Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2074
Tipo do documento: Tese
Título: Sistemática de Chironomidae (Insecta: Diptera) associados a esponjas de água doce.
Autor: Fusari, Lívia Maria 
Primeiro orientador: Hamada, Neusa
Primeiro coorientador: Roque, Fabio de Oliveira
Resumo: Os primeiros registros da associação entre Chironomidae e esponjas datam do inicio do século XX com Xenochironomus Kieffer e Demeijerea Kruseman na América do Norte. Desde então, poucas espécies desses gêneros foram descritas e somente nos últimos seis anos, espécies de outro gênero, Oukuriella Epler, foram relatadas como habitantes de esponjas de água doce, na região Neotropical. Neste trabalho, apresentamos uma revisão do conhecimento sobre Chironomidae em esponjas de água doce e adicionamos novas informações taxonômicas e ecológicas sobre esses insetos. No Brasil, até o momento, apenas dois gêneros foram observados em associação com esponjas de água doce, Xenochironomus e Oukuriella. O primeiro gênero tem distribuição mundial e apresentava diversas espécies com descrições deficientes, sendo que algumas delas nunca haviam sido ilustradas. Nesse estudo, foi feita uma revisão das espécies reconhecidas nesse gênero, incluindo redescrições de algumas delas e a descrição de seis espécies novas* (Xenochironomus etiopensis sp. n., X. amazonensis sp. n., X. grini sp. n., X. mendesi sp. n., X. alaidae sp. n. e X. martini sp. n.). Oukuriella apresenta espécies com larvas associadas a esponjas ou a troncos e, foi coletado com freqüência durante o desenvolvimento desse estudo. Como resultado, seis espécies novas* desse gênero foram descritas para o Brasil (Oukuriella matogrossensis sp. n., O. digita sp. n., O. minima sp. n., O. baiana sp. n., O. rimamplusa sp. n., O. pinhoi sp. n.). Como algumas das espécies descritas apresentaram larvas associadas a esponjas de água doce, foi realizada uma análise filogenética para testar a hipótese que espécies que habitam esponjas comporiam um grupo monofilético. As espécies cujas larvas habitam esponjas foram agrupadas, entretanto, permanecem ainda vários desafios para compreendermos melhor as relações entre as espécies desse gênero. Entre esses desafios, podemos citar a falta de conhecimento sobre todos os estágios de vida, em especial dos imaturos, e a dificuldade de obtenção dos espécimes e de determinar a associação com esponjas, uma vez que a criação desses imaturos em condições de laboratório é difícil.
Abstract: The first reports of Chironomidae in sponges date from the beginning of the 20 th century, beginning with Xenochironomus Kieffer and Demeijerea Kruseman in North America. Since then, few species in these genera have been described and it was not until 2004 that a species in another genus (Oukuriella Epler) was reported as having larvae living in freshwater sponges in the Neotropical region. In this study, we review current knowledge of Chironomidae in freshwater sponges and add new taxonomic and ecological information on these insects. In Brazil, only two genera have so far been observed in association with freshwater sponges: Xenochironomus and Oukuriella. The first of these genera has a world-wide distribution and had many species with deficient descriptions, with some of the species never having been illustrated. In this study, a revision of the recognized species in this genus was made, including re-description of several species and the description of six new species* (X. etiopensis sp. n., X. amazonensis sp. n., X. grini sp. n., X. mendesi sp. n., X. alaidae sp. n., X. martini sp. n.). Oukuriella has species with larvae associated with the sponges or with logs, and this genus was collected frequently during the course of this study. As a result, six new species* in this genus are described for Brazil (O. matogrossensis sp. n., O. digita sp. n., O. minima sp. n., O. baiana sp. n., O. rimamplusa sp. n., O. pinhoi sp. n.). Since some of the described species had larvae associated with freshwater sponges, a phylogenetic analysis was carried out to test the hypothesis that species that inhabit sponges constitute a monophyletic group. The species whose larvae inhabit sponges were grouped together, but challenges still remain to better understand the relations among the species in this genus. Among these challenges are the lack of knowledge of all life- history stages, especially the immatures, and the difficulty of obtaining specimens and determining the association with sponges because rearing the immatures under laboratory conditions is difficult.
Palavras-chave: Chironomidae
Taxonomia de insetos
Esponjas de água doce
Área(s) do CNPq: ZOOLOGIA::ZOOLOGIA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências Biológicas (Entomologia)
Citação: FUSARI, Lívia Maria. Sistemática de Chironomidae (Insecta: Diptera) associados a esponjas de água doce. Manaus: [s.n.], 2010. xvii, 156 f.. Tese (Ciências Biológicas (Entomologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2074
Data de defesa: 18-Mai-2010
Aparece nas coleções:Doutorado - ENT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_Lívia Maria Fusari.pdf8,91 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons