadas na zona de serapilheira (S=64), nos bancos de utriculária (S=50) e na zona da margem (S=39). Um total de 25 espécies foi observada na região limnética e 16 na região profunda do lago Tupé. De maneira geral, a riqueza de espécies é maior durante o período de águas altas, quando a floresta de igapó estava alagada e os bancos da utriculária eram presentes. As espécies observadas neste período desaparecem do lago e não são observadas durante o período de águas baixas, quando apenas a região limnética e profunda do lago contribuem para a diversidade no local. Foi observado também que com o início de um novo ciclo de inundação, as espécies de cladóceros associadas a zona litorânea e bancos de utriculária se reestabelecem evidenciando a adaptação destes organismos a variação do nível da água provocada pelo pulso de inundação do Rio Amazonas, o qual afeta a disponibilidade de habitat para estes organismos.
Abstract: In the past years, a great number of studies focused on the littoral of lakes and reservoir, especially because the growing knowledge about this region indicates high productivity, habitat and niche complexity and high diversity. Among the cladocerans (Crustacea, Anomopoda and Ctenopoda), the majority of the described species are typically benthonic, living primarily in the littoral region, but studies focusing on this group were traditionally executed in the limnetic compartment. In the Amazon basin, the records of benthic cladocerans are scarce and few studies focused this group of animals. The littoral zone of black water lakes can be peculiar, due to the lack of floating meadows and the flooding of the “igapó” forest and leaf litter, all of them which constitutes different habitat to cladocerans. In Tupé lake, this differentiated littoral zone can be found only during the high water phase, and during the low water phase the littoral of the lake is composed only of sandy beaches and the lake is mainly a limnetic system. The purpose of the study was to determine the composition, species richness and diversity of cladocerans associated with different habitats in Tupé lake and the variation of these attributes throughout the hydrological cycle. The habitats examined were: the limnetic region, bottom of the lake, Utricularia foliosa‟s stands and the littoral zone (subdivided into margin and leaf litter). Quantitative and qualitative samples were taken in April, June, September, October and November/08 and February/09. A total of 76 species of cladocerans was recorded, and most of them belong to the Chydoridae. The most frequent species were Bosminopsis deitersi, Ceriodaphnia cornuta, Ilyocryptus spinifer, Diaphanosoma polyspina, Alonella dadayi, Alonella clathratula, Ephemeroporus barroisi, Bosmina longirostris, Bosmina hagmanni and Alonella n.sp. The highest species richness were observed in leaf litter (S=64), followed by the U. foliosa‟s stands (S=50) and the margin (S=39). A total of 25 species was recorded in the limnetic zone, while 16 cladocerans were registered near the bottom of the lake.In general, species richness were higher in the high water phase, when the “igapó” was flooded and the U. foliosa‟s stands were present. The species observed in this period were not recorded in the low water phase, in which the limnetic region contributed mainly to the lake‟s cladocerans diversity. It was observed also that with the beginning of the flooding cycle, the species that inhabited the littoral and the macrophytes stands were registered again, demonstrating that these organisms are adapted to the changes in habitat availability promoted by the Amazonas river floodpulse.
Palavras-chave: Cladocera
Crustáceos
Ecologia de comunidades
Área(s) do CNPq: ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: GHIDNI, André Ricardo. Cladóceros (Crustacea: Anomopoda e Ctenopoda) associados a diferentes hábitats de um lago de águas pretas da Amazônia Central (Lago Tupé, Amazonas, Brasil). Manaus: [s.n.], 2011. xvi, 127 f.. Tese (Biologia de Água Doce e Pesca Interior) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2036
Data de defesa: 14-Jun-2011
Aparece nas coleções:Doutorado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_André Ricardo Ghidini.pdf3,31 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons