Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2234
Tipo do documento: Dissertação
Título: A matriz é o elemento da paisagem mais importante para a composição de pequenos mamíferos em um mosaico amazônico de floresta e savana
Autor: Matos, Clarice Borges 
Primeiro orientador: Magnusson, William Ernest
Primeiro coorientador: Silva, Maria Nazareth Ferreira da
Segundo coorientador: Carrasco, Susan Aragón
Resumo: Entender a dinâmica de paisagens é necessário para embasar decisões sobre o desenho de reservas, especialmente quando é preciso conciliar sobre onde e como mitigar impactos negativos quando o distúrbio é inevitável. Os efeitos do tamanho e da conectividade/isolamento de manchas sobre os organismos têm sido extensivamente estudados. Estes efeitos são fortes em geral, mas podem ser positivos ou negativos, o que leva a conclusões confusas e potencialmente enganosas. A perspectiva tamanho-conectividade é um resultado do conceito de paisagem binário de habitat e não-habitat, originado nas Teorias de Biogeografia de Ilhas e de Metapopulações, que não considera a variação na matriz. A matriz pode influenciar na qualidade e na conectividade da mancha e estudos recentes têm demonstrado que os tipos de matriz têm efeitos diferentes sobre distintas espécies. Nós testamos os efeitos de tamanho da mancha, conectividade e matriz sobre pequenos mamíferos não voadores em um mosaico semi-natural no leste da Amazônia (Alter do Chão, Pará), uma região ameaçada com a crescente pressão das atividades de pecuária e plantação de soja. Amostramos 16 parcelas padronizadas, 14 em manchas de floresta e duas em floresta contínua. Para capturar os pequenos mamíferos, utilizamos armadilhas com isca, 30 Sherman® e 30 Tomahawk®, e uma linha de armadilha de interceptação de queda com oito baldes de plástico de 60L em cada parcela, durante quatro noites, em três expedições de campo. Com ferramentas de SIG, calculamos o tamanho das manchas, a conectividade local a partir do Índice de Proximidade, e as proporções em volta de cada mancha amostrada dos dois principais tipos de matriz na paisagem: floresta em regeneração e savana amazônica. Usamos o NMDS de uma dimensão e regressão múltipla para testar as relações entre variáveis resposta e preditoras. Capturamos 178 indivíduos de 16 espécies e a ordenação com o NMDS mostrou um padrão geral de substituição de espécies, o qual foi significativamente relacionado com o tipo de matriz. A conectividade local mostrou evidências de estar positivamente relacionada com a composição de espécies, e o tamanho da mancha não teve relação significativa. Quanto maior a conectividade local das manchas, mais parecidas eram suas assembleias às das manchas situadas em matriz de floresta em regeneração, e estas assembleias eram também as mais parecidas àquelas encontradas nas parcelas de floresta contínua, o que sugere que a matriz florestal está aumentando a conectividade local de suas manchas. Houve uma segregação de espécies ao longo do gradiente de matriz. A maioria das espécies associadas à matriz de floresta em regeneração foram em geral roedores, relativamente grandes e principalmente frugívoros, ao passo que a maioria das espécies associadas à matriz de savana eram marsupiais, menores, principalmente insetívoros. Como os distintos tipos de matriz selecionam diferentes assembleias de pequenos mamíferos, a matriz aumenta a diversidade de pequenos mamíferos na paisagem estudada e isto deve ser levado em consideração no manejo da Área de Preservação Ambiental de Alter do Chão. A maior parte das espécies de pequenos mamíferos provavelmente pode ser mantida em manchas de floresta, desde que estas estejam rodeadas pela matriz apropriada. vii
Abstract: Understanding of landscape dynamics is necessary to support decisions about reserve design that need to take into account compromises about where and how to mitigate negative impacts when disturbance is inevitable. Patch size and connectivity/isolation effects on organisms have been extensively investigated and are usually strong, but the effects may be positive or negative, which leads to misleading conclusions. The patch-connectivity perspective is a result of the binary landscape concept of habitat and non-habitat, originated in Island Biogeography and Metapopulation Theories, so the matrix variation is not considered in many studies. The matrix may influence patch quality and connectivity, and recent studies have shown that the types of matrix may have different effects on different species. We tested the effects of patch size, connectivity and matrix on non-volant small mammals in a semi-natural mosaic in eastern Amazonia (Alter do Chão village, Pará state), a region threatened with increasing cattle and soybean activities pressure. We sampled 16 standard plots in 14 forest patches and 2 continuous forest. To capture small mammals, we used 30 Sherman® and 30 Tomahawk® baited live traps and 8 pitfall traps made of 60L plastic buckets per plot, during 4 nights, in 3 field expeditions. Using GIS tools, we calculated the patch size, local connectivity with the Proximity Index, and proportions around sampled patches of the two main types of matrix present in the landscape: regrowth forest and amazonian savananna. We used onedimensional NMDS and multiple regression to test the relationships among response and predictor variables. We captured 178 individuals from 16 species and the NMDS ordination showed a general pattern of species turnover that was significantly related to the type of matrix. The local connectivity showed evidence to be related to species composition and patch size showed no significant relation. The greater the patch local connectivity, the more similar their assemblages were to those located in regrowth-forest matrix, and these assemblages were also more similar to those in the continuous-forest plots, which suggests regrowth-forest matrix is enhancing local connectivity to its patches. There were a segregation of species along the gradient from patches immersed in savanna matrix to those in regrowth-forest matrix. Most species associated with the regrowth-forest matrix were rodents, which are mostly relatively large and mainly frugivorous, while most species associated with the savanna matrix were smaller, mostly insectivorous, marsupials. As different types of matrix selected for different kinds of small-mammal assemblages, the matrix enhances small-mammal diversity in the landscape studied and this should be taken into consideration in management of the Alter do Chão Environmental Protection Area. Most small-mammal species can probably be maintained in forest fragments as long as these are surrounded by the appropriate matrix. i
Palavras-chave: Mamíferos
Savanas
Ecologia de paisagem
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia (Ecologia)
Citação: Matos, Clarice Borges. A matriz é o elemento da paisagem mais importante para a composição de pequenos mamíferos em um mosaico amazônico de floresta e savana. 2016. 42 f. Dissertação( Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus,2016 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2234
Data de defesa: 6-Jun-2016
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_ClariceBorgesMatos_Final.pdf1,07 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons