Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2478
Tipo do documento: Dissertação
Título: Fauna de metazoários parasitos de Pellona castelnaeana Valenciennes, 1847 (Clupeiformes: Pristigasteridae) da Amazônia Brasileira
Autor: Souza, Amanda Karen Silva de 
Primeiro orientador: Malta, José Celso de Oliveira
Resumo: Foram coletados e examinados 63 exemplares de Pellona castelnaeana, capturados no complexo de lagos do Catalão. O comprimento médio dos peixes foi de 28,5cm ± 6,4 e o peso médio 328,3g ± 208,5. Foram coletados e identificados 477 espécimens parasitos. Monogenoidea 14 indivíduos; Digenea 1, Acanthocephala 39, 382 Nematoda, Copepoda 43, 01 Isopoda e 2 Branchiura. O Monogenoidea Mazocraeoides makrodemas parasitava as brânquias; o Digenea, Austrodiplostomum compactum o olho; o Acanthocephala, Neoechinorhynchus (Neoechinorhynchus) sp. n. o intestino; o Nematoda, Anisakis sp. a superfície do fígado, o estômago e o intestino; o Copepoda, Acusicola pellonidis os filamentos branquiais; as espécies de Branchiura, Argulus chicomendesi e Dolops bidentata a superfície do corpo; o Isopoda, Braga patagônica a cavidade branquial. Anisakis sp. foi a espécie com a maior prevalência (38%) seguida de Neoechinorhynchus (N.) sp. (20,63%). Todas as outras espécies ocorreram com baixa prevalência. Oitenta por cento da comunidade parasita de P. castelnaeana foi dominada por Anisakis sp., seguida por Neoechinorhynchus (Neoechinorhynchus) sp. (9,6%). A fauna de espécies parasitas de P. castelnaeana era formada por uma espécie secundária e sete satélites. Apenas uma espécie parasita apresentou distribuição secundária, Anisakis sp. com prevalência de 38%. As espécies de Monogenoidea, Acanthocephala, Copepoda e Nematoda apresentaram distribuição agregada. Anisakis sp. apresentou correlação negativa entre o comprimento total e a abundância. Somente para Anisakis sp. “p” foi significativo (p ≤ 0,05).
Abstract: Were collected and examined 63 specimens of Pellona castelnaeana captured in the Catalão lakes complex. The mean fish length was 28.5 cm ± 6.4 and the mean weight was 328.3 g ± 208.5. Were collected and identified 477 specimens of parasites. 14 Monogenoidea; 01 Digenea, 39 Acanthocephala, 382 Nematoda, 43 Copepod, 01 Isopoda and 01 Argulus and 01 Dolops. The Monogenoidea Mazocraeoides makrodemas parasitized the gills filaments, the Digenea Austrodiplostomum compactum the eye; the Acanthocephala Neoechinorhynchus (Neoechinorhynchus) sp. n. the intestine; the Nematoda Anisakis sp. the surface of the liver, stomach and intestine; the Copepoda Acusicola pellonidis the gills filaments; the Branchiura Argulus chicomendesi and Dolops bidentata the body surface; and Isopoda, Braga patagonica the gill cavity. Anisakis sp. was the species with the highest prevalence (38%) followed by N. (N.) sp. n. (20.63%). All others species occurred with low prevalence. Eighty percent of the parasite community of P. castelnaeana was dominated by Anisakis sp., followed by Neoechinorhynchus (Neoechinorhynchus) sp. (9.6%). The fauna of species parasites of P. castelnaeana was formed by a secondary species and seven satellites species. Only one parasite species presented secondary distribution, Anisakis sp. with prevalence of 38%. The species of Monogenoidea, Acanthocephala, Copepoda and Nematoda presented aggregate distribution. Anisakis sp. presented a negative correlation between total length and abundance. Only for Anisakis sp. "p" was significant (p ≤ 0.05).
Palavras-chave: Parasita de peixes
Monogenoidea
Pellona Castelnaeana Valenciennes
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: Souza, Amanda Karen Silva de. Fauna de metazoários parasitos de Pellona castelnaeana Valenciennes, 1847 (Clupeiformes: Pristigasteridae) da Amazônia Brasileira. 2018. 71 f. Dissertação( Biologia de Água Doce e Pesca Interior) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2018 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2478
Data de defesa: 19-Fev-2018
Aparece nas coleções:Mestrado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese mestrado pós banca - Amanda Karen Silva de Souza.pdf1,37 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons