Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2667
Tipo do documento: Dissertação
Título: Criação de gado na Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns, ameaça ou necessidade? Caracterização ambiental, social e financeira para subsidiar ações de gestão
Autor: Spínola, Jackeline Nóbrega 
Primeiro orientador: Carneiro Filho, Arnaldo
Resumo: O desenvolvimento da atividade pecuária dentro de Reservas Extrativistas na Amazônia é motivo de polêmicas e debates na área ambiental desde o estabelecimento da Lei do SNUC. O histórico do movimento extrativista teve os “empates” como principal bandeira de luta, sendo uma estratégia de combate ao desmatamento e garantia de manutenção dos direitos ao uso do território. Independente dos avanços do movimento, é fato que a atividade pecuária se configurou ao longo dos últimos 20 anos, como o uso predominante nas áreas desmatadas na Amazônia, inclusive dentro de Unidades de Conservação. O objetivo deste trabalho foi avaliar o desenvolvimento da atividade de criação de gado na Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns, nos aspectos sociais e financeiros, através da elaboração de um diagnóstico censitário junto aos criadores de gado da UC, bem como dos impactos ambientais ocasionados pela formação de pastagens a partir da análise dos dados fornecidos pelo INPE/Projeto TerraClass, com vistas a subsidiar ações de gestão. Como principais resultados sobre os impactos ambientais da atividade na UC, destaca-se que mais de 90% da área se mantem preservada, mesmo diante da intensa ocupação populacional. Na atualidade, apenas 0,35% da área da Resex é destinada a pastagem, e tal formação ocorreu majoritariamente sob áreas já consolidadas. A taxa de lotação verificada, da ordem de 1,15 cabeças/ha, indica não ocorrer o fenômeno de super-exploração de pastagem. A questão sanitária destacou-se como um dos principais problemas em virtude da modalidade de criação do gado solto, com livre acesso aos cursos d’água e às áreas urbanas das comunidades. O diagnostico demonstrou que 193 beneficiários são responsáveis pela criação de 2.718 animais na Resex, sendo que 1/3 deles possuem apenas um animal utilizado para o transporte, e o restante dos criadores entre 2 até 150 cabeças. A média de tamanho do rebanho por criador, gira em torno de 14 cabeças. Destaca-se o forte interesse de 62% dos criadores em desenvolver outras culturas ou práticas agropecuárias, demonstrando a característica de complementariedade da atividade. Outro aspecto relevante está relacionado a sua importância financeira e social, pois 60% dos criadores informaram que seus rebanhos abastecem as comunidades da Resex, ou seja, são comercializados dentro da própria UC. Diante do exposto, conclui-se que a atividade de criação de gado na Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns pode ser considerada de subsistência devido ao porte e modos de produção identificados. Possui relevância financeira, social e cultural para os beneficiários criadores ou não. E finalmente não se configura como o principal vetor do desmatamento na UC, sendo praticamente irrelevante sua contribuição. O futuro da Resex Tapajós Arapiuns e de outras Reservas Extrativistas na Amazônia, não deve ser pautado na dicotomia: gado! sim ou não? Antes, deve-se pautar na sustentabilidade das práticas de uso dos recursos ambientais existentes.
Abstract: The development of livestock activities within Extractive Reserves in the Amazon has been a source of controversy and debate in the environmental area since the establishment of the SNUC law. The history of the extractive movement had as its main fight flag, the "ties", as a strategy to combat deforestation and maintenance and right to use the territory. Regardless of the advances of the movement, it is a fact that livestock activity has developed over the last 20 years, as the predominant use in deforested areas in the Amazon, including within Conservation Units-CU. The objective of this work was to evaluate the cattle raising activity in the Tapajós Arapiuns Extractive Reserve, looking at to social and financial point of view, through the elaboration of a census diagnosis with the livestock farmers of the Conservation Unit, as well as of the environmental impacts caused by the formation of pastures based on the analysis of the data provided by INPE / Projeto TerraClass, with a view to subsidizing management actions. As main results on the environmental impacts of the activity in the CU, it is highlighted that more than 90% of the area is preserved, even in the face of intense population occupation. At present, only 0.35% of the area of the Extractive Reserve is destined to pasture, and this formation occurred mainly under already consolidated areas. The verified stocking rate, in the order of 1.15 head / ha, indicates that there is no overgrazing phenomenon. The sanitary issue has been highlighted as one of the main problems due to the modality of creation of the loose cattle, with free access to the water courses and to the urban areas of the communities. The diagnosis showed that 193 beneficiaries are responsible for the creation of 2,718 animals in the Resex, with 1/3 of them having only one animal used for transportation, and the rest of the breeders between 2 and 150 heads. The average size of the herd per breeder, rotates around 14 heads. It is worth noting the strong interest of 62% of breeders in developing other crops or farming practices, demonstrating the complementarity characteristic of the activity. Another relevant aspect is related to their economic and social economic importance, since 60% of breeders reported that their herds supply Resex communities, that is, they are marketed within the CU itself. In view of the above, it is concluded that the cattle raising activity in the Tapajós-Arapiuns Extractive Reserve can be considered subsistence due to the size and modes of production identified. It has financial, social and cultural relevance for the creative beneficiaries or not. And finally, it is not the main vector of deforestation in UC, and its contribution is practically irrelevant. The future of the Resex Tapajós Arapiuns and other Extractive Reserves in the Amazon, should not be based on the dichotomy: livestock! Yes or no? Rather, it should be based on the sustainability of practices of use of existing environmental resources
Palavras-chave: Reserva Extrativista
Tapajós-Arapiuns
Criação de gado
Gestão de Unidades de Conservação
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Gestão de Áreas Protegidas da Amazônia (GAP)
Citação: Spínola, Jackeline Nóbrega. Criação de gado na Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns, ameaça ou necessidade? Caracterização ambiental, social e financeira para subsidiar ações de gestão. 2019. 76 f. Dissertação (Gestão de Áreas Protegidas da Amazônia (GAP)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2667
Data de defesa: 19-Jun-2019
Aparece nas coleções:Mestrado - GAP

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Final Jackeline.pdf1,61 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.