Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2472
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorBarros, Sámia Valéria dos Santos-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1570948474963647por
dc.contributor.advisor1Higuchi, Niro-
dc.contributor.advisor-co1Nascimento, Claudete Catanhede do-
dc.date.accessioned2018-03-01T19:04:29Z-
dc.date.issued2016-09-12-
dc.identifier.citationBarros, Sámia Valéria dos Santos. Avaliação da qualidade da madeira de árvores da Amazônia por método não destrutivo de propagação de onda: tomógrafo de impulso e stress wave timer. 2016. 134 f. Tese( Ciências de Florestas Tropicais (CFT)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2016 .por
dc.identifier.urihttp://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2472-
dc.description.resumoBuscando avaliar espécies florestais como alternativa ao mercado madeireiro e indicar ferramentas aos planos de manejo florestais sustentáveis para a valoração das árvores in loco, auxiliando na tomada de decisão durante processo pré-exploratório, o presente trabalho objetivou caracterizar madeiras da Amazônia através de técnicas não destrutivas, avaliando sua qualidade interna, propriedades físicas e o módulo de elasticidade dinâmico (MOEd). Os trabalhos de campo foram conduzidos na estação experimental de silvicultura tropical – ZF2 de propriedade do INPA, localizada na BR 174, Manaus/Boa Vista. Foram selecionadas aleatoriamente 19 árvores em 01 (um) hectare, sendo mensurado o diâmetro e coletado material botânico para identificação de todas as árvores. Posteriormente, utilizou-se o aparelho stress wave timer para medição do tempo percorrido pela onda de tensão na árvore, em três sentidos (longitudinal, diagonal e transversal). No mesmo local no DAP, utilizou-se o tomógrafo de impulso para captação de imagens tomográficas do lenho das árvores. As árvores foram derrubadas, sendo retirado um disco de cada árvore para determinação da densidade aparente, básica, retratibilidade e teor de umidade, e desdobradas em toras de 4 m de comprimento e em tábuas. A partir do tempo obtido com stress wave timer foi determinada a velocidade e módulo de elasticidade dinâmico das árvores e subprodutos. Para análise dos dados utilizou-se estatística descritiva, teste de Tukey, análise de Cluster (agrupamento). As avaliações por ensaio não destrutivo realizadas nos três sentidos da árvore em pé indicaram que o sentido diagonal foi o melhor para emissão de ondas de tensão por stress wave timer, por apresentar dados mais homogêneos. Na avaliação não destrutiva das toras e tábuas, revelou que a madeira do cerne e alburno nas toras, apresentaram valores de MOEd semelhantes, contribuindo na agregação de valor à matéria-prima. Os valores de MOEd das toras foram equivalentes ás tábuas. Com o stress wave timer foi possível à formação de grupos por classe de variação (velocidade ou módulo de elasticidade dinâmico). As madeiras apresentaram densidade básica variando de média a alta. O coeficiente de anisotropia para todas as árvores foi igual a 1, classificando as madeiras como estáveis, corroborando na classificação da qualidade das madeiras para usinagem. As imagens tomográficas obtidas revelaram que, não há diferença nas imagens do lenho entre cerne e alburno distinto ou indistinto. A utilização em conjunto do tomógrafo de impulso com o stress wave timer confirmou que é possível predizer a qualidade da madeira. Concluiu-se que, entre as técnicas apresentadas, a propagação de onda por tomografia de impulso é a melhor pela quantidade de informações obtidas. Na análise de Cluster, o grupo 2 apresentou características satisfatórias a partir das variáveis determinadas, evidenciando as espécies Micrandopsis scleroxylon e Eschweilera odora de grande ocorrência na região, além das espécies Pouteria guynensis, Inga paraensis, Inga sp. , Protium tenuifolium, Manilkara amazonica e Byrsonima crispa. Constata-se que, o uso de tecnologias alternativas na caracterização das espécies permitiu registrar um padrão de variação do módulo de elasticidade dinâmico na madeira e identificar a qualidade interna do lenho. Esse resultado confirma que por meio de um “inventário de qualidade”, há possibilidade da predição da qualidade da madeira in situ por técnicas de propagação de onda, para auxiliar na tomada de decisão, na etapa pré-exploratória de um manejo florestal, direcionando a espécie ou indivíduo para o melhor uso.por
