Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2457
Tipo do documento: Tese
Título: Análise filogenética de Anochetus Mayr, 1961 e Odontomachus Latreille, 1804 (Hymenoptera: Formicidae: Ponerinae) e revisão taxonômica de Anochetus para a região Neotropical
Autor: Fernandes, Itanna Oliveira 
Primeiro orientador: Oliveira, Marcio Luiz de
Primeiro coorientador: Schutz, Ted R.
Segundo coorientador: Delabie, Jacques Hubert
Resumo: As formigas dos gêneros Anochetus e Odontomachus pertencem a um dos maiores clados da subfamília Ponerinae. Uma filogenia molecular recente para a subfamília Ponerinae sugeriu que o gênero Anochetus é membro da tribo Ponerini e que seu grupo irmão é o gênero Odontomachus. Nesse estudo a monofilia da subfamília foi fortemente suportada, porém as relações entre os gêneros pertencentes à tribo Ponerini, bem como Anochetus e Odontomachus não foram bem estabelecidas. Aqui apresentamos uma análise filogenética molecular mais detalhada, incluindo um maior número de espécies de ambos os gêneros e de diversas regiões biogeográficas, a fim de atestar suas relações. Obtivemos dados de sequência de DNA de um gene mitocondrial (COI) e quatro genes de codificação de proteínas nucleares (Wg, TOPI, LW Rh e CAD) para um total de 207 amostras para o grupo interno e 14 amostras para o grupo externo. Doze espécies fósseis foram utilizadas para calibrar o tempo de divergência e as análises biogeográficas. As análises bayesianas e de máxima verossimilhança (RAxML e GARLI) apoiam fortemente a monofilia dos gêneros Anochetus e Odontomachus. Elas também apoiam fortemente nove grupos de espécies de Odontomachus e 10 de Anochetus, que corroboram as hipóteses de Brown. As análises indicam que Odontoponera é o grupo irmão do clado Anochetus + Odontomachus, sugerindo que as formigas trap-jaw evoluíram a partir de um ancestral com mandíbula curta. Anochetus + Odontomachus se originaram no início do Paleoceno (64.8 Ma), provavelmente nas regiões Neotropical, Afrotropical ou Indomalaia, onde irradiaram rapidamente nos últimos 50 milhões de anos, dispersando-se várias vezes pela África, Ásia e Austrália. A região Neotropical atualmente, conta com 26 espécies, distribuídas do norte do México ao norte da Argentina e algumas ilhas do Caribe. Com base em semelhanças morfológicas, Brown dividiu as espécies neotropicais do gênero Anochetus em cinco grupos: A. emarginatus, A. bispinosus, A. inermis, A. mayri e A. altisquamis. Desde então, cinco novas espécies foram descritas, quatro no grupo A. emarginatus e uma no grupo A. bispinosus, porém, sem tratamentos taxonômicos explícitos de caracteres compartilhados. Aqui, apresentamos a primeira revisão neotropical para Anochetus, após quase 40 anos, levando também em consideração os grupos de espécies reconhecidos para o neotrópico. Das 26 espécies de Anochetus até então conhecidas, 22 foram redescritas baseadas no exame de material-tipo. Uma nova sinonímia e três novas espécies foram reconhecidas para a região Neotropical. As espécies agora contam com chaves de identificação para operárias, rainhas e machos e suas respectivas distribuições foram atualizadas. Anochetus agora conta com 28 espécies e seis grupos de espécies, sendo eles: A. altisquamis, A. bispinosus, A. emarginatus, A. hohenbergiae, A. inermis e A. mayri.
Abstract: Ants in the genera Anochetus and Odontomachus belong to one of the largest clades in the subfamily Ponerinae. A recent molecular phylogeny for the subfamily Ponerinae has suggested that the genus Anochetus is a member of the Ponerini tribe and that its sister group is the genus Odontomachus. In this study the monophyly of the subfamily was strongly supported, but the relations between the genera belonging to the Ponerini tribe, as well as Anochetus and Odontomachus were not well established. Here we present a more detailed molecular phylogenetic analysis, including a larger number of species of both genera, and from diverse biogeographical regions, in order to prove the relationships between the two genera and between Brown's species groups. We obtained DNA sequence data from one mitochondrial (COI) and four nuclear protein-coding genes (Wg, TOPI, LW Rh e CAD) for a total of 207 ingroup and 14 outgroup specimens. Twelve fossil species were used to calibrate divergence-time and biogeographic analyses. Bayesian and maximum-likelihood (RAxML and GARLI) analyses strongly support the monophyly of the genera Anochetus and Odontomachus. They also strongly support nine Odontomachus and 12 Anochetus species groups that are mostly concordant with Brown's hypotheses. The analyses indicate that Odontoponera is the sister group of the Anochetus + Odontomachus clade, suggesting that trap-jaw ants evolved from a short-mandibled ancestor. Anochetus + Odontomachus originated in the early Paleocene (64.8 Ma), likely in the Neotropical, Afrotropical, or Indomalayan regions, where they have radiated rapidly in the last 50 million years, subsequently dispersing multiple times to Africa, Asia, and Australia. The Neotropical region currently has 26 species, distributed from northern Mexico to northern Argentina and some Caribbean islands. Based on morphological similarities, Brown divided the neotropical Anochetus species into five groups: A. emarginatus, A. bispinosus, A. inermis, A. mayri e A. altisquamis. Since then, five new species have been described, four in the emarginatus group and one in the bispinosus group, but without explicit taxonomic treatments of shared characters. Here, we present the first Neotropical review for the genus, after almost 40 years, also taking into account the groups of species recognized for the neotropic. From the 26 Anochetus species previously known, 22 were redescribed based on the examination of type- material. Based on the type-material study, a new synonymy and three new species were recognized for the Neotropical region. The species now have identification keys for workers, queens and males and their respective distributions have been updated. For the Neotropical region, Anochetus has now 28 species and six groups of species: A. altisquamis, A. bispinosus, A. emarginatus, A. hohenbergiae, A. inermis and A. mayri .
Palavras-chave: Formiga
Anochetus
Odontomachus
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências Biológicas (Entomologia)
Citação: Fernandes, Itanna Oliveira. Análise filogenética de Anochetus Mayr, 1961 e Odontomachus Latreille, 1804 (Hymenoptera: Formicidae: Ponerinae) e revisão taxonômica de Anochetus para a região Neotropical. 2017. 304 f. Tese( Ciências Biológicas (Entomologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2457
Data de defesa: 29-Set-2017
Aparece nas coleções:Doutorado - ENT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Itanna Oliveira Fernandes.pdf15,62 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons