Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2096
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo da associação entre material particulado emitido em queimadas e doenças respiratórias no município de Manaus, AM
Autor: Andrade Filho, Valdir Soares de 
Primeiro orientador: Artaxo Neto, Paulo Eduardo
Primeiro coorientador: Hacon, Sandra de Souza
Resumo: A região amazônica tem sofrido nas últimas décadas mudanças no padrão de uso do solo através do intenso processo de ocupação humana. Estas alterações no uso do solo são responsáveis por emissões significativas de partículas de aerossóis para a atmosfera que, através das queimadas, exercem uma série de efeitos diretos e indiretos no clima e funcionamento do ecossistema amazônico e à saúde das populações. A Amazônia é caracterizada por apresentar baixas concentrações de aerossóis durante a estação chuvosa, com uma média de PM 10 de 10 μg/m3 em maior parte da região. Em nítido contraste, durante a estação seca, concentrações acima de 400 μg/m3 aproximadamente são mensuradas nas porções sul e leste da Bacia Amazônica. O efeito da exposição às altas cargas de aerossóis sobre saúde é significativo. Outro importante processo que ocorre agora na Amazônia é a urbanização, com a cidade de Manaus em rápido crescimento populacional, nas últimas décadas. Atualmente possui uma população de 1.802.525 habitantes, na qual 99.4% vivem em área urbana. O estudo teve como objetivo investigar a associação da exposição ao material particulado fino (PM 2.5 ) emitido em queimadas de biomassa e as internações hospitalares em crianças menores de 9 anos de idade por doenças respiratórias (DRs), no município de Manaus, Amazonas, no período de 2002 a 2009. Os dados de PM 2.5 foram estimados pelo uso do sensor MODIS, através de estimativas de Aerosol Optical Depth (AOD) em 550 nm. Os dados de PM 2.5 foram derivados pelo AOD – MODIS utilizando relações obtidas em vários sítios da Amazônia, onde dados do AERONET e AOD – MODIS foram obtidos em paralelo com medidas de PM 2.5 . Dados de internação hospitalar foram obtidos pelo banco de dados do Sistema Único de Saúde (SUS – DATASUS). Métodos estatísticos foram utilizados, com correlação de Pearson e regressão linear múltipla entre as variáveis. Valores significativos foram considerados com o p-valor < 0.05. Observou-se que as internações hospitalares de crianças por doenças respiratórias, em Manaus, podem estar mais associadas às condições meteorológicas e de umidade, do que em relação à exposição dos aerossóis emitidos em focos de queimadas da região. Foi observado que a região de Manaus apresenta baixas concentrações de PM 2.5 , quando comparada com a porção sul da região Amazônica. A média anual dos níveis de PM 2.5 variaram entre 14 a 17 μg/m3, um pouco acima do padrão de qualidade do ar, recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 10 μg/m3 anuais. Ao longo dos anos, os meses entre Agosto e Novembro (período seco da região; estação de queimadas), apresentaram os maiores níveis médios de PM 2.5 , estimados entre 18 a 23 μg/m3. As maiores taxas de internações foram observadas durante a estação chuvosa, entre Março e Junho, sendo Abril o mês de maior média, com 2,51/1000 crianças. Manaus está localizada em uma área de clima tropical chuvoso e apresenta em suas características meteorológicas normais condições de tempo sempre úmidas, com médias mensais de umidade relativa que variaram acima de 71%, durante o período de estudo. Observou-se associação positiva significativa entre as internações e a umidade relativa (R=0,126; p-valor=0,005), ao passo que a associação entre internações com PM 2.5 mostrou-se negativa e estatisticamente significativa (R=-0,168; p-valor=0,003). O R2 do modelo final (Y = 18,87 – 1,66X 1 + 1,97X 2 – 0,21X 3 ) explicou em cerca de 5% as internações por DRs em crianças residentes em Manaus, considerando as variáveis independentes estatisticamente significativas (PM 2.5 , umidade e precipitação, respectivamente).
Abstract: The Amazon region has suffered in recent decades changes in the pattern of land use through the intense human occupation. These changes in land use are responsible for significant emissions aerosol particles to the atmosphere that, through the biomass burning, performing a series of direct and indirect effects on the climate and functioning of the Amazon ecosystem and the health of populations. Amazonia is characterized by very low aerosol concentrations during the wet season, with an average PM 10 of 10 μg/m3 for most of the region. In sharp contrast, during the dry season, concentrations up to about 400 μg/m3 are measured in the Southern and Eastern part of the Amazon basin. The health effect of exposure to such high aerosol loading is significant. Another important process occurring now in Amazonia is urbanization, with the city of Manaus growing fast in population, in the last decades. Currently has a population of 1.802.525 inhabitants, of which 99.4% lives in the in urban area. The objective of the study was to investigate the association of exposure to fine particulate matter (PM 2.5 ) emitted in biomass burning and hospitalizations in children under 9 years age by respiratory diseases (RDs), in Manaus, Amazonas, in the period 2002 to 2009. The data for PM 2.5 were estimated by using the MODIS sensor, with Aerosol Optical Depth (AOD) at 550 nm estimation. PM 2.5 were derived from MODIS AOD using relationships obtained for several sites in Amazonia were AERONET and MODIS AOD were obtained in parallel with PM2.5 measurements. Hospitalization data were obtained from Sistema Único de Saúde database (SUS – DATASUS). Statistical methods were used, with Pearson correlation and multiple linear regression between variables. Significant values were considered with a p-value < 0.05. It was observed that hospital admissions for respiratory diseases in children, in Manaus, may be more related to weather and humid air conditions, than from exposure to aerosols from biomass burning in the region. It was observed that the region of Manaus shows quite low PM 2.5 concentrations, when compared to the Southern Amazonian region. The annual average of PM 2.5 levels ranged from 14 to 17 μg/m3, just above the air quality standard recommended by World Health Organization (WHO) on 10 μg/m3 annually. Over the years, the months between August and November (dry period in the region; burning season), had the highest average levels of PM 2.5 , estimated between 18 to 23 μg/m3. The highest rates of hospitalization were observed during the rainy season, between March and June, and April was the month of highest average, with 2,51/1000 children. Manaus is located at a wet tropical climate area and presents almost always humid air in its weather normal conditions, with an average relative humidity always above 71%, during the study period. It was observed a positive association between hospital admissions and relative humidity (R=0,126; p-value=0,005), while the association between admissions and PM2.5 was negative and statistically significant (R=-0,168; p-valor=0,003). The R2 of the final model (Y = 18,87 – 1,66X 1 + 1,97X 2 – 0,21X 3 ) explained in about 5% of hospitalizations of RDs in children living in Manaus, considering the independent variables statistically significant (PM2.5, humidity and precipitation, respectively).
Palavras-chave: Material particulado
Queimadas
Doenças respiratórias
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Clima e Ambiente (CLIAMB)
Citação: ANDRADE FILHO, Valdir Soares de. Estudo da associação entre material particulado emitido em queimadas e doenças respiratórias no município de Manaus, AM. Manaus: [s.n.], 2011. xiii, 86 f.. Dissertação (Clima e Ambiente (CLIAMB)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2096
Data de defesa: 13-Abr-2011
Aparece nas coleções:Mestrado - CLIAMB

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Valdir Soares de Andrade Filho.pdf8,02 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons