Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2148
Tipo do documento: Dissertação
Título: Os parasitos de peixes de igarapés da reserva florestal Ducke, Manaus, AM
Autor: Anjos, Camila Saraiva dos 
Primeiro orientador: Malta, José Celso de Oliveira
Resumo: Pequenos peixes de igarapés das florestas de terra firme representam pelo menos metade da diversidade da ictiofauna sul-americana. No entanto, estes peixes são pouco estudados e, para a maioria das espécies, seus parasitos ainda são desconhecidos ou não descritos. Neste estudo 190 peixes pertencentes a 26 espécies, coletadas em igarapés da Reserva Florestal Ducke foram examinados a fim de identificar seus parasitos. As coletas foram realizadas entre janeiro e setembro de 2011, com uma única coleta realizada em cada igarapé. Seis pontos de amostragem (igarapés) foram escolhidos, sendo três em cada lado do platô que divide a reserva. Os pontos foram georeferenciados e as variáveis ambientais como temperatura da água, pH, largura média do canal, profundidade, velocidade da correnteza média e substrato foram medidos. Os peixes foram identificados, medidos e necropsiados, a fim de coletar os seus parasitos. A abundância e diversidade de peixes coletados variou entre córregos, bem como a quantidade de parasitos encontrados (N = 1608). Dos cinco grupos de parasitos coletados, Nematoda foi o mais abundante com 972 exemplares. O órgão mais parasitado foi a bexiga natatória. A prevalência de infestação abundância média e intensidade média tiveram grande variação entre as espécies de peixes e entre os grupos taxonômicos das duas bacias de drenagem. Uma relação negativa e significativa entre a prevalência de parasitismo e o tamanho dos peixes foi encontrada (r = -0,45, P = 0,03). No entanto, não houve relação significativa entre a abundância de parasitos e o tamanho dos peixes (r = 0,18, P = 0,37). Peixes de riacho da Reserva Florestal Ducke abrigam uma fauna de parasitos diversa, com diversas espécies não descritas, sendo um importante contribuinte para o conhecimento da relação parasito-hospedeiro na Amazônia.
Abstract: Small fishes from streams the upland forests represent at least half of the South American ichthyofauna diversity. However, these fishes are poorly studied and, for the majority of species, their parasites are still unknown or not described. In this study 190 fishes belonging to 26 species from Reserva Florestal Ducke were examined in order to identify their parasites. Fishes were captured between January and September 2011 with one single collection conducted in each stream, totaling six. Sampling locations are chosen in order to include three streams from both drainage areas on each side of the plateau which divides the reserve. All streams were georeferenced and environmental variables such as water temperature, pH, average channel width, depth, average current velocity and substrate were measured. Fishes were identified, measured, and necropsied in order to collect their parasites. The abundance and diversity of fishes collected (N = 190) ranged among streams, as well as the amount of parasites found (N = 1608). From the five groups of parasites collected, Nematoda was the most abundant with 972 individuals. The most common organ site of infestation was the swim bladder. The prevalence of infestation, mean abundance and mean intensity had great variation among fish species and taxonomic groups between the two watersheds. A significant negative relationship between parasite prevalence and fish standard length was found (r = - 0.45, P = 0.03). However, there was no significant relationship between the parasite abundance and the fish standard length (r = 0.18, P = 0.37). Stream fishes from Reserva Florestal Ducke host a diverse parasite fauna, where many species have not been described, being an important contribution for the knowledge of the parasite-host relationship in the Amazon.
Palavras-chave: Parasitos de peixes
Igarapé
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: Anjos, Camila Saraiva dos. Os parasitos de peixes de igarapés da reserva florestal Ducke, Manaus, AM. 2012.113 f.. Dissertação( Biologia de Água Doce e Pesca Interior) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus,2012 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2148
Data de defesa: 14-Ago-2012
Aparece nas coleções:Mestrado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Camila FINAL MESTRADO BADPI.pdf11,04 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons