Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2155
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorAntunes , Ana Carolina-
dc.contributor.advisor1Barnett, Adrian A.-
dc.contributor.advisor-co1Baccaro, Fabrício-
dc.date.accessioned2016-08-26T19:30:41Z-
dc.date.issued2016-05-09-
dc.identifier.citationAntunes , Ana Carolina. Interação entre vertebrados e frutos/sementes em uma floresta de igapó na Amazônia central. 2016. 72 f.. Dissertação( Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus,2016 .por
dc.identifier.urihttp://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2155-
dc.description.resumoEm florestas de igapó, a dinâmica da água durante a vazante dos rios é responsável pela formação de agregados de sementes. As interações animal-planta que ocorrem nesse ambiente, bem como a influência dos agregados de sementes na ocorrência de vertebrados frugívoros e granívoros são desconhecidas. Este trabalho está dividido em dois capítulos e investigamos i) a possível interação entre roedores e frutos/sementes baseado na dimensão das mordidas deixadas nos frutos e ii) o papel dos agregados de sementes no uso do habitat por espécies de vertebrados em uma área de floresta de Igapó, no Parque Nacional do Jaú. Roedores possuem dentição altamente especializada, e as dimensões dos incisivos são características para cada espécie. No capítulo um, testamos uma metodologia raramente utilizada: usamos as marcas deixadas pelos dentes incisivos de roedores em frutos e sementes para a identificação desses consumidores. A largura das marcas dos incisivos, feitas em blocos Plasticine ™ utilizando crânios de coleções de museus, foram comparadas com as marcas deixadas em frutos e sementes coletados em campo. Foi confirmada a existência de relação alométrica entre a largura dos incisivos e o tamanho do corpo. Além disso, frutos maiores e mais duros mostraram marcas de mordidas maiores em comparação com frutos/ sementes menores e macios, indicando a importância do tamanho do fruto e dureza na seleção do item pelo roedor. Baseado nas medidas de largura dos incisivos, os resultados também mostraram que os frutos/ sementes menores são usados por um menor número de espécies de roedores, em comparação com frutos de tamanho maior, sendo estes mais susceptíveis ao consumo. Devido à sobreposição no tamanho do corpo das espécies, este método não proporcionou identificações precisas dos roedores que consomem itens específicos, mas em média reduziu o conjunto das prováveis espécies em 46%. Quando utilizado paralelamente a outros métodos, esta técnica é viável devido ao fácil uso e baixo custo. No capítulo dois, utilizei armadilhas fotográficas em áreas com e sem a presença dos agregados de sementes, para avaliar a possível relação entre esses locais de acúmulo e a presença de espécies de aves e mamíferos. Foi observado que a presença dos agregados não está relacionada com maior ocorrência da assembléia de vertebrados. No entanto, há uma relação positiva entre a ocorrência de predadores e a distribuição espacial da assembléia de vertebrados, demonstrando que esses predadores podem estar seguindo suas presas potenciais no igapó não inundado. A ocorrência generalizada destes animais pelo igapó, não apenas concentrando-se onde ocorrem altas densidades de recursos alimentares, parece ser a estratégia usada para selecionar os itens alimentares mais favoráveis, evitando o maior risco de predação ao forragear por períodos prolongados nos locais onde as sementes estão agregadas. Em conjunto, nossos resultados reforçam a importância potencial de florestas de igapó como um habitat-chave para uma variedade de taxas terrestres de terra firme, e abrem caminho para estudos adicionais.por
dc.description.abstractIn igapó forests, water dynamics during river level recession is responsible for the seed patch formation. Animal-plant interactions that occur in that environment, as well as patches’ influence on frugivorous and granivorous vertebrates’ occurrence are unknown. This work is divided into two chapters and investigates i) the possible interaction between rodents and fruit/ seed, based on the bite sizes left in the fruits and ii) the role of seed patches in overall habitat use by vertebrate species in an igapó forest in Jaú National Park. Rodents have a highly specialized dentition, and incisor dimensions are very characteristic within each species. In chapter one, we field-tested a rarely-used methodology – using marks left by rodent incisors in fruits and seeds to identify the feeding species. The width of the incisors marks made in Plasticine™ blocks, using skulls in museum collections, were compared with the marks left on field-collected fruits and seeds. We confirmed the existence of an allometric relationship between incisors width and body size. Furthermore, larger and harder fruits showed larger bite marks compared with smaller and soft fruits/seeds, indicating the importance of fruit size and hardness in rodent food-plant selection. Based on tooth width measurements, the results also showed that smaller fruits/seeds are used by fewer rodent species, in comparison to fruits of larger size, these being more likely to be consumed and/or predated. Due to an overlap in body size between species, the method did not provide precise identifications of the rodent species consuming particular items, although it does reduced the likely suite of species in 46%. However, when used in conjunction to other methods, this is highly viable field technique due to its easy use and low cost. In chapter two we report on the deployment of camera traps in areas with and without the seed patches to examine the relation between these accumulation sites and birds and mammals species presence. It was recorded that vertebrates assemblage occurrence is not related to patch presence. However, there is a positive relationship between predator occurrence and spatial distribution of the vertebrate assemblage, indicating that predator species may be following their potential prey in unflooded igapó, and so possibly erasing granivore/seed associations that might otherwise occur. The widespread occurrence of these seed eaters animals throughout igapó, not only where are high density food resources, seems to be a compromise strategy that balances between selecting the most favorable food items with avoiding the higher predation risk of being foraging for prolongued periods at the seed patches. Our results underscore the potential importance of igapó forests as a key habitat for a variety of terra firme terrestrial taxa, and open the way for further studies.por
dc.description.provenanceSubmitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2016-08-26T19:30:41Z No. of bitstreams: 2 AnaCarolinaAntunes_VF.pdf: 2301384 bytes, checksum: deb5932adc7cb1376eedd9ba4dbc1eb2 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-08-26T19:30:41Z (GMT). No. of bitstreams: 2 AnaCarolinaAntunes_VF.pdf: 2301384 bytes, checksum: deb5932adc7cb1376eedd9ba4dbc1eb2 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2016-05-09eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazôniapor
dc.publisher.departmentCoordenação de Pós Graduação (COPG)por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsINPApor
dc.publisher.programBiologia (Ecologia)por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/-
dc.subjectEcologia de comunidadespor
dc.subjectFloresta Alagáveispor
dc.titleInteração entre vertebrados e frutos/sementes em uma floresta de igapó na Amazônia centralpor
dc.title.alternativeINTERACTION BETWEEN VERTEBRATES AND FRUITS/SEEDS IN AN IGAPÓ FOREST IN CENTRAL AMAZONpor
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AnaCarolinaAntunes_VF.pdf2,25 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons