Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2201
Tipo do documento: Dissertação
Título: Análise do ciclo biológico do Aedes aegypti(Diptera: Culicidae) exposto a cenários de mudanças climáticas previstas pelo IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change)
Autor: Azevedo, Juliana Bruning 
Primeiro orientador: Tadei, Wanderli Pedro
Primeiro coorientador: Lima, José Bento Pereira
Resumo: O Aedes aegyptié considerado o principal vetor do vírus da Dengue, Febre amarela urbana e da Febre Chikungunya. São insetos suscetíveis à variação de fatores ambientaiscomo, quantidade de chuva e temperatura. Responsáveis porregular o tamanho populacional e aspectos da biologia do mosquito, como o crescimento larval, tempo de desenvolvimento, tamanho corporal,longevidade, fecundidade e alimentação sanguínea. O Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima (IPCC) prevê um aumento de 2° a 4° C na temperatura média global, durante o próximo século. Essas alterações climaticas poderão resultar em mudanças significativas nas paisagens e nos padrões ecológicos das doenças infecciosas, e interferir diretamente no desenvolvimento e comportamento do A. aegypti. Neste trabalho foram avaliados diferentes aspectos da biologia do vetor como, ingestão de sague, fecundidade, oviposição e eclosão de ovos e longevidade, sobre cenários de mudanças climáticas, previstas para o ano de 2100, cenários intermediários e extremos.Dentre as variáveis preditas para sofrem alterações devido a mudanças do clima, a temperatura é principal responsável por alterar a biologia e o comportamento do vetor. As concentrações de CO2, mesmo três vezes maior que a concentração atual, não influenciou significativamente os resultados obtidos neste estudo.A quantidade de sangue ingerida por fêmeas criadas em temperatura mais elevada foi maior quando comparadas com as fêmeas que viviam em temperaturas menores, a longevidade é menor em temperaturas superiores a 32°C, vivendo aproximadamente 40 dias e não houve diferença de longevidade entre os sexos. A fecundidade é extremamente afetada pela temperatura, sendo reduzida pela metade em temperaturas maiores. A oviposição é prejudicada em temperaturas superiores a 32°C, porém esse efeito não foi observado na eclosão.Modelos matemáticos projetam um aumento no número de casos de dengue, além de uma expansão geográfica na distribuição do vetor. No entanto, nossos dados indicam que, em cenários futuros de mudanças climáticas, alguns aspectos da biologia do A. aegypti serão afetados. Com as informações acima mencionadas, foi possível conhecer melhor a biologia do vetor e levando também em consideração as mudanças climáticas, servindo como base para outros estudos.
Abstract: The Aedes aegypti is considered the main vector of dengue virus, urban yellow fever and Chikungunya fever. Insects are susceptible to changes in environmental factors such as rainfall and temperature. Responsible for regulating population size and aspects of mosquito biology, such as larval growth, development time, body size, longevity, fertility and blood supply. The Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC) predicts an increase of 2° to 4° C in average global temperature over the next century. These climatic changes may result in significant changes in landscapes and ecological patterns of infectious diseases, and interfere directly in the development and behavior of A. aegypti. This study evaluated different aspects of vector biology as amount amount of ingested blood, fertility, egg laying and hatching of eggs and longevity, climate change scenarios, planned for the year 2100, intermediate and extreme scenarios. Among the predicted variables to undergo changes due to climate change, the temperature is primarily responsible for changing the biology and vector behavior. Concentrations of CO2, even three times the current concentration does not significantly affect the results obtained in this study. The amount of blood ingested by females raised in higher temperature was higher compared to females who lived at lower temperatures, longevity is low at temperatures above 32° C, living approximately 40 days and no longevity difference between sex. The fertility is greatly affected by temperature, being reduced by half in higher temperatures. The oviposition is impaired in temperatures above 32° C, but this effect was not observed in the outbreak. Mathematical models project an increase in the number of dengue cases and geographic expansion in vector distribution. However, our data indicate that, in future scenarios of climate change, some aspects of the biology of A. aegypti will be affected. With the above information, it was possible to better understand the biology of the vector and taking also into account climate change, serving as a basis for other studies.
Palavras-chave: Aedes aegypti
Dengue
Mudanças Climáticas
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências Biológicas (Entomologia)
Citação: Azevedo, Juliana Bruning. Análise do ciclo biológico do Aedes aegypti(Diptera: Culicidae) exposto a cenários de mudanças climáticas previstas pelo IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change). 2015. 53 f.. Dissertação( Ciências Biológicas (Entomologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus,2015 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2201
Data de defesa: 28-Abr-2015
Aparece nas coleções:Mestrado - ENT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Juliana Bruning Azevedo.pdf2,51 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons