Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2790
Tipo do documento: Dissertação
Título: A definição de áreas de uso tradicional e a percepção ambiental de duas comunidades ribeirinhas para subsidiar zoneamento ambiental na Floresta Nacional do Tapajós
Autor: Silva, Maria
Primeiro orientador: Magnusson, William
Primeiro coorientador: Giacomin, Leandro
Resumo: O presente estudo se propôs a mapear as áreas de uso tradicional de duas comunidades ribeirinhas na Floresta Nacional do Tapajós, localizada no oeste do estado do Pará (2°45’ a 4°10’S e 54°45’ a 55°30W), e a evolução das mudanças de uso da terra no período de 2004 a 2014, identificar os limites entre as comunidades de Acaratinga e Jaguarari, obter informações sobre a percepção ambiental dos comunitários em relação às mudanças decorrentes da ação do homem no meio ambiente e coletar subsídios para o planejamento do zoneamento ambiental da zona populacional da unidade de conservação (UC). As ferramentas utilizadas para se alcançar os objetivos do estudo foram o Diagnóstico Rural Participativo, levantamentos de campo e dados do projeto TerraClass. Foram identificados os limites entre as comunidades do Acaratinga e Jaguarari, as áreas de uso tradicional (uso familiar) e a percepção ambiental dos comunitários em relação ao meio ambiente em que vivem. Os tamanhos das comunidades e das áreas de uso das famílias foram quantificados. A análise do uso e cobertura da terra entre os períodos de 2004 a 2014 mostrou que a classe com maior expressão territorial foi a floresta e que a classe mosaico de ocupações aumentou nos últimos dois anos do período analisado. O estudo mostrou que os entrevistados estão atentos as mudanças do ambiente, reconhecem a importância da floresta e que as medidas recomendadas pelos entrevistados para minimizar os problemas ambientais identificados estão de acordo com as normas do ICMBio. O estudo propõe que seja realizado o micro zoneamento da área das comunidades para conciliar a presença das comunidades com a conservação da UC. Os resultados serão apresentados ao órgão gestor e devolvidos às comunidades envolvidas.
Abstract: The present study proposed to map areas of traditional use and the evolution of land-use changes from 2004 to 2014 of two riparian traditional communities in the Tapajós National Forest, located in the western part of the state of Pará (2 ° 45 'to 4 ° 10'S and 54 ° 45' to 55 ° 30W), to identify the boundaries between the communities of Acaratinga and Jaguarari, to obtain information about the environmental perception of community members considering the changes promoted by man in the environment and to collect subsidies for the planning of the environmental zoning of the populated area within the national forest. The tools used to achieve the objectives were the “Diagnóstico Rural Participativo” (Particpative Rural Diagnosis), field surveys and TerraClass project data. Limits between the communities of Acaratinga and Jaguarari were identified, the areas of traditional (family) use, and the environmental perception of community members in relation to the environment in which they live were surveyed. The sizes of the communities and the areas of use of the families were quantified. The analysis of land use and land cover between the periods 2004 to 2014 showed that the class with the greatest territorial expression was “forest” and that the mosaic class of occupations increased in the last two years of the analyzed period. The study showed that the interviewees are aware of changes in the environment, recognize the importance of the forest and that the measures recommended by the interviewees to minimize environmental problems are in accordance with ICMBio standards. The study proposes that a micro zoning of the communities area should be carried out to reconcile the presence of the communities with the conservation of the protected area. The results will be presented to the managing body of the national forest and returned to the communities involved.
Palavras-chave: Áreas de uso
Unidade de conservação
Zona populacional
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Gestão de Áreas Protegidas da Amazônia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2790
Data de defesa: 27-Jun-2018
Aparece nas coleções:Mestrado - GAP

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_MariaJociléiaSoares_MPGAP.pdf4,39 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.