dc.description.abstractIn order to evaluate forest species as an alternative to the timber market and to indicate tools for sustainable forest management plans for the valuation of trees in loco, helping in the decision making during pre-exploratory process, the present work aimed to characterize Amazonian woods through non-destructive techniques , Evaluating its internal quality, physical properties and dynamic modulus of elasticity (MOEd). Fieldwork was conducted at the experimental silviculture station ZF2, owned by INPA, located in BR 174, Manaus / Boa Vista. Twenty - nine trees were randomly selected in 01 (one) hectare, the diameter being measured and botanical material collected to identify all trees. Afterwards, the stress wave timer was used to measure the time traveled by the voltage wave in the tree in three directions (longitudinal, diagonal and transversal). In the same place in the DAP, the impulse tomograph was used to capture tomographic images of the trees. The trees were felled and a disk of each tree was removed for determination of the apparent density, basic, retractability and moisture content, and unfolded in logs of 4 m in length and in boards. From the time obtained with stress wave timer was determined the speed and modulus of dynamic elasticity of trees and by-products. To analyze the data, we used descriptive statistics, Tukey's test, Cluster analysis (clustering). The non-destructive tests carried out in the three directions of the standing tree indicated that the diagonal direction was the best for the emission of stress waves due to the presence of more homogeneous data. In the non-destructive evaluation of the logs, it was found that the wood of the heartwood and sapwood in the logs presented similar MOEd values, contributing to the aggregation of value to the raw material. The MOEd values of the logs were equivalent to the boards. With the stress wave timer it was possible to form groups by variation class (velocity or dynamic modulus of elasticity). The wood presented basic density varying from medium to high. The anisotropy coefficient for all the trees was equal to 1, classifying the wood as stable, corroborating in the classification of wood quality for machining. The tomographic images obtained showed that, there is no difference in the images of the wood between heartwood and sapwood distinct or indistinct. The use of the impulse tomograph together with stress wave timer has confirmed that it is possible to predict the quality of the wood. It was concluded that, among the techniques presented, wave propagation by impulse tomography is the best by the amount of information obtained. In Cluster analysis, group 2 presented satisfactory characteristics from the determined variables, evidencing the species Micrandopsis scleroxylon and Eschweilera odora of great occurrence in the region, besides the species Pouteria guynensis, Inga paraensis, Inga sp., Protium tenuifolium, Manilkara amazonica and Byrsonima crispa. It was observed that the use of alternative technologies in the characterization of the species allowed to register a pattern of variation of the dynamic modulus of elasticity in the wood and to identify the internal quality of the wood. This result confirms that by means of a "quality inventory", there is a possibility of predicting wood quality in situ by wave propagation techniques, to assist in decision making, in the pre-exploratory stage of forest management, directing the Species or individual for the best use.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2018-03-01T19:04:29Z No. of bitstreams: 2 Tese_versao final_Samia Barros.pdf: 5141369 bytes, checksum: b17c85b664676bdc4f71859c3cc10c80 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-03-01T19:04:29Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Tese_versao final_Samia Barros.pdf: 5141369 bytes, checksum: b17c85b664676bdc4f71859c3cc10c80 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2016-09-12eng
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - FAPEAMpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazôniapor
dc.publisher.departmentCoordenação de Pós Graduação (COPG)por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsINPApor
dc.publisher.programCiências de Florestas Tropicais (CFT)por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/-
dc.subjectMadeira - Amazôniapor
dc.subjectAvaliação da madeirapor
dc.subjecttomógrafo de impulsopor
dc.titleAvaliação da qualidade da madeira de árvores da Amazônia por método não destrutivo de propagação de onda: tomógrafo de impulso e stress wave timerpor
dc.typeTesepor
Aparece nas coleções:Doutorado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_versao final_Samia Barros.pdf5,02 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons