Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2782
Tipo do documento: Dissertação
Título: O efeito da hipóxia sobre os parâmetros bioquímicos e a expressão dos genes hif-1α e phd2 do ciclídeo amazônico Astronotus ocellatus (Agassiz, 1831)
Título(s) alternativo(s): Influence of hypoxia on biochemical aspects and on expression of genes related to oxygen-homeostasis of the amazonian cichlid astronotus ocellatus (agassiz, 1831)
Autor: Vasconcelos-Lima, José Luiz 
Primeiro orientador: Almeida-Val, Vera Maria Fonseca
Resumo: Variações nos níveis de oxigênio dissolvido em lagos amazônicos são determinantes para a sobrevivência de organismos aquáticos, pois exigem uma variedade de respostas adaptativas para sobreviver nesses ambientes, particularmente em peixes. A tolerância à hipóxia é uma característica comum da maioria das espécies de peixes amazônicos, como Astronotus ocellatus, que apresenta uma série de ajustes comportamentais, fisiológicos e bioquímicos, com o objetivo de reduzir a demanda de oxigênio e aumentar o metabolismo anaeróbico. Nesta pesquisa, objetivamos contribuir com informações acerca das respostas fisiológicas e moleculares de Astronotus ocellatus submetidos à baixos níveis de oxigênio. Este estudo é pioneiro em avaliar os transcritos de mRNA da phd2 de Astronotus ocellatus submetidos à hipóxia. Alguns indicadores bem conhecidos de hipóxia, como glicose plasmática, lactato plasmático, glicogênio hepático e transcrição de hif-1α e phd2, foram investigados após 1, 3 e 5 horas de hipóxia, seguidos de 3 horas de recuperação em normóxia. Os resultados mostraram redução nos níveis de glicogênio após 1 hora de hipóxia e aumento de glicose e lactato durante a hipóxia. As respostas da espécie Astronotus ocellatus à exposição a diferentes períodos de hipóxia, seguido de recuperação em normóxia mostraram que os peixes entraram em hipóxia e o padrão de transcrição da phd2 no fígado e nas brânquias evidenciaram que esses órgãos possuem diferentes respostas moleculares para enfrentar a hipóxia, ainda que o gene hif-1α em ambos os tecidos não tenha demonstrado diferenças nos níveis de transcritos. O gene phd2 aumentou seu nível de transcritos nas brânquias e diminuiu, como esperado, tais níveis no fígado. Estas respostas antagônicas foram explicadas por um mecanismo de feedback positivo previamente publicado na qual a proteína HIF controla os níveis do gene phd2.
Abstract: Variations on dissolved oxygen levels in Amazonian lakes are determinant to the survival of aquatic organisms, which require a variety of adaptive responses to survive such environments, particularly fish. Tolerance to hypoxia is a common feature amoug species of Amazonian fishes, such as Astronotus ocellatus, which presents a series of physiological and biochemical adjustments, aiming to reduce oxygen demand and increase anaerobic metabolism. In this research, we aim to contribute with information about the physiological and molecular responses of Astronotus ocellatus submitted to low oxygen levels. This study is pioneer in evaluating Astronotus ocellatus phd2 mRNA transcripts submitted to hypoxia. Some well-known hypoxia indicators, such as plasma glucose, plasma lactate, hepatic glycogen and transcription of hif-1α and phd2 were investigated after 1, 3 and 5 hours of hypoxia followed by 3 hours of recovery in normoxia. Fishes under hypoxia presented a reduction in liver glycogen levels after 1 hour of hypoxia and an increase in plasma glucose and lactate during hypoxia. The responses of the species Astronotus ocellatus to exposure to different periods of hypoxia, followed by recovery in normoxia, showed that the fish entered hypoxia and the pattern of transcription of phd2 in liver and gills showed that these organs have different molecular responses to cope with hypoxia, although the hif-1α gene kept similar transcription levels in both tissues. The gene phd2 increased its transcripts in gills and decreased, as expected, in liver. These antagonistic responses were explained by a previously published positive feedback mechanism in which the HIF protein controls levels of the phd2 gene.
Palavras-chave: Reoxigenação - Glicogênio – Glicose – Lactato – Expressão gênica
Idioma: eng
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Genética, Conservação e Biologia Evolutiva
Tipo de acesso: Acesso Embargado
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2782
Data de defesa: 9-Ago-2018
Aparece nas coleções:Mestrado - (GCBEv)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO JOSÉ LUIZ - GCBEV.pdfDocumento Principal1,8 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.