Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2485
Tipo do documento: Tese
Título: Metazoários parasitos de um peixe detritívoro de lagos de várzea do rio Solimões, Pterygoplichthys pardalis (Castelnau, 1855) (Siluriformes: Loricariidae) e uma avaliação de seu uso como espécies bioindicadoras de efeito em mudanças ambientais na Amazônia
Autor: Porto, Daniel Brito 
Primeiro orientador: Malta, José Celso de Oliveira
Resumo: Foram analisados 248 indivíduos de Pterygoplichthys pardalis capturados em cinco lagos de várzea da Amazônia. O comprimento médio dos peixes foi 24,5cm ± 8,8 e o peso médio 213,9g ± 102,6. Os lagos amostrados foram: Baixio; Preto; Ananá e Araçá no rio Solimões e São Tomé no rio Purus, localizados entre as cidades de Manaus e Coari no estado do Amazonas. As necropsias foram feitas em campo e os órgãos foram fixados. Os descritores qualitativos das populações de parasitos foram: número de indivíduos, estágio de maturação e dominância de cada espécie e sua importância. Foram coletados 1.635 espécimes parasitos de cinco táxons: Monogenoidea (785); Digenea (795), Cestoda (1), Acanthocephala (50) e Copepoda (4). Quatro espécies parasitavam as brânquias: três de Monogenoidea: Unilatus brevispinus, Heteropriapulus heterotylus e Trinigyrus mourei e uma de Copepoda, Therodamas elongatus. Seis espécies de Digenea ocorreram: metacercárias de Diplostomum sp., Austrodiplostomum compactum, Odhineriotrema microcephala e adultos de Megacoelium spinispecum, M. spinicavum e Kalitrema kalitrema. As metacercárias parasitavam os olhos, estômago, gônadas e superfície dos órgãos internos. Uma larva de Proteocephalidea foi encontrada na superfície do intestino. Uma espécie de Acanthocephala Gorytocephalus elongorchis dentro do intestino. Digenea foi o táxon com maior diversidade com 50% das espécies, seguido por Monogenoidea 25%. Dentre os componentes das infracomunidade de P. pardalis, duas espécies foram as mais abundantes durante os quatro períodos hidrológicos: o Monogenoidea, U. brevispinus na enchente (56,1 %) e na vazante (81,6%) e o Digenea, Diplostomum sp. na cheia (73,2 %) e na seca (93%). Das doze espécies encontradas na comunidade componente: Diplostomum sp. e U. brevispinus foram as espécies que parasitaram o maior número de hospedeiros e tiveram os maiores índices parasitológicos. Unilatus brevispinus foi a espécie mais abundante. Diplostomum sp. foi a espécie que preencheu os requisitos propostos por Overstreet (1997) para ser uma espécie bioindicadora ambiental.
Abstract: Were analyzed 248 individuals of Pterygoplichthys pardalis caught in five lowland lakes of the Amazon. The mean fish length was 24.5cm ± 8.8 and the mean weight was 213.9g ± 102.6. The sampled lakes were: Baixio; Black; Ananá and Araçá on the river Solimões and São Tomé on the Purus river, located between the cities of Manaus and Coari in the state of Amazonas. Necropsies were performed in the field and the organs were fixed. The qualitative descriptors of the parasite populations were: number of individuals, stage of maturation and dominance of each species and their importance. A total of 1,635 parasite specimens from five taxa were collected: Monogenoidea (785); Digenea (795), Cestoda (1), Acanthocephala (50) and Copepoda (4). Four species parasitized the gills: three of Monogenoidea: Unilatus brevispinus, Heteropriapulus heterotylus and Trinigyrus mourei and one of Copepoda, Therodamas elongatus. Six species of Digenea occurred: metacercariae of Diplostomum sp., Austrodiplostomum compactum, Odhineriotrema microcephala and adults of Megacoelium spinispecum, M. spinicavum and Kalitrema kalitrema. The metacercariae parasited the eyes, stomach, gonads and surface of internal organs. A larva of Proteocephalidea was found on the surface of the intestine. A species of Acanthocephala Gorytocephalus elongorchis inside the intestine. Digenea was the most diverse taxa with 50% of the species, followed by Monogenoidea 25%. Among the components of the P. pardalis infracommunity, two species were the most abundant during the four hydrological periods: Monogenoidea, U. brevispinus in flood (56.1%) and ebb (81.6), and Digenea, Diplostomum sp . (73.2%) and dry (93%). Of the twelve species found in the community component: Diplostomum sp. and U. brevispinus were the species that parasitized the largest number of hosts and had the highest parasitological indexes. Unilatus brevispinus was the most abundant species. Diplostomum sp. was the species that fulfilled the requirements proposed by Overstreet (1997) to be an environmental bioindicator species.
Palavras-chave: Acarí bodó
Parasitas de peixes
Bioindicadora ambiental
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Citação: Porto, Daniel Brito. Metazoários parasitos de um peixe detritívoro de lagos de várzea do rio Solimões, Pterygoplichthys pardalis (Castelnau, 1855) (Siluriformes: Loricariidae) e uma avaliação de seu uso como espécies bioindicadoras de efeito em mudanças ambientais na Amazônia. 2017. 97 f. Tese( Biologia de Água Doce e Pesca Interior) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2017 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2485
Data de defesa: 22-Nov-2017
Aparece nas coleções:Doutorado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
aTese Daniel Brito Porto Final.pdf3,39 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons