Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2634
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeito dos solos antrópicos (Terra Preta de Índio) na diversidade vegetal de quintais em comunidades ribeirinhas no rio Madeira, Amazonas
Autor: Souza, Nathalia Bezerra de 
Primeiro orientador: Clement, Charles Roland
Resumo: O presente estudo examinou o efeito dos solos antrópicos (Terra Preta de Índio, TPI) e não antrópicos (SNA) sobre a diversidade florística de quintais, relacionando a qualidade do solo com a origem geográfica de espécies cultivadas e espontâneas. Quintais em TPI podem apresentar padrões de agrobiodiversidade diferentes daqueles encontrados em outros tipos de solo. Inventários florísticos foram realizados em 70 quintais em sete comunidades ribeirinhas no médio e baixo rio Madeira, no Estado do Amazonas e cada espécie citada foi classificada de acordo com sua origem: nativas da Amazônia, nativas das Américas fora da Amazônia e do Velho Mundo. Trinta e cinco quintais estavam situados em sítios de TPI e 35 em SNA. As variáveis explicativas que foram testadas nas regressões múltiplas foram: a qualidade do solo, o tamanho e idade dos quintais. Foi encontrado um total de 271 espécies e 379 etnovariedades. A diversidade florística foi influenciada pela fertilidade e textura dos solos, pelo tamanho e idade dos quintais. Os solos mais férteis (TPI) têm uma composição florística distinta dos solos adjacentes e tendem a ter maior riqueza total de espécies e etnovariedades, principalmente de espécies do Velho Mundo e maior número de espécies espontâneas da América fora da Amazônia. Foram registradas nos quintais em TPI 291 etnovariedades de 217 espécies e nos quintais em SNA 260 etnovariedades de 183 espécies. O padrão da agrobiodiversidade difere entre os solos principalmente quando relacionamos a fertilidade com a origem geográfica das espécies. Os quintais em solos de TPI proporcionam melhores condições para o desenvolvimento de maior número de espécies, principalmente das exóticas do Velho Mundo, que em geral são mais exigentes em nutrientes.
Abstract: This study examines the effects of anthropogenic and non-anthropogenic soils on plant species diversity of home gardens, relating soil quality to the geographical origin of spontaneous and cultivated species. The interest in studying the fertile Amazonian Dark Earths (ADE) comes from the fact they often present agrobiodiversity patterns that are different from those found in other soils. Floristic inventories were performed in 70 home gardens (35 on ADE, 35 on other soils) in seven riverside communities along the middle and lower Madeira River, in Amazonas State, and each species mentioned was classified according to its origin: native to Amazonia, native to the Americas outside of Amazonia and Old World. The explanatory variables tested in multiple regressions were: soil fertility and texture, and home garden size and age. We found a total of 271 species and 379 landraces. The floristic diversity was influenced by soil fertility, texture, size and age of the home gardens. The most fertile soils (TPI) have a distinct floristic composition than the non-anthropogenic soils and tend to have higher total species and landraces richness especially species exotics and more species of spontaneus species of America outside the Amazon. Were recorded in the home gardens with TPI 291 landraces of 217 species and home gardens with SNA 260 landraces of 183 species. The home gardens with ADE provide better conditions for most species’ development, especially Old World exotics, which are often more demanding in nutrients.
Palavras-chave: Quintais
Solos antrópicos
Diversidade vegetal
Etnobotânica
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências Biológicas (Botânica)
Citação: SOUZA, Nathalia Bezerra de. Efeito dos solos antrópicos (Terra Preta de Índio) na diversidade vegetal de quintais em comunidades ribeirinhas no rio Madeira, Amazonas. 2018. 75 f. Dissertação( Ciências Biológicas (Botânica)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2634
Data de defesa: 15-Jul-2014
Aparece nas coleções:Mestrado - BOT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
nathalia_ bezerra_ de_ souza - Dissertação.pdf990,43 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons