Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2471
Tipo do documento: Dissertação
Título: Propagação de Piper Marginatum Jacq.: qualidade de luz na germinação in vitro de sementes e níveis de iluminação na estaquia
Autor: Cabral, Lorena de Paula 
Primeiro orientador: Ferreira, Sidney Alberto do Nascimento
Primeiro coorientador: Chaves, Francisco Célio Maia
Resumo: Piper marginatum Jacq. é uma Piperaceae amazônica, popularmente conhecida por capeba, malvarisco, pimenta-do-mato, capeba-cheirosa e nhandi. É utilizada na região principalmente como fitoterápico contra doenças hepáticas, vesiculares, espasmos musculares, picadas de cobras e de insetos e para alívio de gases intestinais; na culinária é utilizada para substituir a pimenta-do-reino; e há relatos científicos de que o extrato da folha e o óleo essencial possuem atividades biológicas como cercaricida, inseticida, acaricida e fungicida. Sua coleta é feita indiscriminadamente através do arranquio de suas partes vegetativas e reprodutivas, o que, a longo prazo, pode exercer efeitos negativos sobre as populações naturais. Na literatura, há relatos de que a propagação dessa espécie possui algumas limitações. Em geral, as sementes apresentam baixa taxa de germinação, tanto no campo quanto in vitro e baixas taxas de enraizamento na propagação vegetativa, via estaquia. Sendo assim, este trabalho objetivou investigar métodos mais eficientes de reprodução. Na propagação sexuada, avaliou-se a influência na qualidade de luz sobre a germinação in vitro, através de um experimento em DIC, sendo utilizados cinco filtros de luz: vermelho, vermelhoextremo, verde, azul e transparente, e avaliados a germinação, índice de velocidade de germinação (IVG) e tempo médio de germinação (TMG). A germinação não foi influenciada significativamente pelos filtros de luz, ao contrário do IVG e TMG que apresentaram os melhores desempenhos sob a luz vermelha. Na propagação vegetativa, o experimento foi instalado em DIC, com esquema fatorial de 2 x 3, sendo dois tipos de sombreamento da planta matriz (a pleno sol e sombreadas a 50%) e três tipos de estacas (apicais, medianas e basais). As variáveis analisadas foram: sobrevivência (%), enraizamento (%), número de brotações, número de folhas, comprimento da maior raiz, massa seca das raízes e massa seca das brotações. As estacas apicais de Piper marginatum apresentaram melhor desempenho na propagação por estaquia, seguidas das basais e, por fim, medianas, as quais, em geral, independem do sombreamento da planta matriz.
Abstract: Piper marginatum Jacq. is an Amazonian Piperaceae, popularly known as capeba, malvarisco, pimenta-do-mato, capeba-cheirosa and nhandi. It is used mainly in the region as a remedy against liver diseases, vesicular diseases, muscular spasms, snake and insect bites and for the relief of intestinal gases; in cooking is used to replace the black pepper; and there are scientific reports that leaf extract and essential oil have biological activities such as cercaricida, insecticide, acaricide and fungicide. Its collection is done indiscriminately through the ripening of its vegetative and reproductive parts, which in the long run can exert negative effects on the natural populations. In the literature, there are reports that the propagation of this species has some limitations. In general, seeds have low germination rates, both in the field and in vitro, and low rooting rates in vegetative propagation, via cuttings. Therefore, this work aimed to investigate more efficient methods of reproduction. The influence of the light quality on germination in vitro was evaluated through a DIC experiment, using five light filters: red, far-red, green, blue and transparent and evaluated the germination (%), germination speed index (GSI) and mean germination time (MGT). The germination was not significantly influenced by the light filters, unlike the GSI and MGT that presented the best performances under the red light. In the vegetative propagation, the experiment was installed in DIC, with a factorial scheme of 2 x 3, two types of shading of the mother plant (full sun and shaded to 50%) and three types of cuttings (apical, median and basal). The variables analyzed were: survival (%), rooting (%), number of shoots, number of leaves, length of the highest root, root dry mass and shoot dry mass. The apical cuttings of Piper marginatum presented better performance in the propagation by cutting, followed by the basal and, finally, medium, which, in general, are independent of the shading of the matrix plant.
Palavras-chave: Capeba
Piper Marginatum Jacq
Planta medicinal
Amazônia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Agricultura no Trópico Úmido (ATU)
Citação: Cabral, Lorena de Paula. Propagação de Piper Marginatum Jacq.: qualidade de luz na germinação in vitro de sementes e níveis de iluminação na estaquia. 2017. 75 f. Dissertação( Agricultura no Trópico Úmido (ATU)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2017 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2471
Data de defesa: 2-Mar-2017
Aparece nas coleções:Mestrado - ATU

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Lorena_Cabral.pdf2,28 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons