Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2138
Tipo do documento: Dissertação
Título: Caracterização das respostas comportamentais, por meio de Descargas do Órgão Elétrico (DOEs), de duas linhagens de peixes elétricos do gênero Microsternarchus (Gymnotiformes) quando expostas a diferentes regimes de sinais interferentes
Autor: Petersen , Thiago Alexandre 
Primeiro orientador: Gomes, José Antônio Alves
Resumo: Gymnotiformes é uma ordem de peixes unicamente presentes na região neotropical, tendo o ápice de sua diversidade concentrado na região amazônica. A característica mais marcante deste grupo é a sua capacidade de gerar e perceber campos elétricos, sendo que, em conjunto, compõem o Sistema Eletrogênico e Eletrosensório. As descargas de Órgão Elétrico (DOE) são altamente precisas e coordenadas por um Núcleo Marca-passo (NM) presente na medula do peixe que, por sua vez, recebe informações para aumentar ou diminuir seu ritmo de outras duas regiões cerebrais. Em peixes elétricos, o comportamento de Jamming Avoidance Response (JAR) ocorre quando existe uma interferência entre as DOEs, levando os indivíduos envolvidos a se adaptar ao sinal interferente. Microsternarchus é um gênero da ordem Gymnotiformes, supostamente monotípico, classificado como peixe elétrico pulsador, apresentando pelo menos 4 linhagens e outras 8 sub-linhagens com elevadas diferenças moleculares. No presente trabalho foram realizados experimentos para se analisar e comparar o JAR e outras modulações da DOE entre duas linhagens de Microsternarchus. Não foram encontradas linhagens distintas entre os peixes experimentados, apenas sub-linhagens da linhagem C. Os resultados mostraram que as sub-linhagens se diferenciam em suas DOEs e mesmo em seus modelos de JARs. As principais diferenças entre as sub-linhagens foram vistas nas variáveis relacionadas às frequências, além de que machos apresentaram maior número de chirps e algumas fêmeas apresentaram interrupções abruptas em suas DOEs. Foram então relatados e descritos comportamentos de fase e de frequência para o JAR dos indivíduos experimentados, sendo estes comparados aos modelos experimentais realizados. Por fim, as modulações da DOE observadas foram relacionadas à neurofisiologia do controle do NM de outras espécies de Gymnotiformes. Concluiu-se, que: as linhagens, assim como o sexo, apresentam algumas diferenças mensuráveis em seus modelos de JARs; que o gênero estudado apresenta características em comum no JAR e nas suas modulações com outros gêneros da ordem Gymnotiformes; e que o gênero estudado compartilha, em parte, mecanismos de controle do NM com outros gêneros de peixes elétricos pulsadores e até mesmo onduladores.
Abstract: Gymnotiformes is a fish order only present in the neotropical region, with the highest biodiversity in the amazon region. The most striking feature of this this group is the ability to generate and distinguish electric fields which working together make the Electrogenic and Electrosensory System. The Electric Organ Discharge (EOD) are highly accurate and coordinated by a Pacemaker Nucleus (PN) present in the fish’s medulla, which receives input to slow down or rise up your rhythm from two another brain regions. In electric fishes, the Jamming Avoidance Response (JAR) behavior begins when there is interference between the EOD signals, leading the individuals involved to adapt to the interfering signal. Microsternarchus is a fish genus from the order Gymnotiforms, presumably monotypic, classified how a pulse-electric-fish with at least 4 lineages and 8 sub-lineages with high molecular differences. In the presente study experiments to analyse and compare the JAR and other EOD modulations between two Microsternarchus lineages were been performed. No distinct lineages were be found among the tested fishes, only sub-lineages from the C lineage. The results suggest the two sub-lineages have diferences on your EODs and in your JAR models. The main differences between the sub-lineages were see in the frequencies related variables, males had higher number of chirps and some females showed abrupt interruptions in your EODs. This phase and frequency behaviours were then reported and described to the tested fishes in presence of interference stimulus and compared with the experimental models performed. Finally, the EOD modulations observed were been related to the neurophysiology of the PN from other species of Gymnotiforms. Conclusions: the lineages, as well as sex, have some measurable differences in their JAR models; the genus from this study presents a common JAR and EOD modulations to other genus from the order Gymnotiforms; and possibly share, in part, a PN control mechanisms with another pulser electric fishes and even wave electric fishes.
Palavras-chave: Peixe elétrico
Gymnotiformes
Modulação de DOE
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: Petersen , Thiago Alexandre. Caracterização das respostas comportamentais, por meio de Descargas do Órgão Elétrico (DOEs), de duas linhagens de peixes elétricos do gênero Microsternarchus (Gymnotiformes) quando expostas a diferentes regimes de sinais interferentes. 2013. 97f.. Dissertação( Biologia de Água Doce e Pesca Interior) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus,2013 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2138
Data de defesa: 14-Ago-2013
Aparece nas coleções:Mestrado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Thiago_Petersen_versao_final.pdf4,25 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons